quinta-feira, 27 de abril de 2017

Eu hei-de sempre preferir o "sol da pretty woman"!...


QUERIDA JULIA

«Vi-te num vídeo no Santiago Barnabéu, depois do Real Madrid-Barcelona. Estavas banzada com os jogadores e abraçaste o nosso Ronaldo com um sorriso de ouvidos, rasgado nessa imensíssima boca, e eu não consegui parar de pensar no desperdício com que te despacharam, um a um, fotografia a fotografia. (Desculpa tratar-te por tu, estou a abusar da ambiguidade do ‘you’ inglês. Caso lesses este texto, não estranharias também que te trate por querida, tradução para meu benefício do vosso coloquial ‘dear’. Mas enfim, se lesses este texto quem teria ganho o jogo teria sido eu.)

Sabes, Julia, é um pouco estranho que fosses tu a embasbacada e não eles. Mas entendo que aqueles 90 minutos haviam sido excepcionais e foi pena que o homem do jogo fosse o Messi, a quem te abraçaste com uma felicidade que talvez só o Nuno Farinha aqui do Record imitasse – ele é doido pelo argentino.

Não é isso que é relevante, se o Messi e Ronaldo vogassem no nosso firmamento, a Terra teria dois sóis. Mas é curioso que tenham sido as tuas pernas a tremer, logo uma superestrela como tu. Mas bom, bem vês que na astronomia europeia são estes os desportistas mais amados. E o teu nervosinho meio cómico dá-te uma graça muito própria e confirma quão brilhantes são os cometas europeus. 

Se um dia quiseres vir a Portugal ver redacções de jornais, entra que a casa é tua, e serão nossos os sorrisos a estrelar. És uma actriz maravilhosa e os teus filmes nem fazem o meu género, e serei apenas mais um a dizer que és linda de morrer, mesmo que da tua geração eu descole o ritmo cardíaco por uma australiana, a Cate Blanchett. Talvez ela viesse… 

Hum... e se?... Desculpa, vou tentar, é que estou de sonhos: Querida Cate,…»
(Pedro Santos Guerreiro, Abrir o Jogo, in Record)


Ou muito me engano ou Pedro Santos Guerreiro ter-se-à metido na mesma camisa de onze varas que o seu companheiro da redacção de Record, Nuno Farinha!...




Com uma substancial diferença: é que entre os dois pares de sóis, será sempre muito mais fácil de escolher a beleza de um sorriso do que um golo galáctico!...

Mas o PSG que me perdoe, apesar de os gostos não poderem nem deverem ser discutidos, mas...

Eu hei-de sempre preferir o "sol da pretty woman"!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

PUBLICIDADE