quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O carácter de uma pessoa rege toda a sua vida!...



"Os dois últimos presidentes do Sporting não completaram os seus mandatos. Eu defendo que, entre outras coisas, deve haver estabilidade institucional no clube, e que os corpos sociais devem cumprir os seus mandatos. E chegada a hora de votar, desejavelmente sem constrangimentos emocionais ou de outra natureza, caberá aos sócios pronunciarem-se sobre quem querem ver à frente dos destinos do clube. Este desiderato é válido com todos as situações, incluindo a actual.

Serve esta introdução para comentar uma afirmação recente de Bruno de Carvalho, que agora era chique dizer mal do presidente do Sporting. Já aqui escrevi, e repito, que um dos aspectos em que o Sporting se distingue do Benfica ou do Porto é que o Sporting é um clube mais livre, onde cada um pode exprimir a sua opinião sem correr o risco de ser estigmatizado como inimigo ou indesejável.

No Sporting nunca houve o culto do incensamento, que aproxima os clubes que o praticam – e estão ao virar da esquina – em realidades proto-norte-coreanas e em que qualquer desalinhamento é proscrito como crime de bota-abaixismo e lesa-pátria. Os presidentes do Sporting devem, por isso, saber lidar com a crítica, mesmo que se possam sentir injustiçados ou desconsiderados; quem não perceber esta realidade, não percebe os valores e raízes do clube.

E este desabafo é tanto mais deslocado, quanto Bruno de Carvalho, quando não era presidente do Sporting, nunca se coibiu de expressar publicamente as suas opiniões e divergências com as direcções que contestava e de o fazer com frequência. Acresce que, por uma conjugação de circunstâncias, este presidente do Sporting tem tido um ambiente muito mais desanuviado, em termos de críticas, do que o que existiu com os seus antecessores. Caberá perguntar se é assim agora, o que será quando as críticas forem a sério?

Criticar não é chique ou vulgar, é um direito que assiste a qualquer sócio do clube; não tem a ver com nível cultural, condição social, notoriedade, moda ou tendência, é apenas a condição de ser sportinguista, e essa ninguém a pode retirar.

Se há alguém que questione a política de contratações deste ano do futebol profissional, há que ouvir o que é dito, com a humildade dos justos e, se for o caso, extrair as necessárias conclusões.

O presidente em funções já fez saber que pretende manter-se no lugar, e é um direito que lhe assiste legitimamente, desde que os sócios o escolham; se é assim, estes são caminhos que não deve trilhar...".
(Carlos Barbosa da Cruz, Canto do Morais in Record)


O texto que CBdC hoje fez publicar no jornal Record, na sua coluna de opinião, Canto do Morais, reflectindo um mundo de evidências e lugares comuns, facto que logo deixa de sobreaviso qualquer sportinguista minimamente informado sobre o seu pensamento em relação ao actual poder no Sporting, não deixa de ser um placebo, um "melhoral" que... nem faz bem, nem faz mal, antes pelo contrário!

E é precisamente no "antes pelo contrário" que estará o busilis da questão! É que, a meu ver, toda a consistência do seu arrazoado, esbarra na camuflagem do seu claro objectivo, que decididamente não consegue escamotear, que será... naturalmente, denegrir a palavra e a acção do poder instalado em Alvalade.

Todos os sportinguistas têm consciência de que nem tudo terá corrido bem com "a política de contratações deste ano do futebol profissional"! A começar em Marco Silva e Nani e passando por Paulo Oliveira, Naby Sarr e Jonathan Silva e pela manutenção de Rui Patrício, William Carvalho, Adrien Silva, Cedric Soares ou Islam Slimani! Foi tudo mau. Muito mau! Tudo "flops"! Os sportinguistas nunca esquecerão todos estes tremendos erros cometidos por Bruno de Carvalho e seus pares!...

O que CBdC perdeu por não estar calado e quieto no seu canto, no reino inteligente e infalível da Cofina! Mas o seu umbigo de "gente chique", não lhe terá permitido exibir a humildade, a modéstia e o sentido tão democrático exibido no seu texto! Está-lhe no sangue, assim como estará a presunção de que "... um dos aspectos em que o Sporting se distingue do Benfica ou do Porto é que o Sporting é um clube mais livre, onde cada um pode exprimir a sua opinião sem correr o risco de ser estigmatizado como inimigo ou indesejável.".

Como CBdC está enganado! O Sporting não se distingue dos outros apenas por ser um "clube mais livre"! A Liberdade nunca será apanágio de que apenas alguns se poderão ufanar! A Liberdade é de todos! Do Sporting, do Benfica, do Porto... do Vizela! O que verdadeiramente distinguirá o Sporting serão outros valores intrinsecamente associados à Liberdade: CARÁCTER, INTEGRIDADE, DIGNIDADE, VERDADE, ÉTICA, RESPEITO, GENEROSIDADE, GENTILEZA, BONDADE, ELEGÂNCIA, ALTRUÍSMO, RESPEITO, MAGNANIMIDADE ...

"Não dá para ter um sistema de valores para uso no mundo dos negócios e outro para a vida pessoal. O carácter de uma pessoa rege toda a sua vida."
John C. Maxwell


Leoninamente,
Até á próxima

9 comentários:

  1. Caro Álamo:

    Após longa pausa, entro no blogue (continuo a ler todos os dias a sua saborosa prosa) para referir um facto que hoje, porque em viagem para os seus lados (fui em trabalho à bela Aveiro), me comovi a ouvir em directo:
    O Cante Alentejano é Património Cultural Imaterial da Humanidade. Caramba, que orgulho, uma manifestação tão genuína e popular ter tal distinção.
    Como aficionado da extraordinária diversidade cultural deste nosso querido cantinho, hoje é um dia de alegria.
    Como esta só o abraço que dei, em Alvalade, ao meu filho quando o nosso Luís Nani pintou, anteontem, aquele quadro lindíssimo, à moda do Cristiano ou do Rui Jordão, de sentar os eslovenos como se fossem fazer um piquenique.
    Viva o povo Alentejano, viva Portugal.

    Grande Abraço,

    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena não ter avisado amigo José Lopes! No fundo do blog, está sempre o meu contacto. Fica para a próxima...

      Sobre o abraço que deu ao seu filho e sobre a alegria que o reconhecimento universal do Cante Alentejano lhe trouxe, são esses momentos que nos fazem abençoar a felicidade de estarmos aqui e agora.

      Grande abraço e SL

      Eliminar
  2. Excelente post. Um aparte, lampiões/andrades unem-se, interna e externamente. A "santa aliança" entre dois inimigos, de muitas dezenas de anos, é contra natura. E eles sabem. Mas alguns (poucos) de nós acham que devemos continuar a ter lutas intestinas que nos enfraquecem e em última análise quase nos aniquilam. A capa de sermos diferentes - serviu para durante anos não haver eleições no Clube e os presidentes serem cooptados/nomeados- apenas gerou critica, mal estar, e divisão. Perdoem-me, se somos diferentes é para pior! Os adeptos (95%?) dos outros rivais unem-se à volta dos seus clubes e presidentes, e nós devemos (como somos muito democratas...) criticar o presidente e o clube, sempre!...Mesmo que prejudiquemos o Sporting. Quem advoga isto pode ser muito democrata (?), mas é pouco ou nada sportinguista!!! SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanto que gostaria de dar um abraço com nome, ao "anónimo das 23.22", mas respeito a opção e aqui vai, forte e cheio de sportinguismo, para o sportinguista que entendeu o meu grito e que teve a coragem de deixar nas linhas aquilo que deixei entre elas. Bem haja amigo!...

      SL

      Eliminar
  3. Mete-me um cerco asco gente que cobarde-mente se escuda no sentido critico para insultar alguém porque insinuar (como rasteiro que é) os rótulos de Hugo Chavez e Kim Jung a BdC é tudo menos ser critico ... é ser muito baixo!

    Mas há quem goste ... e enquanto existir plateia mais aparecerão.

    SL,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Sérgio, ainda que nem tudo esteja correcto na acção e na palavra de Bruno de Carvalho e que a todos os sportinguistas assista o legítimo direito de crítica, não é isso que vemos na "plateia" que refere, que ultrpassa, no "bota-abaixismo", tudo o que imaginar se possa nos benfas e corruptos!...

      SL

      Eliminar
  4. "...Eu defendo que, entre outras coisas, deve haver estabilidade institucional no clube, e que os corpos sociais devem cumprir os seus mandatos. ..."
    Convenhamos que para os "inimigos" do Sporting, se GL tivesse chegado ao fim do seu mandato seria mesmo "uma beleza"...simplesmente talvez tivessemos "desaparecido" e escusavam de se preocupar "em deitar abaixo" tudo o que "mexe em tons de verde" Leão...

    Já os "conhecemos de ginjeira" e já não nos conseguem enganar, "ladrem `vontade", que um Leão "avisado" tem muito mais defesas...

    Deixar aqui também o meu aplauso ao Alentejo (onde passei durante anos, momentos muito agradáveis no exercício da caça...quando era mais novo...) e ao seu "Cante"...!!

    Alentejo terra linda de gente boa e amiga...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim amigo Max, já os "conhecemos de ginjeira", mas para defesa do Sporting, não poderemos baixar a guarda! Há que combatê-los...

      "Alentejo, terra linda de gente boa e amiga"! Subscrevo inteiramente, meu amigo!...

      SL

      Eliminar
  5. Este CBdC é este
    http://www.publico.pt/noticia/carlos-barbosa-da-cruz-avanca-apos-recusa-de-rogerio-alves-1379290
    ?
    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE