quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Uma é vermelha e não presta, outros estão verdes ou também não prestam...



A partida disputada esta noite no Restelo, honrando a tradição do troféu em disputa, foi um rosário de equívocos! A começar na equipa chefiada por um tal Rui Piteira Rodrigues, cuja actuação esteve na origem da validação do primeiro e do último golo dos azuis e a terminar numa boa parte dos atletas que estiveram no relvado envergando as gloriosas camisolas verde e brancas.

Dos dois erros do senhor Piteira, será difícil de avaliar qual terá sido o pior: se o empurrão pelas costas de Camará sobre Rabia, que deixou este prostrado no relvado para aparecer só frente a Marcelo e marcar a seu belprazer, se o penalti cometido por Sarr, que só o auxiliar terá visto e que o chefe de equipa subscreveu. 

Quanto aos leões, também difícil se tornará avaliar quem entre Geraldes, Sarr, Jonathan, Rosell, Esgaio e Podence terá estado pior, nomeadamente quando no decorrer do segundo tempo a equipa mais precisou deles. Uns precisarão notoriamente de mudar de ares, numa última tentativa de poderem provar a sua utilidade futura no Sporting. Outros já nem disso precisarão e começa a ser demasiado flagrante a sua falta de categoria para continuarem em Alvalade para lá do final desta época.

Ryan Gauld e Wallyson continuam a somar pontos, Tanaka e Marcelo estiveram ao nível a que nos têm habituado e Rabia, não terá desiludido, sendo notória no entanto a necessidade de tempo de jogo a este nível.

Sem que o apuramento para as meias-finais de um troféu cada vez mais desacreditado, se revista de grande importância, apenas a vitória em Alvalade, na próxima 4ª feira, sobre o Vitória de Setúbal, no fecho desta fase de grupos, o poderá garantir. Mas valerá o que vale...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. Independentemente dos erros próprios (eles que sempre nos comprometem) se há verdade insofismável no mundo do futebolzinho que teima em existir cá no burgo, é que... depois de uma arbitragem - que não sendo - foi lida e tida como favorável para as nossas cores... Vem sempre (SEMPRE) uma afirmação de que eles, a corja, não anda a dormir... e se algo lhes terá escapado ao controle, por este ou por aquela razão... rapidamente as agulhas se acertam... e não se espera muito que é para não acordar o monstro...

    Uma coisa tenho como certa... o tal de Nuno, salvo erro, que nos calhou em sorte no domingo... bem que pode arranjar ocupação diferente, para os seus fins-de-semana, que tão depressa..., não calça...!!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE