domingo, 29 de março de 2015

Em campo, vitória clara e gorda do Sporting!...


E no final do encontro com a Sérvia, para além de uma vitória "grega" de Portugal e da selecção ter sido empurrada quase "contra a sua vontade", para a liderança do grupo, muito poucos motivos de felicidade os portugueses poderão retirar. Não fosse o nosso melhor lateral esquerdo ter jogado a médio e com uma assistência e um golo, dever ser considerado o melhor de todos os que estiveram em campo, exactamente porque a par de João Moutinho e Tiago, terá sido dos poucos a escapar ao sofrível, e talvez não estivéssemos a esta hora e à boa maneira tuga, com as velas desfraldadas e faixas encomendadas.

Talvez, tendo em conta a lotação esgotada anunciada por uma comunicação social pintada da cor que sabemos e face aos números oficiais de 58.430 espectadores presentes, divulgados pela FPFhaja que corrigir a lotação oficial do estádio, com que a dita CS, vai para uma dúzia de anos, com a eventual conivência do clube supostamente proprietário,  nos andam a atirar areia para os olhos. A menos que a receita dos 3.570 bilhetes em falta, tenha revertido integralmente e por debaixo do pano, para os cofres exauridos da casa. Os responsáveis pelo imbróglio, agora que se decidam: ou a lotação do estádio será mesmo 58.430 e muita gente terá andado a mentir, ou será de 62.000 e andará o dinheirinho dos 3.570 bilhetes a ser desviado para bolsos indevidos.

Em campo, vitória clara e gorda do Sporting, sobre congéneres nacionais e estrangeiros, ainda que o facto resulte numa tremenda azia para alguns milhões, mas esta é a realidade "tuga", enquanto a "santa aliança" e os fundos coleccionarem os "xitos da bisca lambida cá do pântano", com vazas de "duques e ternos"!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. A lotação do estádio é ligeiramente superior a 65.000 mas nos jogos da UEFA terá de ser sempre inferior por questões de segurança. Estranho ainda não saberem isso.
    Não li em lado nenhum que a lotação iria estar esgotada mas que poderia atingir os 60.000. O que não estará muito longe da verdade se contarmos os "penetras" da CS e demais convidados.

    ResponderEliminar
  2. A azia dos milhões fica para a história com o lateral-esquerdo de melhor qualidade que este, e o outro, mundo já viram... Enfim... opções...

    Fosse Eliseu jogador do Sporting e ariam agora a crucificar o rapaz... mas não..., até ouvi, no caso um sportinguista, a dizer que os laterais é que ganharam o jogo...

    Eu sei que não percebo muito de futebol..., mas bolas... a coisa (decência) tem limites...

    Paradoxalmente, ou não (como disse, não percebo nada de futebol) o facto de ter jogado um brilhante luminoso, como Eliseu, transformou o NORMAL lateral, num dos melhores em campo... e o ego do aziados num primor do nacional e vermelho porreirismo (qual bula papal)...
    Ou pudesse lá a seleção jogar na catedral sem um único acólito de serviço...!!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Amigo Álamo, estive no estádio e posso confirmar que a secção reservada aos apoiantes da Sérvia estava praticamente vazia. Teria 30 pessoas no máximo. Essa secção correspondia a cerca de 2000/2500 lugares.
    O que foi absolutamente vergonhoso foi a quantidade de jogadores de outros clubes assobiados pelos adeptos encornados presentes no estádio com Rui Patrício e Quaresma a serem os mais visados. Já vi jogos da selecção em muitos estádios e nunca vi algo semelhante. O matic e o markovic quase que eram mais aplaudidos que os jogadores mais visados. Uma vergonha.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE