terça-feira, 11 de abril de 2017

No "Terceiro Mundo" o absurdo não existe!...


O ABSURDO

«Andreas Samaris errou e tem de ser castigado. Ponto. Tal como Edson Farias, jogador do Feirense, que agrediu a soco Gamboa, do Sp. Braga. Castigado. Ponto. Dizer algo que seja o contrário ultrapassa os limites do insulto à inteligência.

Mas que justiça se pode esperar se a suspensão aos dois jogadores for cumprida... na próxima época? É, nesta altura, um cenário bastante provável. Ambos serão alvos de processos disciplinares, com trâmites complexos e prazos a respeitar, o que fará com que passemos as próximas semanas ou mesmo meses à espera de uma decisão.

Não devia ser assim, mas muitas vezes as leis são feitas para proteger quem as cria. No caso dos regulamentos das competições de futebol, que foram criados e votados pelos próprios clubes, parece haver sempre uma escapatória. O que há para investigar nos casos de Samaris e Edson Farias? Apenas uma coisa: se as agressões foram, ou não, vistas pelos árbitros que dirigiram essas partidas. Esse trabalho já foi feito, mas ainda será preciso (calcula-se) ouvir testemunhas, pedir pareceres e mais tudo o que sair das cabeças de burocratas antes de haver uma decisão.

Aflige muito pensar que esta é a visão de cada clube, sempre disposto a apontar o dedo ao vizinho e ao mesmo tempo a agarrar-se a todos os truques possíveis para não ter de assumir responsabilidades. Ontem foi Slimani, hoje é Samaris. E continuamos a brincar ao futebol.»
(Sérgio Krithinas, Bloco Baixo, in Record)

No "Terceiro Mundo" o absurdo não existe!...

Leoninamente,
Até á próxima

1 comentário:

  1. "...E continuamos a brincar ao futebol."

    Tenho para mim que nem na próxima época... (porque, obviamente, não faz sentido... e estamos a falar de pessoa sérias) vai ser assim tipo... 2 meses a começar a cumprir em Junho... (que 29 de Maio é feriado para comemorar mais um título...) Vai uma apostinha...???

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE