sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Uma pena que Bruno de Carvalho continue enredado em malhas que só lhe prejudicam a imagem!...



Com as costas quentes com o xaile de 50 milhões a chegarem fresquinhos de Itália, ninguém me convenceria a dar uma entrevista como a que Bruno de Carvalho deu ontem à noite na Sporting TV. Porque dela o presidente do Sporting poucos ou mesmo nenhuns dividendos retirou, para além do enfado de quem a ela assistiu e a capa de La Gazzetta dello Sport, que caiu como mosca na sopa a meio da palestra, acabou por evidenciar aquilo que todo o universo leonino cada dia vai interiorizando como facto incontornável: são mais apreciadas as obras do que o discurso gasto, redondo e repetitivo do seu presidente. 

Não sei se Nuno Saraiva já adquiriu essa percepção e, em caso que suponho afirmativo, do que estará à espera para arranjar a coragem, que imagino necessariamente infinita, de o demonstrar ao interessado.

Desde a mudança na direcção de comunicação do Sporting que o mundo sportinguista se vinha banqueteando com o tão desejado silêncio presidencial a que vinha assistindo, incrédulo, mas profundamente satisfeito. Mas no melhor pano cai a nódoa e lá tivemos que voltar a suportar "novo monólogo" com os comparsas a exibirem sorrisos e gestos de assentimento que já não se usam...

Uma pena que Bruno de Carvalho continue enredado em malhas que só lhe prejudicam a imagem!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. O campeonato começa já (para nós) amanhã...
    Depois o foco irá ser outro certamente...

    Mas atenção...
    Há "jornalecos" com os quais "não devemos" fazer negócios...

    É que se por exemplo o "rascord" dá 50 milhões pelo JM...

    O
    "o nojo" não vai além dos 40...!

    Eu sei que são apenas 10 milhõezitos...mas "os trocos também são dinheiro"...!!

    SL

    ResponderEliminar
  2. Felizmente, há sportinguistas coerentes, e citando o Leonissimo ” Em suma… e muito especial para alguns… cresçam e tenham juízo”.
    O meu contributo pessoal é que não esqueçam nunca o que foi a gestão do SCP até que aparecer um sportinguista, adepto, que teve a coragem de pegar o touro pelos cornos e hoje permite-nos ombrear, dentro dos valores sportinguistas, com os outros rivais.
    Não esqueçam que gerir uma grande empresa é muito diferente de gerir uma tasca ,”salvo seja”, e gerir um corpo de “prima donnas” e de “primos uomos” muito pior.
    Penso que temos que focar o nosso apoio, no samba enredo anti-desportivo dos rivais e no suporte de quem os apoia, e, efectivamente, estar atentos à gestão do clube para que: roquetes, francos e godinhos, etc. nunca mais governem o nosso clube, mas “deixem trabalhar o Homem”.

    ResponderEliminar
  3. Por acaso, e partilhando a convicção de que deveria haver uma maior reserva nas intervenções do presidente, não achei a entrevista de ontem despropositada.

    O campeonato vai começar, um grande negócio avizinha-se, a semana foi dura para Slimani e para o Sporting, e é melhor falar agora do que em plena competição.

    Acresce a isto que gostei da moderação com que falou da comunicação social que me pareceu bofetada com luva branca.

    Desta vez acho que esteve bem

    ResponderEliminar
  4. Caro Álamo, a vontade de afagar o umbigo, é mais forte do que o próprio dono. Temos que relativizar... Ninguém é perfeito.

    ResponderEliminar
  5. Caro Álamo,

    Pessoalmente gostei da entrevista e, sobretudo, concordei com o respectivo "timing". Andamos há semanas a ser bombardeados na CS com supostos casos de indisciplina e 300 novas contratações para todas as posições e mais algumas.

    Como Sportinguista gostei do recado dado à CS, apesar de saber que esta não mudará a postura para com o nosso Clube.

    Entendo o seu ponto de vista. Preferia que BdC fosse menos interventivo, porque a sua postura muitas vezes fere a sua imagem. Esta posição é totalmente racional e equilibrada.

    Todos os nós, nas nossas vidas profissionais, temos comportamentos diferentes daqueles que usualmente exibimos perante família e amigos. É aconselhável que assim seja. Contudo, este nosso "alter ego" não deve fugir nunca à nossa essencia. A meu ver, BdC será sempre assim e deverá sê-lo, pois está-lhe no ADN.

    Pelo menos conseguiu estar quase duas a horas a falar sem recorrer ao teleponto ou a discurso escrito por terceito. O "Orelhas" bem que podia aprender alguma coisa com o "puto".

    Cunprimentos e saudações Leoninas para o melhor autor de toda blogosfera verde e branca: Álamo.

    Anónimo sempre presente

    ResponderEliminar
  6. Concordo com o amigo Álamo, o presidente devia libertar-se de uma vez por todas das malhas em que se deixa enredar, mas o que nos distingue uns dos outros é o nosso ADN, que nos acompanha desde o nascimento até à morte, e com BdC não será excepção, por isso mudar será difícil senão mesmo impossível, ontem BdC pareceu-me bastante mais comedido nas palavras, aparentou uma calma e uma serenidade, como até então nunca lhe tinha visto, em suma, achei a entrevista bastante positiva, tanto no conteúdo como no timing, que as forças nunca lhe faltem para continuar a defender o Sporting CP....

    Abraço e SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE