segunda-feira, 16 de março de 2015

Os "velhos do Restelo" ficarão a falar sozinhos!...



"Tenho pressionado muito a FIFA para travar a partilha de passes por terceiros. É uma vergonha haver jogadores cujo braço pertence a outra pessoa, a perna a um fundo localizado sabe-se lá onde e um pé a outro indivíduo. Estamos a lidar com um tipo de escravatura que pertence ao passado. [...]

Todos ganham dinheiro com essas transferências, e enquanto tentamos encontrar dinheiro para investir no futebol, esse vai para os bolsos de não sei quem, não sei onde."
(Michel Platini, in Record)

Michel Platini, todos o conhecemos, desde os tempos do jogador fabuloso que foi., quando a nossa atenção apenas estava centrada no seu singular talento futebolístico.

Hoje como presidente da UEFA, o prisma da nossa observação, permite-nos construir uma ideia mais abrangente sobre a sua pessoa e detectar-lhe com muito mais substância, tanto defeitos quanto virtudes, tanto um chauvinismo exacerbado próprio da terra que o viu nascer, quanto uma série de conceitos específicos sobre o futebol, com os quais poderemos concordar ou não, mas que partem inquestionavelmente de quem sabe, porque o viveu por dentro como poucos.

Não será portanto estranho e incoerente o seu alinhamento claro e inequívoco no combate aos famigerados fundos -  a denominada Third Party Ownership -, consubstanciado nas suas recentes e arrasadoras afirmações!...

Como sportinguista e acérrimo defensor de valores e princípios eternos, revejo-me com justificado orgulho na posição adoptada pelo Sporting Clube de Portugal, desde a eleição de Bruno de Carvalho, nesta polémica e escaldante matéria, que permitiu a separação das águas no futebol mundial e trouxe à superfície a podridão do pântano do futebol português, com a colagem de uma FPF manietada aos interesses, entre outros ainda mais esconsos e nojentos, de uma escabrosa e "anti-natura santa aliança tuga" que, por razões que se conhecem de sobejo e que terão a ver com ancestrais questões culturais, lá vai, "de púcaro e cantarinha", com os espanhóis.

Mas tudo aponta para que cá, pela nossa praia...

Os "velhos do Restelo" ficarão a falar sozinhos!...

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. A questão é saber quão empenhado estará Platini na consubstanciação de todos estes elementos...

    É que "Palavras... leva-as o vento"

    Para já tem o meu apoio... mas vamos ver o que se segue... Felizmente o aniversário da fpf já passou... agora só daqui a cem anos é que o convidam outra vez.......

    SL

    ResponderEliminar
  2. Álamo, sabendo que os valores e princípios eternos do Sporting são: ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA e que o Sporting é um clube com uma génese nobre e elitista, qual é a razão para o justificado orgulho duma tomada de posição inflexível, muito própria do proletariado que escolhe o caminho para a miserabilização do Sporting ao fechar-se sobre si mesmo e dificultando o acesso de melhores jogadores ao Sporting?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se me permite a intromissão: nunca lhe disseram que "quem não tem dinheiro, não tem vícios"?
      E não lhe chega, também, o exemplo de um passado bem recente, que quase levou à falência do Clube?
      E quer ignorar que, apesar das evidentes melhorias na situação económico-financeira, a UEFA poderá "cair-nos em cima" -multa pesada? proibição de participar em provas uefeiras?- por causa da "herança" de apenas 2-3 anos de governação em que houve acesso aos tais "Melhores (?) jogadores"?
      SL

      Eliminar
    2. Pode não haver dinheiro mas haver soluções inovadoras.

      O que é que a má gestão tem a ver com os fundos? Uns gerem bem outros são comidos.

      Qual melhoria na situação económico-financeira? É que contabilizar as VMOC como capital próprio é no mínimo dos mínimos uma enorme falcatrua.

      Eliminar
    3. Não se agarrem às VMOC como tábua salvadora. Não o é! Se serviram para "esconder" dívidas de financiamentos bancários ou outros, admito. Pelo menos, tornou-se possível discutir o cumprimento do tal fair-play financeiro e viabilizou-se a participação da equipa de futebol nas provas da uefa, sem as quais o futuro do Clube-SAD não existiria.
      Neste momento -e é isso que conta e é isso a que me refiro- temos equilíbrio entre Receitas e Despesas e, vamos lá, já com uns arzinhos de superavit, temos a recuperação de percentagem em passes de jogadores "de peso", conseguimos demonstrar uma capacidade negocial que não existia antes, etc, etc, etc...
      (Goste-se ou não de BdC, as suas acções concretas em defesa do Clube e da SAD superam largamente alguns exageros de ego, concorda comigo?)

      Eliminar
  3. Está visto...
    "... Todos ganham dinheiro com essas transferências,..."

    Menos os Clubes...!
    E perguntam alguns...:
    Então se os Clubes não ganham (ou não ganham o que deviam...), porque é que alguns dirigentes de clubes tudo tentam para que possa continuar a situação actual...??

    É que ao dizer que os clubes não ganham, ninguém diz que esses dirigentes também não...!

    Abr r SL

    ResponderEliminar
  4. Amigo Álamo, se a ideia de Platini for mesmo ajudar a travar os fundos então deixo-lhe o meu aplauso, pena que a FPF não pense da mesma maneira, e não dê tb o seu contributo, para livrar o futebol desse vírus canceroso...

    SL

    ResponderEliminar
  5. Porque deixariam de ser do sporting!!!. Chama-se a isso renting!!
    João Silva

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE