quarta-feira, 19 de novembro de 2014

La valise en carton !...


Há poucos momentos, confirmando no site oficial do Sporting de Portugal, a notícia da presença de uma comitiva leonina, liderada pelo Presidente do Clube, numa reunião de trabalho, com o Secretário-Geral, o Director de Competições e o Director Jurídico da UEFA, em que foram abordados diversos temas candentes do futebol português e europeu, recordei a máxima leonina a que o meu amigo e enorme sportinguista que é Juvenal Carvalho, frequentemente recorre: "o caminho faz-se caminhando"!

E reforcei a minha convicção, quando reparei que outro evento já estará em preparação em Londres, onde o Sporting de Portugal se fará representar pelo o seu Presidente, convidado a participar como orador na conferência internacional, SportsPro, subordinada ao tema “The Teams: commercial approaches from four perspectives: challenges and opportunities”.

Perante a triste e incontornável realidade que  envolve toda a arquitectura do futebol português, poucos caminhos restarão ao Sporting de Portugal, que o da sua afirmação a nível internacional, buscando o acesso e os créditos que dentro de portas lhe são negados, pelo "sistema" anacrónico, corrupto e terceiro-mundista que vigora em Portugal, com dramática tendência a perpetuar-se, perante a indiferença, compadrio ou até de "braço dado", com as instâncias governamentais competentes.

O Sporting de Portugal estará a trilhar o único caminho que lhe resta, preservando os seus ideais, princípios e valores, na certeza de que esse "caminho se fará caminhando" até que a luz da decência invada o "pântano" que envolve quase todo o desporto português e o futebol em particular, ou nos seja imposta pelas instâncias internacionais, caso em que, a nível político e económico, há muito não somos virgens!

Já o general Sertório terá dito sobre o povo que então habitava este mísero torrão ocidental: "nem se governa, nem se deixa governar" !...

E vem-me à memória também, o velho fado desse mesmo povo que, infeliz na sua terra, se vê compelido a uma dolorosa e forçada emigração: 

La valise en carton!... 

Leoninamente,
Até á próxima

4 comentários:

  1. Se o poder supranacional se sobrepuser ao poder nacional, a competição nacional de futebol ficará mais limpa de manipulações e assim o Sporting terá mais hipóteses de ganhar. A corrupção no futebol só existe porque os organismos do futebol não actuam, ou até compactuam com isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ninguém terá dúvidas sobre isso, se exceptuarmos uma grande parte dos adeptos dos clubes que constituem, na actualidade, a "santa aliança".

      Eliminar
  2. A mim só me custa muito a acreditar é que a UEFA e a FIFA...estejam mesmo interessadas em acabar com a corrupção no futebol...

    Não é por nada...mas...
    Se "aprofundarmos os casos"....passados com essas Entidades...não fica lugar para muita esperança...!!

    Abr e SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É capaz de ter alguma razão, amigo Max, mas pelo menos livravamos de corleones e kadafis, que esses conhecemos de ginjeira...

      Abr e SL

      Eliminar

PUBLICIDADE