sábado, 14 de março de 2015

Zakaria Labyad, um novo "filho pródigo"?!...


Labyad disposto a voltar
HÁ INTERESSADOS NO MÉDIO MAS REGRESSAR A ALVALADE É UM CENÁRIO QUE TAMBÉM EQUACIONA

"Labyad está "disposto a mudar de ares", não deve continuar no Vitesse e Record sabe que o jogador admite que tal mudança pode passar pelo regresso...ao Sporting.

O médio está disposto a voltar a Alvalade na próxima época (tem contrato até 2017), mas esse cenário estará muito dependente da decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) no diferendo que opõe Doyen Sports e Sporting, já que fundo e SAD detêm partes iguais relativamente aos direitos económicos do médio: 35% (os restantes 30 repartem-se entre PSV e jogador). Se a decisão do TAS for favorável aos leões, estes passam a deter 70% do passe, o que pode facilitar o regresso ou, por outro lado, garantir margem de lucro numa transferência (cenário que mais agradaria aos leões). Caso contrário, o passe continua a dividir-se entre fundo e clube, complicando o regresso, bem como um negócio rentável para os leões, que ficariam apenas com 35% de uma eventual venda.

Recorde-se que Labyad foi emprestado ao Vitesse em Janeiro (2014) e a cedência expira no final desta época (acordo não tem cláusula de opção de compra). Um dos factores que levou o Sporting a cedê-lo, foi o salário que este auferia: 1 milhão de euros líquidos por época (2 milhões de encargos totais). Porém, ao que Record apurou, Labyad aceitou reduzir o seu salário quando rumou ao Vitesse (os holandeses suportam o vencimento do médio), passando a receber cerca de 500 mil euros, cenário que também estaria disposto a discutir com o Sporting. O regresso, porém, estará sempre dependente do clube e da decisão do processo entre leões e a Doyen Sports... "


Desconheço em absoluto a religião que Zakaria Labyad eventualmente professará. Mas estou plenamente convicto que terá presente a parábola de Jesus Cristo sobre o Filho Pródigo.

Nesta condição, como não sou, felizmente, cego nem surdo, julgo por demais evidente o "namoro" com que, de forma implícita e explícita, ultimamente tem assediado o Sporting Clube de Portugal. E julgo que ao fazê-lo, terá interiorizado o pensamente subjacente ao regresso do "filho pródigo" aos braços do "pai" que, num acesso de juventude irresponsável, obrigou a deixá-lo partir, em busca de sonhos e utopias: passar a ser tratado como o mais humilde dos seus servos, depois de ser confrontado com a realidade das agruras que a vida a todos tem para oferecer!...

Penso que o potencial futebolístico de Zakaria Labyad, sem que se de algum modo seja de equacionar o sentido paternalista do Sporting, deverá levar o Clube a ponderar a possibilidade subjacente ao seu "pedido de namoro", acolhendo-o em Alvalade, com os mesmos sentimentos e os braços abertos daquela pai da parábola, entregando-o aos cuidados, atenção e posterior decisão, do "feitor" Marco Silva.

Se o "filho pródigo" que agora puder passar a ser Zakaria Labyad, aceitar o enquadramento salarial vigente no Sporting, não vejo que haja razões para não permitir o seu regresso a Alvalade!...

Eu também preferiria envergar a bonita e gloriosa camisola verde e branca, que aquele horrível e inestético arremedo auri-negro!... 

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. Eu gostava de saber foi "o que estava na cabeça" dos dirigentes do Sporting quando fizeram este e outros contratos...
    Vencimentos liquidos, com a obrigatoriedade do Clube pagar os impostos...

    Grandes alarves...!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE