quinta-feira, 5 de junho de 2014

Os cagalhões também se abatem e bufas dissipam-se no tempo !...

Faltará apenas o autoclismo !...

A escatologia do Futebol

"Pinto da Costa assustou-se e evitou fazer ironias com as surpreendentes conclusões escatológicas sobre o mundo do futebol, proferidas ontem nos Açores pelo seu homólogo do Sporting. Preferiu não correr o risco de não conseguir uma resposta cabal, resistindo a assumir ser um dos polos da alegada bipolarização que deixa os outros clubes entre as duas nádegas identificadas por Bruno de Carvalho. Estilo e gosto à parte, a posição leonina reforça uma ideia que já vinha sendo alimentada há algum tempo e que se resume a uma crítica mordaz de quem, embora sentindo-se distante, parece querer continuar orgulhosamente só. O que o presidente do Sporting quis dizer foi que a superioridade leonina nunca baixará de nível – e escolheu o método preferido de um dos rivais, a ironia fina, para passar a mensagem. Toda a gente percebeu e era isso que se pretendia.".

O "manhoso" jamais deixará de o ser! Pode acontecer, raramente, os deuses dele se compadecerem, e fazerem passar sobre a sua cabeça, numa nuvem, um breve e fugaz rasgo de inteligência e ele ser capaz de compreender, o ESCATOLÓGICO MUNDO em que se move o seu raciocínio. Sim, issso corresponderá à verdade, mas, como um raio fulminante, cai-lhe de seguida um "cesto de merda" em cima!

Foi o que aconteceu na sua crónica de hoje. A criatura conseguiu ver ao longe o susto de D. Bufas Corleone, mas logo caiu ao "poço da merda" em que vive, esquecendo que um cu tem sempre duas nádegas e que o seu amigo D. Orelhone, "rei dos pneus", a outra nádega de tão nojento e fedorento cu, também não terá ganho para o susto e... népia de palavras!...

Não apreciará este tão "querido manhoso" o estilo e o gosto de Bruno de Carvalho, mas reconhece-lhe o propósito de " querer continuar orgulhosamente só", recusando abandonar valores e princípios, com a garantia de que "a superioridade leonina nunca baixará de nível". E, qual La Palisse, acabaria por rematar que "toda a gente percebeu e era isso que ele (Bruno de Carvalho) pretendia"!...

Os deuses devem estar loucos! A nuvem que fizeram passar sobre a excelsa e manhosa cabeça, estava demasiado carregada de inteligência! Só lhe terá faltado extrair, da insinuação do Presidente do Sporting, sobre o autoclismo, que...

Os cagalhões também se abatem e as bufas dissipam-se no tempo!...

Leoninamente, 
Até à próxima

5 comentários:

  1. Estava a ler a croniqueta do manhoso e ao deparar-me com "... resistindo a assumir ser um dos polos da alegada bipolarização que deixa os outros clubes entre as duas nádegas identificadas por Bruno de Carvalho..." pensei de imediato...: este manhoso é mesmo reles...
    Então conseguiu resolver rapidamente uma das peças do puzzle (a 1ª nádega) "o dom bufone" e optou depois por não atribuir "dono" à outra...metendo todos os outros clubes no meio e "esquecendo" o seu querido "Olenhones" dos pneus...

    Manhoso..."monte de vento" mal cheiroso...!!

    E diz o amigo Álamo que apenas falta o autoclismo na foto...não "aquilo" só vai para baixo com uma "tromba" d'água...
    E por isso lá puseram o elefante...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Max, permita-me que complemente o seu raciocínio: a escolha do elefante, para além de se dever à razão que sabiamente evocou, inevitavelmente se ficou a dever ao VOLUME DAS FEZES do animal, em tudo igual ao volume que sai do buraco para onde convergem as nádegas do futebol português !!!...

      Abraço e SL

      Eliminar
  2. Do que o NOSSO Presidente se foi lembrar de dizer... O garoto tá mesmo a "chamar os cús pelo nome"...

    A propósito dessa parte tão importante da NOSSA anatomia, deixo aqui algo sobre o tema:

    “Pouco tempo depois de o Senhor Deus criar o homem do pó da terra e insuflar-lhe pelas narinas o sopro da vida, transformando-o num ser vivo, todos os órgãos do corpo recém-criado queriam ser o chefe. E os argumentos que cada um deles apresentou para assumir a chefia foram os mais diversos.
    O cérebro dizia com a arrogância própria dos cérebros: “Eu penso por todos vocês. Eu sou a inteligência. Eu controlo tudo por meio das ações dos meus neurônios. Então, se alguém aqui tem que ser chefe, esse alguém sou eu.”
    “Nós é que devemos assumir a chefia, pois somos nós que transportamos todo o corpo aos mais diversos lugares. Ainda que o cérebro queira ir a algum lugar, se nós não quisermos levá-lo então o corpo não vai a lugar algum” falaram as pernas em coro recusando o falacioso argumento da cinzenta massa.
    E as mãos: “Isso é pura bobagem. Nós executamos todo o trabalho e é com ele que ganhamos dinheiro para o corpo sobreviver. É com esse dinheiro que todo o resto do corpo se mantém. Nós vamos ser o chefe.”
    “Onde não há sangue não há vida. Quem manda o sangue a todas as partes do corpo sou eu. Portanto, eu devo ser o escolhido”. Foi o que o coração falou tentando deixar de lado toda a emoção do momento.
    A certa altura, ninguém entendia mais o que os outros falavam, pois todos falavam ao mesmo tempo, até a própria boca. Os pulmões ficaram arquejantes. Os olhos, irritados. O fígado e os rins reclamavam e, até mesmo, os intestinos se manifestaram provocando um grande mal-estar.
    De repente, fez-se um inexplicável silêncio e ouviu-se uma voz muito grave e solene:
    - Quem vai ser o chefe sou eu.
    Quem falava isso era o Olho do Cu. E todos deram uma sonora gargalhada. Afinal de contas, ele nunca havia sido levado a sério. Nunca nada fizera por merecer qualquer atenção, a não ser alguns ruídos ininteligíveis e fedorentos. E merda, muita merda. Mas o Olho do Cu insistiu:
    - Quem vai ser o chefe sou eu. Querem ver?
    E mais não disse. Nem fez. Fechou-se em si mesmo, ou em copas como dizem alguns, numa imagem bem apropriada. Enfim, deixou de funcionar.
    Em poucos dias, o cérebro não mais conseguia raciocinar direito. Não pensava mais quase nada e o controle, de que ele tanto se orgulhava, quase sucumbiu. Os olhos ficaram embaçados. As pernas não mais se punham em pé e as mãos pendiam flácidas sob braços enfraquecidos. As batidas do coração ficaram imperceptíveis de tão débeis. Os pulmões estavam nas últimas. Todos sobreviviam com dificuldade. O corpo estava à beira da falência total: a morte.
    Sem alternativa, todos os órgãos concordaram em reunir-se ao final do expediente. A essa altura, você, inteligente e perspicaz leitor já deve ter imaginado qual o desfecho da reunião. Isso mesmo: o Olho do Cu foi designado, aclamado e aceito por todos como Chefe.
    A partir dai, as coisas começaram a se normalizar. Cada uma das partes do corpo fazia o seu trabalho enquanto o Olho do Cu a tudo observava, organizava e dirigia. Mas, principalmente, fazia o que dele se esperava: merda, muita e muita merda tal como convém a qualquer chefe digno dessa função.
    É comum essas fábulas terminarem com uma Moral da História. Para não destoar do padrão, ai vai a grande mensagem:
    Não é necessário ser um cérebro nem ter uma grande inteligência para ser o Chefe. Um simples Cu, que passa todo o tempo a fazer merda, pode muito bem ser o Chefe.
    E se, neste momento, você estiver em seu trabalho, em sua repartição dê uma olhada de soslaio para o seu chefe e veja se isso não é a pura verdade.”


    SL

    ResponderEliminar
  3. Excelente fábula, que o YaZalde escreveu....penso que não foi por acaso que o NOSSO presidente escolheu a metáfora do "ânus", aqui a sua inteligência é por demais evidente, cada um que interprete à sua maneira, que eu fico com a minha interpretação.....qt à análise do manhoso, continua como sempre, igual a si próprio,a cobardia nunca lhe iria permitir, identificar o dono da outra nádega, como sendo o seu "orelhas"....

    SL.

    ResponderEliminar
  4. O que o manhoso...., ele e os seus vermelhos correlegionários querem é fazer uso do nosso GRANDE BdC em seu benefício... Cobardes que são... como poderiam fazer frente (À SÉRIA) ao sistema instituído...!?!?!?

    E como poderiam por detrás deste, fazer a sua caminha... como o têm feito...!?!?!?

    Enquanto houver alguém que lhes faça o trabalhinho sujo..., para eles tá tudo bem...!!! e aplaudem... ainda que em surdina.... mais ou menos visível...

    Confio em BdC... e confio que jamais se deixará instrumentalizar por tal corja... ainda que de forma inadvertida... como tal, nada me admirará, que se a vermelhidão intentar qualquer tipo de comentário... levará inapelávelmente com o remanescente "mal-cheiroso sonido" que ecoará, qual grito do ipiranga, entre as duas mais "iguais" BORDAS deste MANHOSO/MERDOSO futebol...

    QUE MERDA....!!!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE