domingo, 9 de outubro de 2016

A grandeza do Sporting obriga-o a "fazer acontecer" futebol!...


DEFESA LEONINA PROIBIDA DE DAR O FLANCO

«'Pensávamos que não era necessário sermos tão fortes defensivamente e fomos surpreendidos'. O período negativo do Sporting em termos defensivos começara dias antes em Madrid mas foi a partir da derrota (3-1) com o Rio Ave que os alarmes dispararam – com Jorge Jesus a reconhecer que a atitude no Estádio dos Arcos não foi a melhor. Focando a análise apenas no campeonato, a jornada em Vila do Conde foi, de facto, um ponto de viragem. Até essa altura, os leões haviam concedido apenas um golo em quatro partidas; desde o surpreendente desaire, a equipa verde e branca consentiu oito golos em três encontros.

A diferença salta à vista e ocupa as preocupações do técnico nesta pausa da Liga. Para recuperar a solidez perdida, o Sporting está proibido de voltar a facilitar no momento defensivo e isso não se resume aos jogadores do sector recuado. É por isso que, mesmo limitado por muitas baixas, devido às selecções, JJ está a trabalhar no sentido de resolver um problema que é prioritário. O ataque (16 golos) é o segundo melhor da Liga...»
(Record, em 09/09/2016 às 03:30)

Em meritório trabalho de análise e recolha de opiniões, o jornalista Vítor Almeida Gonçalves construiu um texto que valerá a pena os sportinguistas apreciarem, muito particularmente os depoimentos dos antigos jogadores leoninos, Costinha (guarda-redes, 1993-1997), Nélson (lateral-direito, 1991-1996), Beto (central, 1996-2005) e Fernando Mendes (lateral-esquerdo, 1984-1989).

Terá  sido necessariamente sobre todos este erros, individuais e colectivos, que JJ terá feito incidir o seu trabalho de reconstrução da muralha leonina neste interregno da Liga, pesem embora as ausências de Rui Patrício, Sebastian Coates, William Carvalho, Gelson Martins e Bryan Ruiz. Mas a filosfia a incutir e implementar será sempre mais de ordem colectiva que individual, de modo a que todos tenham a noção precisa de que estão absolutamente proibidos de pensar que não é necessário serem fortes defensivamente. Terão de ser mais fortes que os adversários em todas as vertentes do jogo! O Sporting nunca poderá permitir que "aconteça futebol"!...

A grandeza do Sporting obriga-o a "fazer acontecer" futebol!... 

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE