quarta-feira, 26 de abril de 2017

Em terra onde não há tribunais, reinam os "principes"!...



Nicolau Maquiavel na "obra de todas as suas obras", num último e quiçá desesperado acto satírico que apenas pretenderia retratar o cinismo de uma nação governada por uma só pessoa, terá afirmado que  "...Nas acções de todos os homens, em especial dos príncipes, onde não existe tribunal a que recorrer, o que importa é o sucesso das mesmas. Deverá pois, um príncipe, vencer e manter o Estado: os meios serão sempre julgados honrosos e por todos louvados, porque o vulgo sempre se deixa levar pelas aparências e pelos resultados, e no mundo não existe senão o vulgo..." 

Cinco séculos depois a sua sátira, convenientemente deturpada, resumida e adaptada aos desígnios de cada um, virou lei em todas as "cortes absolutistas" de todas as áreas que imaginar se possam e em cinco simples palavras foi possível sepultar a grandeza da sua sátira: "... Os fins justificam os meios"!...

Restringindo a minha análise à razão de ser deste blog e centrando-me especificamente no "pântano futebolístico desta pobre terra onde nasci", direi que estaremos a caminho das quatro décadas em que fomos surpreendidos pela ascensão e retumbante êxito de um "príncipe" para quem o importante sempre terão sido os fins, independentemente da bondade dos meios utilizados para os alcançar!...

Mas assim como de qualquer acção resultará necessariamente uma reacção, também à ascensão desse príncipe sucedeu a queda. E... rei morto, rei posto, logo outro lhe tomou o seu lugar. Com uma "pequena" diferença: numa leitura ainda mais "maquiavélica", ao primado de "os fins justificarem os meios" sucedeu... o "vale tudo para atingir os fins"... Importante será chegar ao primeiro lugar! Em tudo, bom ou mau!...

Em terra onde não há tribunais, reinam os "principes"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE