domingo, 7 de fevereiro de 2016

E não será melhor que Carlos Xistra não se candidate ao... PERDOA-ME!...



Confissões

As explicações de Cosme Machado deixam muitas coisas por explicar

«Ponto prévio: não conheço pessoalmente Cosme Machado, mas já tive a oportunidade de o ver apitar algumas vezes e confesso não ter ficado particularmente impressionado com a qualidade do trabalho que realiza. Convém sublinhá-lo antes de escrever que, à primeira vista, fica-se com a impressão de que o árbitro de Braga deu uma pequena lição de sensatez a todos aqueles que, desde o início da temporada, têm feito tudo e mais alguma coisa para tornar o ambiente que se vive em torno da arbitragem insuportável.

Claro que, depois de se pensar melhor sobre o assunto, é inevitável concluir que a forma excepcional como foi convidado pelo Conselho de Arbitragem (CA) a assumir ter cometido um erro no lance do segundo golo da Académica, em Alvalade, mas também a calar-se sobre tudo o resto, abre uma pequena caixa de Pandora. Afinal, erros como aquele e maiores já foram cometidos no passado e serão inevitavelmente cometidos no futuro. Aliás, ainda ontem bastava ter um estômago de ferro e fazer uma pequena visita a qualquer rede social perto de si para encontrar dezenas de exemplos de outras asneiras assinadas pelo próprio Cosme Machado sem direito a mea culpa na praça pública.

Ora, se até agora todos aceitávamos como natural o silêncio dos árbitros no rescaldo dos jogos, é igualmente inevitável que as explicações de Cosme Machado criem junto dos adeptos e dirigentes a expectativa de outras "confissões" semelhantes mais adiante. Sob pena de sermos forçados a concluir que o CA tem vários pesos e várias medidas para aplicar a diferentes árbitros e a diferentes clubes. Seria um choque.»
(Jorge Maia, Opinião, in O Jogo,, em 01 Fev 2016 às 19:18)


Li esta crónica de Jorge Maia no próprio dia em que foi publicada e, por razões de oportunidade ligadas ao contexto de então, entendi não ser recomendável dissecar por aqui a questão central abordada pelo jornalista, deixando-a em agenda para tempo mais conveniente.

Julgo ter chegado esse tempo, a escassas 24 horas do jogo que irá opôr em Alvalade, o Sporting Clube de Portugal ao Rio Ave, com arbitragem de Carlos Xistra.

Como o próprio JM reconhece, só os tolos julgarão que a "confissão" de Cosme Machado foi "fumo da sua chaminé" e apenas os néscios não se aperceberão que da excepcionalidade da mesma, inevitavelmente, resultou a abertura de "uma pequena caixa de Pandora", de consequências imprevisíveis para todos os árbitros que vierem a arbitrar os jogos do Sporting, como será o caso já amanhã de albicastrense Carlos Xistra.

Custa-me muito atribuir à ingenuidade, a afirmação de JM de que "seremos forçados a concluir", se acaso "a confissão" de CM não voltar a ser replicada por outros "colegas" seus em casos idênticos, que o CA da FPF terá "vários pesos e várias medidas para aplicar a diferentes árbitros e a diferentes clubes". Porque há muito que sobram por aí evidências mais do que suficientes desse facto: os clubes são todos iguais, mas haverá dois, senão mesmo um só, que serão mais iguais que outros!...

Julgará a eminência parda que lidera o CA, na sua tacanhez asinina, pérfida e mafiosa, que umas "confissõezitas" aqui e além, serão a espessa cortina de nevoeiro capaz de camuflar o "colinho" com que vai embalando o seu "soberano", numa complexa simultânea de xadrez disputada em vários tabuleiros: "bem aventurados os pobres de espírito, porque deles será o reino dos céus", terá proclamado Jesus, mas... será que não é perigoso brincar com pólvora?!...

E não será melhor que Carlos Xistra não se candidate ao... PERDOA-ME!...

Leoninamente,
Até à próxima

5 comentários:

  1. Realmente a falta de cultura desportiva neste pais assusta-me.
    Todos se queixam do mesmo e não comentam as jogadas bonitas de jogadores do sporting,benfica,porto e de outros clubes.
    Como eu adoro a premier league e a bundesliga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falta de cultura desportiva resulta da educação ministrada ao povo. Quando um professora do 1º ciclo ensina às "suas" crianças" o hino do Benfica, está tudo dito e explicado!...

      Eliminar
  2. Até parece que o futebol tuga é tão limpo como a liga inglesa! Claro que os benfas querem que a malta não fale do colinho... Mas o vosso patrão antes falava e muito do apito dourado.

    ResponderEliminar
  3. Tal como todos os sportinguistas...
    Eu quero o Sporting Campeão...

    Mas tenho consciencia de que vai ser uma tarefa assaz dificl...
    Não há dúvidas de que a arbitragem está totalmente "ao serviço" do benfas...

    Não...não venham dizer que o árbitro do jogo do porto hoje não fez uma arbitragem "à medida" dos colinhos habituais do benfas...(amanhã veremos se indirectamente também "nos calha o beneficio", mas "não nos enganemos"...será sempre um efeito colateral...)

    Mal pensaria o amigo Álamo que quem se posicionava para já para "o perdoa-me"...era afinal o árbitro do encontro nas Antas...: o Rui Costa...!

    Esperemos que não acabe também por acertar na sua premonição...isso então é que eu ficava absolutamente "xistrado"...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo MaximinoMartins, o erro do auxiliar de Rui Costa ´e muito grave, é daqueles que se vê a olho nu - mas Rui Costa é um dos protegidos do Conselho de Arbitragem.
      Olhe, do mesmo modo que a xistralhada de Guimarães valeu a Xistra ser nomeado para hoje, em Alvalade, nada me surpreende que Rui Costa e sus muchachos apareçam no nosso jogo na Madeira.
      Agora vale tudo e já nem pudor têm para disfarçar...

      Hoje é para ganhar!
      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE