segunda-feira, 11 de abril de 2016

Portugal poderá deixar de ser a Sicília!...

One down

«Eu sei que há ciclos e que as coisas começam e acabam, mas cheguei a desesperar que aquela máquina de verdadeira javardice futebolística que Pinto da Costa criou lá pelos fins da década de 70 no Porto alguma vez chegasse ao fim. Finalmente, está com ar disso. Se os estudos me serviram para alguma coisa, dá-me a impressão de que o Porto se confronta com o clássico problema do ditador: não tem regra de sucessão clara. Nas democracias há eleições, nas monarquias segue-se o rei posto ao rei morto. Nas ditaduras (sobretudo as bem sucedidas), segue-se o caos.

Uma nádega parece estar a ir-se, portanto. Falta a outra.»
(Luciano Amaral, in "És a nossa Fé")

Sim, faltará à outra "nádega" seguir o caminho que esta parece estar a percorrer e...

Portugal poderá deixar de ser a Sicília!...

Leoninamente,
Até à próxima

9 comentários:

  1. Parabéns ao blog "És a nossa fé" pelo excelente artigo, e ao amigo Álamo, pela sua publicação neste cantinho, eu cá tenho um feeling de que a outra nádega, pode ainda demorar um pouco, mas tem os dias contados, pois que eu saiba não existe mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe, e acredito que nestes tempos que estamos a atravessar, com a corrupção a sair em catadupa para a luz da ribalta, o país vá perdendo a tolerância a estes actos mafiosos...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Leoa Maria, faça-me um favor. Sente-se! É mais confortável esperar sentado!...

      SL

      Eliminar
  2. sobretudo porque gaitan consome 4 milhões aos 100.
    há salvio que é um motor bem caro.
    e ainda vão chegar cervi e sobretudo carrillo.

    o taarabt está estacionado e nem pra cortar a relva serve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que foi que andaste a fumar ?

      Eliminar
    2. Ao caro Zé de Fare eu recomendaria que não se deixasse influenciar pela publicidade à "Porta 18"! Que a consumam eles e que lhes faça bom proveito...

      Eliminar
    3. Zé de Fare, não me surpreende a questão do anónimo (pergunta saída do subconsciente?) pois, se olhar bem o Tabarato (ou Tarabato ou o que seja) ele não pode cortar relva, está mais para pisá-la, cilindrá-la ...

      Eliminar
  3. Receio bem que seja, já, uma "nova Sicília", a versão II d'O Padrinho...
    (Ou, porque não, uma espécie de... ""Jamahiriya"... dos pneus?)

    ResponderEliminar
  4. Ora permitam-me a presunção de tecer alguns considerandos em estilo prosa, qual sujeito literário, para gente crescida...

    Falar sobre a decadência das nádegas - conteúdo e a sua autoflagelação - é um tema de grande envolvente intelectual e que requer, em minha opinião, um elevado grau de capacidade cognitiva bem como um douto nível de autocrítica e dúvida..... "Só sei que nada sei" é o mote...

    Então..., permitam-me estas palavras...
    ..............
    ..............
    ..............

    Domo I; Cap. I

    "Em tempos idos........................................................"

    ÀI... (bati com a cabeça na mesa de cabeceira e acordei....)

    (agora vou sentar-me....)

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ei, amigo ZE, procure outra cadeira, que eu cheguei primeiro...

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE