terça-feira, 3 de março de 2015

É preciso tempo. Não há outra forma de chegar ao sucesso!...


Sporting demasiado verde

Os objectivos reais do Sporting ficaram de repente limitados ao 3.º lugar no campeonato e à conquista da Taça de Portugal. Aquele golo de Jardel fora de horas, no último minuto do dérbi, despedaçou o moral de uma equipa que ainda há um mês respirava saúde e confiança. De repente, há um quadro novo: os jogadores passam a desconfiar da própria sombra, as pernas pesam mais do que nunca, as dúvidas aumentam todos os dias. É o momento mais difícil da temporada: seis jogos, uma vitória.

Uma parte do que aconteceu neste ciclo delicado, que incluiu adversários poderosos como Benfica, FC Porto e Wolfsburgo, explica-se com um retrato rápido da própria equipa. De repente, se lhe perguntassem quem era o defesa mais velho do Sporting neste clássico do Dragão acha que saberia responder correctamente? Se lhe dissessem que era Cédric iria acreditar? É razoável que o “veterano” da defesa num hipótetico candidato ao título nacional possa ter apenas 23 anos? Ao centro, por mais qualidade que ambos tenham, uma dupla formada por Paulo Oliveira, também de 23 anos, e Tobias Figueiredo, de 21, irá sempre ficar aquém do que é preciso. No lado esquerdo, o alvo de todas as críticas é um menino de 20 anos, chamado Jonathan Silva. Média de idade dos quatro defesas: 21,7. Dá para acreditar? Mesmo a média do onze do Sporting que iniciou o jogo frente ao FC Porto – 23,7 – continua excessivamente baixa, claramente a mais baixa deste campeonato.

A juventude não se fica pelo relvado: os leões têm igualmente o treinador mais jovem da Liga e um presidente, de 43 anos, que chegou apenas em março de 2013. É fácil perceber aquilo de que o Sporting precisa: tempo. Para crescer, para corrigir, para aprender. Não há outra forma de chegar ao sucesso.
(Nuno Farinha, Entrada em Campo in Record)

É natural que se olhe de lado e com muitas reservas, sempre que nos surge um artigo sobre o Sporting, assinado por alguém que antecipadamente sabemos estar afectivamente ligado a outras cores. Mas penso não estar errado se disser que estaremos a assistir a uma tomada de consciência por parte dos jornalistas que constituirão estas franjas, de que se quiserem colar uma imagem positiva às suas carreiras e granjear o respeito dos leitores, terão em definitivo da abandonar "a banda e o trombone" e passar a escrever com inteligência e sem sectarismos.

Penso que o artigo de Nuno Farinha que publico acima, será o paradigma exemplar do que antes afirmei. Quando li o título e reparei no autor, coloquei os dois pés atrás. Mas à medida que fui lendo, concluí que, afinal, até eu, verde por fora e por dentro, poderia muito bem ter escrito aquilo. Porque ali está a verdade, nua, crua e irrefutável. Asim como a conclusão a que chega.

O grande universo leonino desejaria, legitimamente, para ontem o resurgimento do Sporting, esquecendo que o seu apagamento terá durado décadas e se ficou a dever, em grande parte, a culpas próprias. Agora, na dolorosa travessia do deserto, os sportinguistas pretenderão recuperar o tempo demasiado que foi perdido, por erros nas escolhas que apenas poderão ser imputados a si próprios. Contudo...

O Sporting precisa de tempo! Nuno Farinha está certo: "não há outra forma de chegar ao sucesso"!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Yazalde...e agora??? O Farinha também é inimigo...Porra!! Mas, ele tem razao, ou nao !!!??
    Saíu-lhe sem querer mas, disse a verdade....

    3 anos, 3 treinadores, 3 equipas, 3 sistemas de jogo.....Nao há adepto que aguente, nao há Bruno que aguente, nao há clube que aguente...

    A verdade Yazalde(Zé Eduardo)...O BC e direcção trabalharam bem, muito bem a nível ....nao desportivo.
    Acho que até os anti engoliram isso mas, no plano desportivo... é uma aflição. Se nao fosse o teu "amigo" M.Silva, nem Taça havia......Chamas-lhe projeto de treinador mas, nao fosse ele ir aguentando o balneário, ai,ai,ai, queria ver o descontamento total dos adeptos
    e dos jogadores sobretudo

    Eu já nao aguento tipos como tu,..falam, falam e bajulam em cada comentário mas, nao propoem soluçoes !!!
    Eu digo, pobre do BC que vos dá ouvidos.... Essa vai ser a derrota dele.....dar ouvidos a bajuladores ( Essa das vitórias com ele no banco ou nao, está Bajuladoramente espectacular..LOL)

    Ainda nao entendi, como todas as bacalhodas que passam dentro de do Sporting..chegam tao rápidamente aos jornais..... Nao me digas que tu és o gajo porreiro!!!!

    Eu sou o mesmo anónimo do "post" anterior

    ResponderEliminar
  2. Caro Alamo,
    Tudo o que o jornalista escreveu e uma verdade, de tal modo evidente que tem sido o que o clube faz a anos de forma intermitente.
    Mas o que a historia nos conta e que o copo enche e quando o sumo tem qualidade chega ca o homem da mala preta e leva-nos as perolas!! E este tem sido o nosso fado!
    Enche e vaza como um pulsar..
    Para inverter este fado BC tomou a primeira medida nuclear, emagrecer de forma a que as receitas cubram as despesas, depois recuperar os passes dos atletas, vender so no limite. Mas chega? Nao, pq os bons vao querer voar mais alto..impossivel nao os deixar sair.
    O proximo passo sera valoriza-los e como??
    Aumentando o nivel qualitativo da equipa com 2 ou 3 pesos pesados(PL,M,DC).
    Para isso deve-se olhar como um investimento pois sera necessario abrir os bolsos com 5ME por jogador.Sem derrapar o orcamento.Sera que BC consegue isso sem vender?
    SL

    ResponderEliminar
  3. Antes assim fosse, Mas acima de tudo, em Portugal, há que controlar o sistema. Lembram-se das equipas leoninas de 1993-94 e 1994-95?

    ResponderEliminar
  4. Independentemente do conteúdo correcto... isto das idades, é como as tácticas... há e tal...!!! 4x3x3, 4x2x2, 4x2x3x1 com o triângulo invertido, ao contrário.... Tudo balelas...!!! Interessa é a dinâmica... (aqui jesus tem toda a razão)

    Sim... a média de idades é muito baixa..., é um facto... Mas isso tanto serve para lisonjear como para criticar... É como o vento...!!! Para mim não é um factor decisivo... Pois eu vejo os jogadores... não vejo o seu BI... o problema não é idade... são os kms... (que podem vir com a idade...., ou não)

    Aquilo que eu sei é que o conteúdo... está lá...!!!

    Há muitos, que por muita idade que tenham..., nunca lá vão chegar... Até por outros factores... como a cabecinha....!!!

    Por tudo isto... o que eu acho essencial... é manter as pedras... Não desistir delas... Para ao ano... serão muito novos ainda... mas serão, seguramente, mais competentes...

    Isto não invalida que sejam colmatadas algumas deficiências que a equipa tem... Mas independentemente da idade dos futuros jogadores... estou preocupado é com a experiência e qualidade que possam aportar à equipa...

    p.s. com a soberba que este exemplo possa acarretar... mas o Messi alteraria assim tanto a média de idades da equipa....????

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE