sábado, 14 de março de 2015

Em Portugal, qualquer "bardamerda" pode ser ministro!!!...


"Acho curioso alguém pensar que isso pode acontecer. Somos todos profissionais, uns melhores, outros piores, mas todos queremos dar o nosso melhor. Eu, se fosse português, estaria preocupado... este homem foi ministro."
(Julen Lopetegui, in Record)

Em Portugal, qualquer "bardamerda" pode ser ministro! Desde que cumpra os requisitos mínimos de... insanidade mental, vista calças laranjas, camisola do regime e tenha uma propensão estupidamente natural para... "TRAPALHADAS"!...

Leoninamente,
Até à próxima

13 comentários:

  1. Ou ter um blogue!

    Sempre na defesa do vosso clube!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-aventurados os pobres de espírito! Deles será o reino dos céus!...

      Eliminar
    2. Não há reino dos céus, mas tu deves precisar de acreditar nisso para te salvaguardares da tua mediocridade mundana.

      Defende o Sporting que penso ser o teu clube e deixa-te de merdas!

      Eliminar
    3. Falou e disse o "omnisciente anónimo"! Disse o que Maomé não foi capaz de dizer do toucinho: que não há "reino dos céus", que a "mediocridade humana" o rodeia e que o espelho que adquiriu na "feira da ladra" lhe diz que é o mais belo macho sobre o planeta! Típico benfa, igual ou ainda pior que o "bardamerda" que um dia, infelizmente pela mão de um sportinguista, chegou a ministro! Pobrezinho!..

      Eliminar
    4. Encerrados os minutos de fama de Dâmaso Salcede! Resta-lhe o "reino dos céus", local priviligiado dos "pobres de espírito" e de todas as outras aves!...

      Eliminar
  2. Não, meu caro, não é Dâmaso Salcede, mas Sousa Neto ou o Conde de Gouvarinho.

    Pode ser-se bardamerda ou não, mas, quando se pretender dar um ar de «cultura», convém estar certo do que se diz... ou escreve, neste caso.

    ResponderEliminar
  3. Ao caro Paulo João, sem pretender copiar-lhe a indelicadeza de julgar "inculto" alguém que não conhece - privilégio que não concedo a mim próprio -, direi que mantenho a analogia que fiz do "anónimo das 16.18" com Dâmaso Salcede, dado que a radiografia que fui capaz de lhe fazer, pelos "gatafunhos" que por aqui deixou, me pareceu o típico benfas, baixinho e gordinho, presunçoso, convencido, provinciano, tacanho, sem um pingo de dignidade e ainda por cima cobarde, para não referir o seu maior defeito para a época e porque não desejo correr o risco de Carlos da Maia. Serão opções a que cada um terá todo o legítimo direito, mas confesso que me causam urticária..

    Jamais me atreveria a pensar no "anónimo das 16.18", como paradigma do funcionário público da época, que Eça escolheu para simbolizar a degradação da escola pública na época e a completa ausência de cultura e a superficialidade dos representantes da Administração do Estado, para o comparar a Sousa Neto.

    Também quando à outra personagem que adianta, sinceramente, não consigo ver no "anónimo das 16.18", um Conde Gouvarinho, um político oportunista, cujo casamento o catapultou socialmente, suportando tão estoicamente o dinheiro da mulher, como o adultério por ela cometido! Não, nunca seria capaz de pensar isso do anónimo!...

    Agora para rematar e encerrar esta estúpida polémica, permitirá que use de toda a minha franqueza e lhe diga que vejo o caro Paulo João, mais próximo de Dâmaso Salcede, que o "anónimo das 16.18" estará de Sousa Neto ou o Conde de Gouvarinho!...

    Quem vai à guerra, sujeita-se a dar, e... a levar!...

    Democraticamente, aceite as minhas Saudações Desportivas.

    ResponderEliminar
  4. tal como um qualquer labrego da terra dos bascos, ou um seminarista lagarto a armar ao pingarelho, por conhecer de nome e dalgum resumo que tenha lido, 3 ou 4 personagens de Eça, virem a DETURPAR o que o Benfiquista Rui Gomes da Silva afirmou.




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem-te-topa-a-ti-sou-eu, meu pequerrucho! Mas não esperes que te tire do molhado! Já o fiz a quem o tinha de fazer, há quase 40 anos, meu pimpolho! E sobre o Eça, meu bebé chorão, tu sabes lá o que é o Eça! Tu deves ser como o Sousa Neto, a perguntar ao amigo, se na Inglaterra também havia literatura?!...

      Quem-te-topa-a-ti-sou-eu, filho!...

      A ti e ao "escroque benfas" que defendes: são ambos da mesma laia!...

      Eliminar
  5. Completamente de acordo. Direi mais - Qualquer bardamerda pode ser 1º ministro! Já tivemos um Santana Lopes, um Sócrates e agora um Coelho, que mais nos poderá acontecer?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que mais nos pode acontecer...?

      Ter também um Costa...o tal que "procura comprar" os votos dos benfiquistas, com o perdão das taxas municipais...
      É bem verdade que uma desgraça...nunca vem só...!

      Eliminar
    2. Porra!!! Longe vá o agoiro...

      Eliminar
  6. O Amigo Álamo (permita-me que o trate assim), continua em grande forma! Seja nos posts, seja a ir ao focinho a quem lhe conspurca a caixa de comentários!

    Um grande abraço!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE