segunda-feira, 24 de agosto de 2015

A calma, a paz e a tranquilidade reinam em todo o país!...



O país inteiro está grato aos bravos heróis do Futebol Clube de Arouca! A calma, a paz e a tranquilidade regressaram ao pântano e a "central de propaganda goebbelsiana do arcanjo gabriel", depois do lançamento do "fogo preso" e do inusitado ensaio dos "foguetes de lágrimas" rematado com a inevitável e tonitroante salva final de "trróispum", dedica-se agora, enquanto enxuga lágrimas e lambe as feridas, à dolorosa e incómoda missão de ter de apanhar todas as canas que atirou para o ar, em tempos que nem a lei lhe permitia, quanto mais o bom senso.

Tudo valeu antes que os homens de Lito Vidigal escrevessem "torto por linhas direitas". Milhões e milhões invadiram os espaços publicitários televisivos, numa "operação Deu-la-Deu" que ninguém saberá como e quem pagará. Milhões e milhões se agitaram numa "operação de lotação esgotada do Municipal de Aveiro" que ninguém terá visto, para além das descoroçoantes clareiras de cadeiras vazias. E tudo acabou com a alegria e a liderança das gentes de Arouca, que não serão milhões e milhões, mas que em 90+3+5 minutos, em pézinhos de lã e com os dentes cerrados, provaram que nem a "propaganda" e muito menos a "estrutura" alguma vez ganharão jogos.

De viola no saco, alguns guardas do pântano abandonam agora pressurosamente as imediações, quais ratos cobardes perante o naufrágio do navio. Até "il capo de tutti capi" da APAF, vem agora "desmentir oficialmente", aquilo que "indefectíveis trabalhadores benfas da jorna" afirmam a pés juntos ter visto em Alvalade depois do jogo: o apedrejamento do carro do azarado e infeliz Manuel Oliveira!...

A calma, a paz e a tranquilidade reinam em todo o país!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE