segunda-feira, 23 de junho de 2014

Paulo Bento: arrependimento ou remorso ?!...



Quando rebobino os filmes dos dois primeiros jogos da selecção de Paulo Bento no Mundial do Brasil e foco a minha atenção, muito particular e quase exclusivamente, nos movimentos e intervenções de Raul Meireles e, logo de seguida rebusco na minha memória toda a extraordinária época realizada por Adrien Silva no Sporting Clube de Portugal, nasce-me uma raiva medonha entre os dentes e dou por mim, revoltado, a chamar CRIMINOSO ao ainda e infelizmente, ACTUAL SELECCIONADOR NACIONAL!...

E não me é difícil enfileirar outros nomes logo a seguir a Adrien e constituir o porventura extenso rol de "crimes" cometidos por Paulo Bento: Antunes, Danny, Cedric, Carlos Mané, Tiago...

Face às terríveis consequências que a sua estúpida "casmurrice" acabou por determinar, seria perfeitamente adimissível e possível, a existência de um de dois sentimentos no seu íntimo: o arrependimento, ou o remorso!

O arrependimento resulta de fazermos alguma coisa em que posteriormente não nos revemos, e acabará sempre por desaguar numa promessa futura de não mais voltarmos a cometer o mesmo erro.

O remorso, que aparentemente corresponderá a um mesmo estado de alma, significará no entanto o contrário, no sentido de que não comporta o compromisso de emenda futura. Muito provavelmente, voltar-se-ão a cometer os mesmos erros no futuro, e viveremos sempre sem nos perdoarmos, sem mudar de direcção e culpando-nos a toda hora, numa situação quase insurportável de conviver com esse sentimento.

Qualquer destes dois sentimentos inevitavelmente gerará um terceiro: a tristeza! E esta, como consequência do arrependimento, será sempre positiva. Já a causada pelo remorso, poderá levar a destrambelhamentos psíqicos tão profundos e de efeitos tão terríveis que, não raras vezes, desagua no suicídio.

Estou em absoluto convencido, por via do que nos tem sido dado a conhecer do carácter de Paulo Bneto, que no seu íntimo habitará neste momento e para sempre, apenas, o remorso. E que dele jamais se livrará, de braço dado com uma tristeza eterna. Sempre e inexoravelmente, todo o crime é seguido de castigo. O remorso e a tristeza serão, sem remissão possível, o castigo de Paulo Bento !...

Leoninamente,
Até á próxima

3 comentários:

  1. Amigo Álamo, a tristeza desta situação, é que a selecção não poder ser a "selecção do PB", quiçá do Mendes ou outro personagem qualquer...pois se trata... da Selecção de "todos nós"...
    E a sua performance, péssima, diga-se de passagem...
    É uma "mancha" para um País inteiro, mesmo para os que nada ou quase, "liguem" ao futebol...mancha que perdurá no tempo, como aconteceu com Saltillo, ou Japáo...e mesmo África do Sul...

    Afinal PB também é pago "com o dinheiro de todos nós", mesmo tendo em atenção as verbas próprias da Federação, mas não deixa de pesar também no Orçamento do Estado, mesmo que indirectamente...

    Não acredito que tenha remorso, arrependimento e muito menos tristeza...gente do quilate do PB creio, pouco mais deve ver para além do seu próprio umbigo...
    Olhe, vergonha...certamente que não terá...!

    Sim, podemos dizer que na maneira como se comportou PB, tem alguns laivos "de criminoso"...

    Porque "matou" os sonhos de vários atletas e "matou" os sonhos de uma Nação...

    E em português mesmo tendo em atenção o acordo ortográfico...quem "mata", seja o que for...
    É "mesmo criminoso"...e neste caso confesso, nem vislumbro atenuantes...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Max, perdoar-me-à que não esteja em sintonia total consido. Estaria, se porventura qualquer crime apenas pudesse dar lugar ao arrependimento que, cedo ou tarde, sempre acaba por ser mostrado ao mundo, seja por palavras, seja por actos. Mas há uma outra vertente, a do remorso, que até o mais pérfido criminoso sempre transportará consigo, ainda que o encubra do mundo até ao fim dos seus dias. Concordarei consigo que PB seja incapaz do arrependimento. Mas do remarso nada nem ninguém o livrará. Esse será o seu castigo!...

      Claro que será sempre uma questão filosófica, passível de cada um a entender segundo a visão que tiver sobre a mente humana. Eu perfilho a ideia de que o remorso existirá sempre na mente de quem, de tanta maldade albergar dentro de si, rejeite o arrependimento e a correcção dos seus crimes. E será inundado de tristeza e sobressalto até ao dia em que terminar a sua jornada. Esse, como disse, será o seu castigo!...

      Grande abraço e SL

      Eliminar
  2. Bem, talvez eu tenha sido demasiado intransigente para o PB...realmente, talvez ele venha a sentir remorso, mas como este será sempre um sentimento interno e muito provavelmente não visível...
    A não ser que ele passe a usar "risco ao lado"...dificilmente nos viremos a aperceber desse remorso...
    Mas sim...lá lhe darei o beneficio da dúvida...e passarei também a acreditar que "como castigo" ...há-de carregar para sempre esse remorso intestino...!!

    Abraço e Sl

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE