domingo, 16 de agosto de 2015

O equilíbrio da beleza com a inteligência!...



Verde Jesus

"Ora vamos então lá falar, que eu falo quando quero, de quem quero, e hoje apetece-me falar. Assim à primeira vista a frase pode parecer familiar. Pois é. É mesmo. Rui Vitória não lhe apeteceu falar, ou melhor, responder a Jorge Jesus. Para já não alinha em bate-bocas que irão animar este campeonato mas, mais tarde ou mais cedo, vai falar. É que no último jogo piou fininho e, no campo, foi o Sporting quem mais disse. Lá estão os benfiquistas a tremer das pernas e os verdinhos a achar que já ganharam o campeonato. Há quem diga até que esta vitória sobre o Benfica já teve esse sabor. Mas também diz o velho ditado que o primeiro milho é para os pardais e que quem ri por último ri melhor. Mas ditados à parte, Jesus tem sorrido muito. É que acreditar faz toda a diferença. E eu temo que este ano essa diferença vença. Como benfiquista, devo dizer que ainda não estou a tremer, o sofrimento faz parte da alegria. E se formos campeões vamos lá festejar, até porque o Marquês está mais habituado ao vermelho. Mas, devo confessar que gosto do Jorge . E isso hoje em dia pode deixar verde de raiva quem anda de águia ao peito. Mas que tinha muita graça o loiraço chegar, ver e vencer, tinha. Era de chorar a rir. Entre a comédia e o drama que venha o diabo e escolha. Que Jesus já há um. O verde. E mais nenhum."

Trago para aqui, pela primeira vez, a miúda provocante! Não porque "leoa seja ela" e muito menos pelo joelho bonito - e não só! - que mostra, já que nunca terá sido minha intenção aproveitar este cantinho de leoninidade para misturar alhos com bugalhos nem, subrepticiamente, abrir a cortina de pensamentos ou recalcamentos libidinosos solitários menos próprios em espaços como este, como já vi por aí.

Trouxe hoje comigo a Cristina Ferreira, porque acho piada à miúda, porque escreve bem, porque gosto dela do mesmo modo que ela confessa gostar do "nosso" JJ e, "last but not least", porque me parece ser a primeira de tantos milhões - 14 dizem agora eles! - a encarar como natural e sem azia, a dura realidade para a quase totalidade dos "benfas" de que "Jesus já há um, o verde e mais nenhum"!...

É que comparar os cabelos oleosos e toda a deselegância física e psíquica da "pascácia, raivosa e aziada leonor", com os atributos de toda a ordem deste querubim enviado pelos deuses para amenizar todos os sentimentos maus que os "benfas" em nós determinam, será sacrifício a que sempre renunciarei. 

A minha sincera homenagem ao elemento feminino, sempre que consegue equilibrar a beleza com a inteligência, no mínimo, como a Cristina!... 

Leoninamente, 
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE