segunda-feira, 2 de março de 2015

Quando a manta é curta, ao cobrir os ombros, destapam-se os pés!...


Projecto incompleto

"Trabalhei muitos anos, demasiados, em projectos com investimento insuficiente para poderem dar certo. Um dia, um amigo perguntou-me: "De que serve construíres um restaurante luxuoso e contratares um óptimo chef, se depois te faltar o dinheiro para o parque de estacionamento que te permita ter clientes?" Abri os olhos com isso e corrigi o tiro daí em diante, mas a chegada da crise deu-me ainda um derradeiro tirocínio. A mim e a 90 por cento do país: fazer mais com menos.

A lição do restaurante tem um exemplo claro no futebol, o Manchester City, que após ter perdido com o Barcelona em casa, a meio da semana, para a Champions, enterrou de vez - assim o Chelsea venha a ganhar o jogo em atraso com o último classificado - as suas aspirações na Premier, ao perder ontem com o Liverpool. Os citizens, com um plantel de chefs, negligenciaram o estacionamento ao manterem Pellegrini, campeão e pé frio.

No Sporting, tudo se passou ao contrário. Como apanhou a crise financeira que caiu em cima de outras crises, encontrou um presidente - goste-se ou não do homem, ele é um líder - que soube a seguir escolher um treinador, ou seja, começou, e bem, pelo parque de estacionamento, mas depois o dinheiro já não lhe chegou para os cozinheiros e para o resto. Arranjou o que podia, uma malta simpática e diligente para o atendimento, um chef nostálgico, umas mesas semiconstruídas, enfim, o que pôde ser.

Agora, no Dragão, mesmo tendo em conta o enorme esforço do jogo com o Wolfsburgo, vimos como a equipa do Sporting é curta, também na quantidade das opções, para as altas cavalarias. É possível fazer mais com menos, não se pode é abusar do conceito. Tudo o que Marco Silva e, sejamos justos, a bravura dos jogadores conseguiram desde julho é, simplesmente, um milagre.

Estou totalmente de acordo com Alexandre Pais! Se ele não fosse um doente pela doçaria de Belém, até era capaz de lhe enviar... Saudações Leoninas! Assim, respeitando a sua afeição, apenas aplaudo as suas lúcidas palavras.

Mas não resisto a juntar-lhes outro argumento quiçá ainda mais violento que aquele que de forma sublime explicitou, que aprendi como nosso sábio povo e que pela certa tirará muitas horas de sono a Marco Silva:

Quando a manta é curta, ao cobrir os ombros, destapam-se os pés!...

Leoninamente,
Até à próxima

12 comentários:

  1. Eu gosto do Marco e do trabalho que ele tem feito mas sinceramente já me cansa de ver ele ser defendido constantemente quando trabalha bem e mal. Ontem trabalho mal porque raio o estão a defender?
    E essa do "coitadinho não lhe deram matéria para trabalhar" é para rir, mas só fica com areia nos olhos quem gosta de nada ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto do Marco, mas também não gosto!... Adoro a bipolaridade!...

      Eliminar
  2. A manta é curta e no entanto vende-se a banha da cobra. É o estamos na "pole position" para ganhar o campeonato, vamos à "conquista da Liga Europa", ou depois de perder 2-0 na Alemanha, vamos à "R3montada" (e depois vêm os críticos dizer que se devia ter poupado jogadores numa segunda mão de uma competição europeia, como se isso fosse garantia de ganhar depois no Dragão, onde o Sporting raramente consegue um bom resultado).

    Depois sobra a frustração dos adeptos e a desmoralização nos jogadores, tudo porque se estabelecem objectivos sem dotar o clube dos recursos humanos e financeiros para lá chegar. O Bruno de Carvalho é só mais um dos "artistas" que a passar pelo Sporting, com muita garganta mas sem dinheiro, nem apoios.

    No entanto, acredito que o Sporting conseguirá os objectivos mínimos e salvará a época. Que os jogadores o façam por eles e pelo clube, esquecendo Brunos, "cozinheiros" e outra tralha passageira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meio de todo o barulho que vai por aí... " manta é mesmo curta"!...

      Eliminar
  3. A Manta só é curta porque o Artesão achou que assim chegava! Se o artesão tivesse trabalhado para ter uma manta maior, ela seria maior! Chegar a esta fase com 11 jogadores estoirados e os restantes sem ritmo é que faz a manta curta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas afinal a manta é curta, ou não?! Uma no cravo e outra na ferradura é que não me parece correcto!...

      Eliminar
  4. Há todavia outros que com manta curtissima fazem milagres e desdobram -se em campo jogando quase sempre com 14, clube referido por Lopetegui, não sendo necessário dizer o nome porque todos sabemos quem é. Esses milagres no entanto nunca são alvo da análise em jornais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há milagres e milagres! Meter tudo no mesmo saco, também não será correcto! O Capela talvez leve a mal!...

      Eliminar
  5. Eu continuo a acreditar nestes jogadores... Peço desculpa... mas não vou em altas cavalarias... Nunca fui... Já o disse, o pecado original, terá sido essa assunção de 'pole position' e que vinha ai o melhor dos mundos.... Para uma massa associativa como a nossa... isso é 'mel na sopa'... Há que ter os pés bem assentes no chão e CONTINUAR O TRABALHO...

    É preciso não esquecer toda a envolvente (INTERNA E EXTERNA)

    Tenho a convicção que estamos no caminho certo.... E nem somos tão excepcionais, como já fomos esta época, nem somos a maior das desilusões agora, que perdemos pela segunda vez para o campeonato...

    O caminho faz-se, de facto, caminhando... É preciso dar continuidade às coisas... Mas também não vou em 'milagres'... É que essa característica aporta à nossa equipa uma qualidade, apenas esporádica e extra-terrena... (com laivos de acaso e/ou fortuna), coisa com a qual, manifestamente, não concordo... Continuo a acreditar que temos o FUTURO connosco... que temos o FUTURO meio campo da selecção nacional... que temos o FUTURO eixo da defesa da selecção nacional..., que temos um conjunto de jogadores (que se os soubermos gerir) poderão catapultar o SPORTING para uma consistência pouco comum para os lados de Alvalade... ..., ..., ...

    Temos agora pela frente uma deriva... a mesma de sempre..., Seremos nós capazes de os suportar...??? Nós o SPORTING temos de ser diferentes... Temos de ser diferentes daqueles (e são muitos) que, agora, facilmente irão pôr pedras na engrenagem... É que agora, na hora da adversidade, esses 'aqueles', SABEM que têm o terreno perfeito para nos atingir...

    Seremos nós capazes de os impedir, de nos, auto-destruirmos...

    O QUE VAIS FAZER NA PRÓXIMA SEMANA...???
    VAIS LÁ ESTAR....???
    EU VOU....

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordarei que a tirada da "pole position" foi um dos primeiros tiros nos pés! Mas não condenemos o homem sózinho, porque haverá mais "pecadores"! Até nós, adeptos sportinguistas, deveríamos passar pelo "confessionário"!...

      Mas não será hora de nos "autodestruirmos"!...Há continuar a "temperar o aço"! Em Alvalade e em cada cantinho onde bata o "Coração do Leão"!...

      SL

      Eliminar
  6. O problema está mal definido. O problema não é a manta curta, se os porcos tivessem jogado 3 dias antes a meio da semana não ganhavam o jogo. Tão simples como isso. Mau planeamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh "Remédios" porque será que o único bom planeamento se encontra, apenas e exclusivamente" no seu clube?! Olhe que modéstia a mais não será virtude!...

      Eliminar

PUBLICIDADE