quinta-feira, 28 de abril de 2016

Faria cá bem menos falta que o Zé Castelo Branco!...



ALCOVITEIRAS

«Deixo de lado a Doyem e os seus comunicados. Até porque tenho dificuldade em debater com uma empresa offshore sediada em Malta, que pertence a um grupo com o mesmo nome de quem desconheço os proprietários. Mas cujo CEO acha por bem, apesar do etéreo mundo empresarial em que vive, dar lições públicas de transparência e verdade. Não está só no descaramento. Foi desta empresa que o vice-presidente do Benfica decidiu transformar-se em porta-voz oficioso, intervindo num conflito judicial em que o seu rival está envolvido. Da mesma forma que, na semana passada, critiquei o presidente do Sporting por se envolver num assunto que apenas dizia respeito ao Benfica, acho inqualificável que o vice-presidente do Benfica revele (ou simule que revela) informações sobre documentos confidenciais do Sporting e dados financeiros a que supostamente terá acesso. Teve a companhia de Jaime Antunes, um homem de boas contas acusado esta semana pela justiça de burla e branqueamento de capitais. O Benfica sabe bem a quem dar tarefas pouco higiénicas.

Prefiro vibrar com coisas menos canalhas: o que se decide amanhã. Na realidade, se tudo se decidir é má notícia. Mas se o Sporting se superar, e tem mostrado que o consegue fazer, isto será a contar até ao último dia. Até o último jogo a sofrer por futebol, não por polémicas alimentadas por quem, tendo ficado evidente a sua mediocridade na política ou nos negócios, restaram umas sobras do desporto e nele se entregam ao triste papel de andar a chafurdar nas gavetas dos outros. Como cansam. Como degradam a festa. Como se contentam com pouco. Deste fim emocionante de campeonato falará a história e a memória dos adeptos. Já destas alcoviteiras...»
(Daniel Oliveira, Verde na Bola, In Record)


Razão teve, e não terá sido pouca, Julen Lopetegui ao questionar-se "como é que o estupor de uma alcoviteira destas chegou a ministro de Portugal?"

A malta que em tempos o "homenageou" à saída do restaurante no Porto, pode bem limpar as mão à parede com a merda do trabalho que fez! Bem podiam ter-nos livrado do vómito!...

Faria cá bem menos falta que o Zé Castelo Branco!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Rente e curto à mestre Gaspar.
    Excelente crónica de Daniel Oliveira, a meter a tesoura e a cortar... a direito, mas nos sítios certos.

    ResponderEliminar
  2. Já estive ne cama sem poder dormir. Devo padecer, pelo menos, de problemas de consciência! Sei que a saga continua e, hoje (já não sei a que horas) abri o Maisfutebol(pelo que peço desculpa) e vi um artigo escrito por um deles (que por vezes se escondem com a palavra "Redacção") e notei que utilizou um neologismo seja em que língua for! Timing com um só "m" é a palavra correcta mas sentí que o pobre escrevinhador se quiz juntar à maralha de ontem! Acabo por ter pena deles! Sei que um dia tanta agressividade lhes vai custar caro mas, nos entrtantos, deixo-os dar largas à sua (deles) estupidez que é coisa que não se aprende e continuará a ser de formação! Espero que nunca mais escrevam "timming" com dois "emes"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Aboim, tenha piedade deles. "Deixá-los falá-los, que eles caladrar-se-ão"!...
      Um bom descanso e até à próxima, com um abraço.

      Eliminar
  3. Amigo Álamo, não podia estar mais de acordo com este excelente texto, de DO, ele soube pôr ordem, em tanta incoerência, que estes "entendidos" do futebol não se cansam em debitar, tenho andado desligada de notícias, pelo enfado, que últimamente me têm causado, mas tal como DO, tb vou vibrar com coisas menos "canalhas" pois "alcoviteiras" não quero nem ouvi-las...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE