segunda-feira, 17 de outubro de 2016

"Inde todos p'ró carago"!...


Em vésperas dos jogos decisivos para as equipas portuguesas que nas competições europeias transportarão sobre os seus ombros a responsabilidade de melhorarem o perigoso 7º lugar  que o país ocupa actualmente no ranking da UEFA e quando se esperaria um decidido empurrão motivacional e generalizado por parte de toda comunicação social, será curioso apreciar o quanto pesa a profunda alienação e subserviência de que padece uma franja substancial dos nossos jornalistas, quantos deles sportinguistas, portistas e do braguinha, consubstanciadas num acréscimo substancial e ridículo das exigências colocadas ao Sporting, Porto e Braga, enquanto no sentido contrário aponta uma estúpida e inacreditável complacência em relação aos desafios que constituirá a deslocação do Benfica a Kiev.

Como se não fosse de todo expectável e altamente desejável, assistirmos a uma tentativa por parte de quem alcança o seu sustento à custa dos êxitos das equipas portuguesas por igual, de criar um clima de galvanização que as pudesse catapultar para quatro vitórias, que certamente aumentariam exponencialmente as possibilidades de o país saltar para o desejado sexto lugar.

Nada disso, o clima que está a ser criado, aponta para que o empate em Kiev por parte dos "melhores do mundo e arredores" possa vir a ser considerado como feito histórico, enquanto para os três restantes, tudo o que não seja a vitória será considerado um rotundo fracasso.

No que ao Sporting em particular diz respeito, é estúpida, incrivelmente repetitiva e absurda a forma como tem sido destacada a escassa dezena de baixas que eventualmente a equipa de Dortmund venha a apresentar em Alvalade, sem que uma única palavra seja pronunciada sobre a situação correspondente no plantel de Alvalade. Até parece que Spalvis, Adrien, Petrovic, Jefferson e Bruno Paulista estarão todos disponíveis para Jorge Jesus poder lançar para o jogo e que a presença de Ruben Semedo sempre esteve garantida.

Pinto da Costa diria, nos seus velhos tempos em que a língua ainda não se lhe entaramelava e o raciocínio era seguro, rápido, arguto, conciso e eloquente...

"Inde todos p'ró carago"!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Bom comentário, Álamo. E bom porque arguto. E ainda melhor porque não é Politicamente Correcto.

    E a sua observação seguinte está perfeita e em total sintonia com o que muitos Sportinguistas (os verdadeiros) pensam - e conto-me entre eles:

    "[...]o clima que está a ser criado aponta para que o empate em Kiev por parte dos "melhores do mundo e arredores" possa vir a ser considerado como feito histórico, enquanto para os três restantes, tudo o que não seja a vitória será considerado um rotundo fracasso."

    SL

    ResponderEliminar
  2. Acho que o raciocínio dos jornaleiros vermelhos vai no sentido do benfas apenas almejar o terceiro lugar e subsequente queda para a Liga Europa. Só desta forma, o empate na capital ucraniana pode ser um bom resultado...

    ResponderEliminar
  3. Caro Álamo,eu diria até que há jornaleiros que são uns filhos de um voucher encarnado.SL

    ResponderEliminar
  4. Feito histórico será eles irem parar à Uefa, apesar de integrados num grupo bem acessível.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE