quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Ian Westbrook felizmente não é do Dubai!...



UMA VISITA AO SPORTING

«O meu filho Saul e eu estávos de férias com a minha mulher, [...] que coincidiram com o jogo de apresentação do Sporting. A vontade de assistir era tanta que atrasámos a ida para o Porto em um dia, para marcarmos presença na festa.

Já assisti a muitos jogos de futebol por toda a Europa e Estados Unidos e a experiência em Alvalade esteve ao mais alto nível de todos os que já vi até hoje. O estádio pareceu-me soberbo, um bom exemplo de uma arena moderna, de grande carácter e nada parecido com muitos dos que existem, novos, em Inglaterra. […] Os cânticos são igualmente populares em Inglaterra, mas 90 minutos de músicas entoadas sem parar foi algo impressionante até para nós. [...]

Também existem faixas e panos de claques em Inglaterra, mas nunca vi nenhum com o tamanho e a quantidade das que existiram antes da entrada dos jogadores. Até aprendemos a cantar uma versão do que me pareceu ser o ‘My Way’, do Frank Sinatra. [...]

A experiência fez com que, a partir de agora, passe a seguir mais de perto tudo o que o Sporting irá fazer» 
(Ian Westbrook, sub-director da BBc, na página do FB do SCP)

Este "peixe graúdo da BBC" felizmente não é do Dubai!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. Eu vi estes dois, até me ofereci para lhes tirar uma foto!!!! Nem imaginava!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mundo é pequeno e grande ao mesmo tempo! E sem que fosse necessária qualquer confirmação, o testemunho da Ana acaba de o confirmar: em Alvalade está-se bem e a família cada vez se vai alargando mais!...

      Naquele dia, com pai e filho, passámos para a marca de 3.500.002 adeptos e a Ana fez clic! Sortuda!...

      Eliminar
  2. O MUNDO pode SABEr QUE eu ainda não entrei no Alvalade XXI mas quando ouvi (pelo computador) há menos de um ano o cântico em Alvalade logo pensei no My Way de Paul Anka (Frank Sinatra). O chato é que nessa altura eu já sabia há muito que essa era a interpretação americana do "Comme d'habitude" do Claude François. Eu sei que não é a primeira vez que me refiro a isto mas toda a gente tem sempre um pouco a possibilidade de corrigir!

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE