sexta-feira, 6 de março de 2015

O Leão precisa de limpar a cabeça!...


Leão precisa de limpar a cabeça

"O Sporting arrancou um empate na Choupana quando jogava com dez homens e graças a um momento de grande inspiração de Carlos Mané que, definitivamente, tem razões para apreciar uma viagem à Madeira. A pérola do jovem leão vale preciosa vantagem para o encontro da 2.ª mão em Alvalade.

Marco Silva tem agora boas hipóteses de cumprir o que prometeu: levar o Sporting à final da Taça de Portugal, que se tornou objectivo prioritário para a equipa leonina. Não pode, porém, ser o único. Questionar um sportinguista sobre a ordem das suas preferências entre a conquista da Taça e o 3.º lugar que dá acesso à Liga dos Campeões (com uma pré-eliminatória para superar) poderá colocar-lhe um dilema, mas é difícil imaginar outra resposta que não seja alcançar um título nacional que há sete anos foge aos leões.

O jogo com o Nacional confirmou que o problema já não está só na falta de pernas, mas também na cabeça. O Sporting precisa de aliviar o stress, repousar o corpo, limpar a cabeça e renovar a alma. Mas para que a terapia possa surtir efeito terá de vencer na 2.ª feira o Penafiel.

O futebol não pára e a jornada 24 não começa por um aperitivo mas sim pelo prato principal. O FC Porto, supermotivado pelo triunfo claríssimo no clássico e com uma exibição a condizer, vai a Braga, onde apenas o Sporting ganhou. A equipa de Sérgio Conceição tem a Champions na mira e o rival leonino está à mão de semear. Os minhotos vão numa série de cinco vitórias consecutivas e só sofreram um golo neste ciclo. No choque desta noite alguém pode ficar a perder. E até podem ambos perder, se a um eventual empate os rivais responderem com vitórias. O jogo promete, pois implica necessariamente risco.
(António Magalhães, Entrada em Campo in Record)

Sem a mais pequena sombra de dúvida! Se bem que se olha para alguns leões e manifestamente nos surjam imagens de "cabeças sujas por fora", com alguns penteados que indiciam avara poupança de shampoo e excesso de outras coisas ainda mais deprimentes, o busilis da questão leonina, estará bem escondido no amágama cinzento do córtex cerebral, logo será uma "sujidade" bem mais complexa de debelar.

Se calhar, a toalha que no final do jogo das Antas foi atirada ao chão, poderá muito bem servir agora para fazer o que António Magalhães define como incontornável e imperioso: limpar a cabeça! Não se deve deitar fora o que amanhá nos pode fazer falta! Mas, porém, todavia, contudo, essa toalha, se devidamente recuperada, não será suficiente...

E o nosso olhar dirige-se, incontornavelmente, para Marco Silva! Porque a maior fatia deste "desafio final", passará pelas suas mãos, pela sua capacidade de se focar no essencial, afastando-se dos vícios comunicacionais em que parece ter-se deixado enredar, sem que ninguém ainda possa assegurar com segurança, se lhe advêem  de eventual contágio próximo, se da necessidade, também narcísica, de mostrar um capote seco e demasiado cuidado no seu exterior aspecto.

Certo e irrefutável, é que o Leão, no seu todo, precisa de limpar a cabeça!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE