quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Uma mera questão ideológica de... "totós"!...


Jorge Jesus para totós

«Se o leitor é um dos (diz-se) 6 milhões de benfiquistas e passou a considerar Jesus um Judas em pessoa tenha calma. O título deste artigo em parte é para si. Será para o deixar a pensar, talvez para o provocar, mas não é certamente para o ofender. Não é esse o código de conduta do Record, nem do cronista que se assina.

Vamos ver se nos entendemos. O Benfica está a gastar muito tempo e muitas energias com Jorge Jesus. O Sporting, nesta fase em que precisa de crescer e tendo um presidente com o perfil belicista de Bruno de Carvalho agradece. "Ai querem guerra?", pergunta BdC como se fosse uma criança com um transformer na mão. "Vão tê-la." É assim o futebol, e nisso a história não começou com este presidente do Sporting. 

O Benfica teve mil oportunidades para ficar com Jesus. Para fazer com ele um contrato de longa duração. Para, não o querendo, organizar com tempo - e não à pressa - uma solução irrecusável desportiva e financeiramente longe de Portugal. E isso, está bom de ver, não era nem um clube das arábias, nem um grande da Turquia, da Rússia ou da Grécia. Para Jesus até o Milan parece pequeno.

O Benfica fez à portuguesa. Deixou correr o marfim. Vieira já não queria Jesus, talvez por razões (acha ele) muito válidas como a história mil vezes contada da formação, mais o ego desmedido, a mania das grandezas e outras coisas que, depois do 'divórcio', o director de comunicação vem espalhar na praça pública.

Se não o queria, era deixá-lo ir. Vir agora com os tribunais soa a mau perder. Não sei se entretém o que era o Terceiro Anel, ou apenas o Dr. Rui Gomes da Silva, mas soa a conversa para agitar as massas.

Lembram-se daquele avião em que, reza a história, Luís Filipe Vieira ia com Jesus ao encontro de Jorge Mendes?! Imagine-se, apenas pelo ridículo da situação, que Jesus tinha viajado e tinha chegado a acordo com algum milionário árabe. Também estaria neste momento a ser processado?! 

Em Junho, Jorge Jesus esteve de férias. Um direito de qualquer trabalhador mesmo com ordenado muito acima da média. Nesse mês, o Benfica deveria ter-lhe pago o mês de salário respectivo e ponto. Talvez em Junho, quando chegou dos Estados Unidos, pudesse ter evitado uma ida à Academia de Alcochete. É um formalismo, mas o tempo aconselhava a formalismos...»
(Nuno Santos, Ângulo Inverso, in Record)

Imagino um benfas qualquer de entre os tais 6 milhões - ou serão 14?! - a imitar Nuno Santos na imagem, de dedo indicador esquerdo em riste e a questioná-lo: "Ouve lá oh bardamerda, essa merda dos "totós" é para os adeptos do glorioso?! Ou é p'ra mim e 'tás-te a habilitar a que te 'arrebente' c'o canastro?!...

Proíbo à minha imaginação a volúpia de adivinhar o que viria a seguir e centro-me exclusivamente naquilo que pensaria depois de ler o magistral texto de Nuno Santos, se fosse... totó!...

Como felizmente não me identifico com a mole humana que acaba por constituir o alvo do jornalista, penso que no lugar de Nuno Santos, jamais me passaria pela cabeça, depois de considerar que se Jorge Jesus pudesse ter evitado a ida à Academia Sporting tal não passaria de um formalismo, embora esse tempo aconselhasse formalismos! Mas aconselhava formalismos porquê, se o próprio, sagazmente, coloca a questão sobre se Jorge Jesus estaria a ser processado se tivesse chegado a acordo com algum milionário árabe?! Nuno Santos parece não evidenciar capacidade para se libertar do terrível faz-de-conta que colectivamente nos impede de olhar o mundo como ele na realidade se nos apresenta.

Jorge Jesus está a ser processado, unicamente porque a pequenez benfas jamais aceitará que ele seja, hoje por hoje, o treinador do Sporting Clube de Portugal!...

O resto será apenas uma mera questão ideológica de... "totós"!...

Leoninamente,
Até á próxima

1 comentário:

  1. Tanto alarido por o homem (que até estava de férias) ter ido à Academia. Como sócio pediu para conhecer as instalações, almoçaram, e depois de tarde, estiveram a jogar à sueca e beber umas bejecas. E haja alguém que consiga provar que não foi assim. Simplesmente vergonhoso.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE