quarta-feira, 4 de junho de 2014

Como adepto sportinguista, mando-os todos p'ró... "pai deles" !...



Oficializadas as contratações de Paulo Oliveira, Slavchev e Oriol Rosell, face às apregoadas sete posições com que, segundo o escrutínio dos tablóides do costume, o Sporting pretenderá reforçar o plantel com vista à próxima temporada,  ficarão a faltar um lateral-direito , um lateral-esquerdo, um extremo e um ponta-de-lança.

Na lateral direita, não parece fácil a contratação de Marko Petkovic, de há algum tempo a esta parte, dado como praticamente garantido pelos leões.  Ao clube detentor do seu passe, o Estrela Vermelha de Belgrado, parece não agradar esta espera e terá avançado ontem para a fixação do prazo de 48 horas, a partir do qual se considerará desligado do compromisso já assumido com o Sporting - fixado, ao que tem constado, em 1 milhão de euros - e partirá para eventuais negociações alternativas. Analisando o caso pelo lado de Alvalade, entre o nervoso evidenciado pelos sérvios e a reduzida abertura de Bruno de Carvalho para ir muito além dos 300 mil euros brutos propostos ao jogador, que pretenderia 400 mil limpos, estará o cerne da questão, sendo certo que a posição mais confortável será a sua, face à polivalência de Ricardo Esgaio. E conhecida a inflexibilidade negocial do Presidente leonino, os desfecho será fácil de adivinhar: ou Petkovic cede, ou rumará a outras paragens.

Na lateral esquerda reina um divertido mistério! Os tablóides da nossa praça ainda não conseguiram ir muito para além da sugestão de Marçal, aqui referida, e onde é admitido que os leões terão outras hipóteses em carteira para a temporada que se avizinha. Pois, cada vez gosto mais que assim vá acontecendo...

Sobre o extremo, gorada a hipótese do prodígio romeno Dorin Rotariu, face a exigências extravagantes do jogador e do clube que representa, uma longa lista de "astros" tem vindo a ser apontada como estando nas cogitações dos responsáveis leoninos: Ali Hazami, Josef Martínez, Darko Lazovic, Luka Milunovic, Fidel Martinez, e sabe-se lá quantos mais! Tem-se falado ultimamente, numa contratação "em pacote", que envolveria Marko Petkovic e Luka Milunovic, mas o mais provável será que os "atiradores" voltem a fazer do escuro o seu infalível alvo, e o Sporting apresente um dia destes, mais uma surpresa.

Finalmente, com o ponta de lança, sucederá eventualmente o mesmo que com o extremo. Entre Derley, Rafael Martins, Charles Monsalvo, Inoh Ezequiel e outros nomes que os tablóides "descobrem" em cada dia, algum corresponderá, ou não, àquele que veremos brevemente ser apresentado em Alvalade.

Contudo, ainda não será seguro que o Sporting se fique pelas sete posições avançadas pelos "experts" da nossa CS, como "obrigatórias" para que Marco Silva possa levar a sua cruz ao calvário. Poderá ainda chegar mais um defesa central - Ramy Rabia? -, ou até um médio ofensivo - Marko Marin? -, de modo a que seja prevenida uma eliminação prematura na CL, perspectiva que parece preocupar sobremaneira os nossos "dedicados" analistas desportivos.

E tão curiosos como os "jogos de entradas" serão os "jogos de saídas" que os inefáveis jornaleiros têm vindo a construir, ainda antes da época acabar. Começando por Rui Patrício, que terá os dias contados em Alvalade e passando por Cedric Soares, que estará a caminho da Alemanha, Maurício para Espanha, Marcos Rojo, dividido entre meia Europa, Eric Dier, com um pé e meio nas terras que o viram nascer, Jefferson, em aulas intensivas de espanhol, William Carvalho, com a cabeça baralhada de tantos destinos, não me admiraria que preferisse baixar à B, Carlos Mané, apesar de não acreditar que os ingleses estejam loucos por ele, vai paerfeiçoando o seu inglês no Algarve, Adrien Silva, por causa da língua, poderá regressar às origens, André Carrillo estará indeciso com tantos convites, Fredy Montero e Islam Slimani, já não conseguem respostas a tantas solicitações, Diego Capel, dizem por aí as más línguas, que já se terá inscrito nas mesmas aulas de inglês de Jorge Jesus, Wilson Eduardo estará indeciso entre o berço da nacionalidade e o feudo do Alberto João, e até o pobre do Vitor Silva, que se limita ao recato, à competência do seu trabalho e a excomungar as alcovitices, também ultimamente foi chamado para este baile. 

Conclusão: se eu fosse jogador do Sporting, mandava-os todos à merda! Como adepto sportinguista, mando-os todos p'ró... "pai deles" !!!...

Leoninamente,
Até á próxima

1 comentário:

  1. Nem mais amigo Álamo... Nem mais...

    É que se fossemos atrás desta vertigem de contratações, proposta pela CUmunicação social desportiva cá do burgo, nem sei se haveria quartos suficientes na Academia de Alcochete para alojar tamanha "horda de guerreiros" para virem representar o clube do Leão rampante...

    Como dizia o meu avô que Deus tem, "deixem-nos pousar...", e depois logo falaremos...

    Abraço Leonino

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE