quarta-feira, 11 de março de 2015

MAFALDA, UMA VIDA LONGA E REPLETA DE FELICIDADE!...



Neste cantinho sportinguista, mora alguém sensível e de lágrima fácil, que se comove sempre que montanhas e precipícios se erguem perante alguém, nesta difícil jornada que cada um de nós tem para percorrer, em busca dos seus sonhos, da sua felicidade...

E comovem-me particularmente todas as situações em que tomo conhecimento de que alguém resiste e tem a coragem de dizer não, às linhas que o destino lhe pretende traçar. Talvez porque não tive a felicidade de assistir a atitude semelhante, por parte do maior amigo que tive desde que me conheço. o meu Pai! E ele partiu, levado pelas garras de uma tão maldita doença, que não se compadeceu da sua coragem e do seu desejo de viver. E eu fiquei, mais frágil, só e com uma tristeza que não mais se apagará!...

Hoje, o execelente trabalho de Vitor Ventura e Pedro Simões, publicado no jornal Record, trouxe ao meu conhecimento a épica vitória protagonizada pela basquetebolista do Sporting Clube de Portugal, Mafalda Marques! E uma alegria imensa tomou conta de mim e uma lágrima me deslizou pelo canto do olho. Porque de uma fantástica vitória se trata, de uma menina que nem tempo ainda tinha tido para viver um décimo da felicidade que merece. 

E nasceu em mim o desejo de lhe prestar a minha singela homenagem. Atrasada, é certo, porque o Dia Internacional da Mulher já passou, embora devessem ser 365 os dias de tributo que todos deveríamos prestar à mais bela criação da Natureza. Mas ainda vai a tempo, pelo menos para a Mafalda!...

Com toda a minha imperícia em tratamento de imagem e partindo da única foto que me deu a conhecer o rosto tão lindo de Mafalda - belo flagrante de Pedro Simões! -, entendi que deveria, no mínimo, imitar a sua coragem, determinação e força de viver, e tentar conseguir isolar a sua figura, porque a homenagem é só para ela. 

Curvo-me perante a tua grandeza, Mafalda! E desejo-te de todo o coração... 

UMA VIDA LONGA E REPLETA DE FELICIDADE!...

Leoninamente,
Até à próxima

5 comentários:

  1. Também eu -e já lá vão quase 40 anos!- tive que ver o meu meu partir. Subitamente, que essa maldita doença não lhe deu hipótese nenhuma de se defender: num 1º de Janeiro estava cheio de saúde e no dia 20 estava a ser enterrado.
    Fico feliz por saber que alguém resistiu e vai vencer. Parabéns, Mafalda, nunca deixes de lutar pelo maior bem de que dispomos - a vida.
    De todo o coração te desejo, também, uma vida longa e feliz.

    ResponderEliminar
  2. Caro amigo Alamo,
    A nossa Mafalda veste a verde e branca com o leao rampante junto ao coracao. Isso prova a sua raca e forca com que viveu este combate com uma inequivoca vitoria.
    Tal como o amigo vi o meu saudoso pai partir com essa cruel e cobarde doenca.
    Ontem completei meio seculo de vida e ergui a minha taca a ele que esteja onde estiver esteja em festa que sabe junto ao seu pai e do pai do amigo leaodamaia.
    Viva o Sporting, este amor eterno que nos une.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigos Liondamaia e João Antunes, quem sabe se "Os Nossos Melhores Amigos" não estarão em festa, felizes por nos terem feito... SPORTINGUISTAS!...

      Não evitei que me saltasse do canto do olho, nova lágrima! OBRIGADO MAFALDA...

      Grande abraço para os Amigos e SL

      Eliminar
  3. Álamo, Liondamaia e João Antunes

    Fez a passada semana, 6 de Março, 32 anos que o meu pai me deixou, não com essa doença malvada, mas com outra doença que também o levou muito rapidamente.
    Conhecedor da história de vida da Mafalda, quando hoje logo pela manhã comecei a receber mensagens e telefonemas sobre a reportagem do Record (hoje merece ser tratado assim) foi com muita ansiedade que tive de esperar até à hora do almoço para poder adquirir o jornal. E a almoçar e a ler a reportagem as lágrimas escorriam. O Vitor Ventura, bem conhecedor da odisseia da Mafalda, foi brilhante.
    Vi alguns treinos da Mafalda quando ela recomeçou a sua prática. Que, na altura, verdadeiramente não era basquete. Nesses treinos ela estava a recuperar a sua coordenação motora. "Brincava" com bolas várias, de tamanhos e pesos diferentes.
    Para terem uma ideia basta pensarem que passaram cerca de cinco meses desde que a Mafalda recomeçou a sua actividade e a realização do primeiro jogo.
    Parabéns para a Mafalda, os seus pais, pela perseverança da luta, e ao seu treinador, Mário Nascimento,, que já a acompanha a alguns anos, peça importante nesta recuperação.
    Mafalda, é um exemplo!

    ResponderEliminar
  4. Força Mafalda...
    É na verdade necessario ter um "coração de Leão" para "lutar" contra esse inimigo silencioso...
    Nem sempre se consegue, mas a vontade de viver e o não desistir...é na verdade uma grande arma contra esse inimigo terrível...
    Que durante muitos anos "possas lembrar" essa luta e conviver com essa vitória...
    Tudo de bom Mafalda...!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE