sábado, 1 de novembro de 2014

L'important c'est la rose...




Acertou, mas...

"... O jogo de ontem na Luz conheceu um lance polémico: golo anulado ao Rio Ave, a cerca de 20 minutos do fim. Em nome da verdade desportiva – e isso é o mais importante – há que dizer que o árbitro assistente (José Gomes) teve uma decisão correcta. Ainda bem que acertou. Mas... acertar é o verbo adequado. Na posição em que se achava, não podia decidir em consciência. Estava atrasado vários metros em relação ao último elemento da defesa do Benfica e, no caso vertente de um fora-de-jogo milimétrico, não estava em condições de ajuizar. Daí a pergunta: que o fez levantar a bandeirola? Instinto, poder (fervoroso) de adivinhação... foi o quê? Com novas tecnologias, e segundo o modelo que defendo, Pedro Martins poderia pedir o visionamento do lance (porque a bola entrou na baliza) e a decisão do árbitro assistente seria validada. Repito: o “fiscal de linha” acertou – e isso é o mais importante..."

Naturalmente, aqui está um caso em que apenas os benfiquistas estarão de acordo com Rui Santos, porque mais importante do que a "divina Providência" ter permitido que o árbitro assistente José Gomes "acertasse", será tentar compreender, dado o facto de se encontrar vários metros atrasado em relação ao último elemento da defesa do Benfica, aquilo que o fez levantar a bandeira!

Interroga-se Rui Santos, angelicalmente, se terá sido o instinto, o poder (fervoroso) da adivinhação... ou o quê? Toda a gente concordará que Rui Santos já não terá idade, nem experiência assim tão limitada, para usar as "asinhas brancas celestiais" que exibe com tanto despudor! Ele poderá jurar a pés juntos a sua isenção e afastamento de todas as "guerras clubísticas". O que nunca poderá pretender será fazer-nos passar por parvos! Só um espírito incapaz de afastar de si a marca de solidariedade benfa, poderia chegar à conclusão a que chegou!

José Gomes, numa posição que não lhe permitia tomar uma decisão, tomou a decisão de prejudicar o Rio Ave!... Todos sabemos porquê! Isso sim, isso será o mais importante, para que possamos avaliar a podridão que continua a levar o Benfica "ao colinho" rumo aos... 27 +4 = 34 títulos!...

Já dizia a velha canção de Becaud, "L'important c'est la rose" !...

Leoninamente,
Até à próxima



10 comentários:

  1. E que dizer das declarações
    do treinador do Rio Ave. Ridículas

    Como teve que engolir em seco porque
    o fora de jogo existiu e foi bem assinalado

    então mudou para o fiscal estava 4 metros atrasado

    e se não estivesse atrasado então diria
    que tinha uma meia em baixo
    ou o colarinho descaído

    Enfim: declarações ridículas

    E o jornal A Bola tambem ridicula a dizer que foi um lance polémico

    Mas em relação aos SEIS PENALTIS GAMADOS em Braga, CALARAM-SE

    RIDÌCULOS, tambem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que dizer, oh Zé, sobre a falta cometida por Max Pereira, no lance imediatamente anterior á bola ir parar aos pés de Talisca?! Nada, pois, todos compreendem... PERFEITAMENTE! Foi... LIMPINHO, LIMPINHO!... A doença benfa é... INCURÁVEL!...

      Sobre os 6 penáltis, eu corrijo: FORAM 12 (DOZE)!...

      A "pobreza de espírito" é uma doença atroz!...

      Eliminar
  2. Este texto mostra claramente que Vª Exª gostava que tivesse
    sido mesmo golo.

    Desconfio que até gostaria que o fiscal tivesse errado.

    Importante era o Benfica perder pontos
    fosse de que maneira fosse

    Mas sobre um dos maiores GAMANÇOS feitos num campo de futebol
    os famosos 6 penaltis Gamados ao Benfica em Braga

    silêncio total

    Um fiscal assinala bem um fora de jogo
    e o Benfica está a ser levado ao colo????

    eheheheheheheheheheeh

    Bom, ao colo são levados outros.

    Se o penalti em Coimbra tivesse sido assinalado
    contra o Sporting, porventura teriam menos um ponto

    Se não tivesse havido um prolongamento
    que nem num Mundial se vê
    teriam garantidamente menos dois pontos

    Se o Benfica não tivesse sido ESCANDALOSAMENTE GAMADO
    em Braga eram mais três pontos de distância

    Ou seja, arrancariam para o jogo em Guimarães
    já a uns longinquos 12pontos

    E reduziriam para 9 se ganhassem esse jogo

    E PIOR SERIA SE O SANTO BENEMÉRITO ARTUR
    NÃO TIVESSE SIDO UNS PÉS LARGOS

    É bom cair na realidade
    e não viver numa realidade fantasiosa e virtual

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A "pobreza de espírito" é uma doença atroz, diria eu a Vª Exª, "benfa Gaspar"!...

      Eliminar
  3. Rui dos Cantos
    do extra-tempo da xic

    é verdinho, muito verdinho
    e faz parte daquele grupo
    dos anti-benfiquistas primários

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já está melhor Zézito! Pelo menos já vai revelando mais tento na língua e já não escreve com maiúsculas! Juro que hei-de fazer de si um homem! A menos que queira regressar ao galinheiro com a cabeça debaixo da asa!...

      Eliminar
  4. BRAGA
    Vitória frente ao Benfica valeu mil euros a cada jogador
    Líder dobrou o prémio para espicaçar plantel
    (isso… todos percebemos que havia graveto extra, tal a violência
    Sugestão: faça o mesmo contra os outros.)
    O presidente do Rio Ave, António Silva Campos, não estava satisfeito no final do jogo. O líder dos nortenhos acreditava que a sua equipa merecia, “pelo menos”, um empate. Mas não se ficou por aí e aproveitou para criticar o árbitro auxiliar no lance do golo anulado a Esmael:
    “Auxiliar estava atrasado e não lhe era possível analisar aquele momento convenientemente. Por acaso, acertou, porque dá-me a ideia de que o Esmael está um pouco adiantado. Mas ele não conseguia ver do local onde estava. Isso tem de ser realçado.” Aliás, terá sido isso que Miguel Ribeiro, diretor geral do Rio Ave, procurou dizer a Manuel Mota no final da partida.
    FANTÁSTICO:o fiscal acertou e tem críticas
    e se ele tivesse falhado? Matavam o homem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A "pobreza de espírito" é uma doença atroz, oh Zévisconde!...

      Eliminar
  5. Acho que o jogador do Rio Ave, ou seja, o joelho está fora de jogo, ´como dizia o comentador, e porque é que será o auxiliar levantar a bandeirola, só depois da bola entrar. Zé, 6 penalties em Braga, acho que seis vezes não entrou o Benfica, na área.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vale a pena, caro F. Pais, as galinhas tém um olho junto a cada um dos ouvidos, ao contrário dos huimanos! A sua visão é superior em termos periféricos, mas a acuidade é o que todos nós vemos e sabemos há muito! Já desde os tempos de Calabote!...

      Eliminar

PUBLICIDADE