segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Ou JJ inclina o copo ou sujeita-se a passar muita fome!...


Com Carlos Xistra e a sua equipa a fazerem exactamente aquilo que por aqui foi antecipado à laia de sugestão e a rubricarem uma arbitragem muito positiva e merecedora de inusitados elogios, julgo que assistimos a mais um jogo do Sporting em Alvalade que acabou por confirmar as suspeitas que já vinham das suas últimas prestações e que se traduziram na surpreendente perda de 7 pontos em outras tantas jornadas: perante adversários fechadinhos, agressivos e rigorosos tacticamente, a ineficácia acentua-se e atinge níveis preocupantes, sem que se vislumbre o antídoto, com a rapidez que os adeptos desejariam.

A somar a esta fase menos boa da equipa e quiçá para ela também determinante, a péssima forma que William Carvalho vem revelando, a exigir medidas drásticas de JJ, sob pena de continuarmos a ver o Sporting reduzido a 10 unidades, quando não mesmo a 9, se persisitir na utilização de Teo Gutiérrez, em forma e indices de produtividade semelhantes ou ainda piores. 

Muito positivas as indicações que Sebasián Coates e Hernán Barcos hoje forneceram, a perspectivarem que poderão vir acrescentar alguma segurança à defesa e codícia e eficácia ao ataque.

Agora só nos resta aguardar a mais que previsível reacção de Jorge Jesus...

Ou inclina o copo ou sujeita-se a passar muita fome!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Em Coates vejo qualidade, é inegavel.

    Mas em Barcos apenas vi alguém completamente desentrosado e perdido em campo diversas vezes.

    Uma péssima opção de Jesus quando tinha no banco jogadores que já tanto deram esta época, como Gelson e Bruno César.

    7 pontos entegues e já temos os lampioes em igualdade connosco.

    Nao será surpreendente ver o Benfica isolado na liderança já na próxima jornada...infelizmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estivemos a ver o mesmo jogo, é o que posso dizer. Contudo, devo dizer que não me surpreende a opção Barcos, em vez de Mané, pois a defesa do Rio Ave, para além de alta e muito forte, estava a fechar muito bem ... e as coisas a correm-lhes ainda melhor - a exibição do Cássio é ilustrativa. Sabe que mais? Falta-nos encontrar um guarda-redes adversário que, nestas mesmas condições, dê um frango! Mas connosco não há dessas coincidências...

      Eliminar
  2. Odeio a minha lucidez porque me frustra e me deprime...não esperava outra coisa do que aquilo a que assisti...mas tinha muita esperança de estar enganado. Não estava. Foi uma espécie de "dejá vue". Os minutos decorriam com aquele jogo mastigado e eu já sabia o fim...porque nos últimos tempos, em curva descendente a equipa não tem a confiança (vai-a perdendo mais de jogo para jogo...) nem soluções, nem profundidade, nem desequilibrios pelas alas, nem os cruzamentos de Jeferson, nem a pressão e recuperação daquele meio campo que já foi maravilha. Porque há gente que rende pouco (j. Pereira, William...) e há gente que não rende nada (Téo Gutierrez) como sempre. Há agora uma grande distância desta equipa para aquela dos meados da primeira volta. Jesus anunciou no início: o Sporting vai discutir o título até ao fim...Assim o espero, mas cada vez fico mais carregado de dúvidas...

    ResponderEliminar
  3. Um dia Otto Glória treinava o Sporting e tudo lhe corria mal. Dizia ele que sem ovos não se faziam omeletas. Chicotada, entra o Juca e temos o Sporting campeão sem "ovos". Agora, os ovos são à conta; se um se parte lá fica a omeleta em risco. Isto, porque não se teve competência, ou pilim, para em devido tempo não deixar os rivais adquirir os ovos que agora nos fazem falta. Quer-me parecer que o JJ não deve estar a gostar da fritura.
    Espero que sábado tudo mude.
    Agora não entendo como o Jesus com a grande experiência que tem mete em jogo um futebolista que já nem jogava há 3 meses. Isto pode ser sintomático dos problemas com que tem pela frente.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE