sexta-feira, 7 de outubro de 2016

A deslocação à Ilhas Faroé nunca poderá ser encarada como um passeio!...



Demasiado fácil para os campeões europeus, com Cristiano Ronado a fazer o seu primeiro poker ao serviço da selecção das quinas e Gelson Martins a ver-lhe concedida a oportunidade de se estrear finalmente pela principal selecção portuguesa.

Nota positiva para CR7, Cancelo e André Gomes que sobressairam da exibição discreta dos restantes companheiros que estiveram em jogo, face a uma das piores selecções da Europa, castigada com duas expulsões perfeitamente justificadas face à intolerável agressividade com que se apresentou no Municipal de Aveiro.

Agora a selecção viajará até às Ilhas Faroé, que defrontará na próxima segunda-feira, com a obrigatoriedade de vencer, face à vitória por 3-2 alcançada na Hungria pela Suiça, que comanda a classificação com 6 pontos.

Veremos se a fé de Fernando Santos nos transportará desta vez até à Rússia, mas parecem subsistir no seu espírito demasiadas dúvidas que o jogo de Aveiro, podendo dissipar, acabou por avolumar, muito particularmente a lesão de Raphael Guerreiro cuja titularidade dentro de três dia se me afigura muito problemática e preocupante.

É de crer em substanciais alterações para o jogo de segunda-feira, contra uma selecção mais poderosa que aquela que hoje defrontámos e que ocupa o 2º lugar no grupo com 4 pontos, também com dois jogos. No jogo de hoje assistimos a exibições débeis de boa parte daqueles a quem Fernando Santos concedeu a titularidade e não me parece que contra um selecção que de modo algum apresentará as facilidades hoje encontradas perante Andorra, volte a cometer os mesmos equívocos. 

A deslocação à Ilhas Faroé nunca poderá ser encarada como um passeio!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE