terça-feira, 18 de agosto de 2015

Na mente, doutor Dias Ferreira, na mente está o problema dos benfas!...


"Não percebo nada de medicina mas, quando tenho os problemas que o Benfica está a ter, tomo 'Kompensan'. É a chamada azia. E isso trata-se com outros remédios. Esse assunto não merece mais do que um sorriso."
(Dias Ferreira, in Record)

Tenho de discordar frontalmente com a confissão de Dias Ferreira quando, reconhecendo nada perceber de medicina, estabelece um diagnóstico tão distante do verdadeiro problema dos dirigentes do Benfica. Não caro consócio, a azia nunca se instala em organismos conduzidos por mentes superiores como as que compõem a "narcísica e deificada estrutura benfas". Azia será sempre problema da modesta e irrelevante carneirada benfas, da alienada mole humana que cegamente se alinha na procissão, logo a seguir aos anjinhos, aos andores e ao pálio, onde com ar sério e compenetrado se vai acolhendo e desfilando a tal dita e autoproclamada "estrutura". Para esses, meu caro doutor, Kompensan e o desejo honesto e sério de que o seu padecimento se prolongue indefinidamente.

Mas o mal da "estrutura benfas" é mental, se bem que, como também não percebo nada de medicina, ainda não tenha identificado bem se se trata de diarreia ou obstipação. Para o primeiro caso, deixo a sugestão:



Para o segundo padecimento, desde que me conheço como gente, sempre ouvi dizer que apenas haverá uma solução, embora na farmacologia ainda subsistam muitas dúvidas quanto ao local onde poderão vir a desaguar as fezes:



De qualquer modo, segundo me informou o grande leão e especialista na matéria, José Lopes, este medicamento, se não curar a prisão mental do arcanjo Gabriel, pelo menos poderá fazer com que deixe de ser careca. Segundo esse meu amigo, será a última descoberta para a calvície. Poderá acontecer que os miolos se venham a esvair pelo canal errado, mas pelo menos mandará às urtigas a castração que lhe cobre a cabeça!... 

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. não passam de uns tristes os lamps...são muitos mas todos juntos não valem um caracol!
    É deixa-los GRUNHIR á vontade...

    ResponderEliminar
  2. Desde quando é que o Imodium trata a diarreia mental?
    Com Imodium e óleo de ricino, como há-de o Gabriel curar-se do mal que lhe roi a mioleira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As minhas humildes desculpas amigo Liondamaia. Não o fazia farmacêutico! Nunca tal me passou pela cabeça. Muito menos alguma vez fui capaz de admitir a sua extrema preocupação com a saúde do arcanjo gabriel!...

      Eliminar
    2. Deve ser obstipação e naquela espécie...
      Só há uma maneira de resolverem o problema...

      É "verem" uns aos outros...se "têm" ovo...!!

      SL

      Eliminar
    3. Olhe amigo Max, na minha querida Bairrada, usa-se curar a obstipação das crianças com um troço de couve embebido em azeite! Será que dará resultado no arcanjo?!...

      SL

      Eliminar
    4. Olhe que aqui pelo meu Oeste...também era esse "o remédio" usado...

      Mas parece-me que para os lampiões, o melhor remédio...seria dar-lhe com o talo na cabeça...!!

      SL

      Eliminar
  3. Caríssimo Álamo, caríssimos amigos:
    Como o Amigo Álamo me citou como especialista, vou acabar com as dúvidas, porque a solução está à vista: o pobre animal, perdão, assessor, sofre de uma frequente zoonose, entre os homos lampionicus. Na verdade, ele é cochleolus humanus, ou seja, sofre do grave síndrome do caracol.
    O que é tal penalizadora doença, perguntar-me-aão os queridos amigos: pois é enfermidade das mais graves. Como saberão o caracol, durante a vida, acumula os dejectos do que come no interior da casca e passam a vida, literalmente, a armazenar...trampa. O mesmo sucede a este pobre humano, sœ que a variante de que sofre faz com que a trampa se acumule na cavidade craneana.
    Creio com isto ter explicado o comportamento da desditosa criatura.
    Um enorme Abraço,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois caríssimo amigo José Lopes, o mais que posso dizer da sua clara explicação, para além da natural gratidão, será catalogá-la como... limpinha, limpinha! Quem sabe se o próprio não a utilizará para levar ao seu médico de família como auxiliar de diagnóstico?! Mas mantenho a minha perspectiva de que uns pingos de óleo de rícino o ajudariam a perceber para que serve o anus!...

      Grande abraço.

      Eliminar

PUBLICIDADE