quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Oh dótor Guames, porque não te calas?!...



"Aquilo que desejamos do Cristiano é que ele cumpra o que prometeu: que se vai superar, ano após ano. Se isso acontecer, dará cada vez mais um melhor contributo para a FPF e para a seleção. Tendo um Cristiano ainda melhor, o caminho da seleção portuguesa ficará facilitado relativamente aos seus objectivos, mais concretamente rumo ao Euro2016".
(Fernando Gomes, in Football Talks, citado em Record)

"Já é do conhecimento público a saída da língua portuguesa do site da FIFA, tem muito a ver com o facto do campeonato do mundo de 2014 se ter realizado no Brasil. Daquilo que nós sabemos vai aparecer muito rapidamente a língua russa que tem a ver obviamente com o campeonato do mundo de 2018 na Rússia, portanto, essa foi a explicação que nos foi dada e que nós aceitamos dentro de critérios que são deles...".
(Fernando Gomes, in Football Talks, citado em Sapo/Desporto)

Já não bastava aos portugueses serem obrigados a assistir horrorizados, ao estertor da senil e "esfíngica figura" plantada em Belém, numa diabólica, masoquista e lenta partida do tempo, até que o seu "terrível reinado" termine a 29 de Fevereiro de 2016 (para nosso azar, 2016 é ano bissexto).

Também às gentes do futebol se apresenta um quadro quase decalcado de Belém: sempre que o dótor Guames fala, ou entra mosca ou sai asneira! E como o frio que se tem abatido sobre nós, não deixou que um único desses insectos pudesse cumprir a profecia, é certo e sabido que estaremos condenados ao debitar permanente dos chorrilhos dos seus discursos.

A criatura já reformulou o programa com que se apresentou a sufrágio na FPF, em que expressamente afirmava a sua disposição de trabalhar no sentido de que fosse vertida na lei, "a obrigatoriedade de assegurar nos nossos clubes de futebol, um número mínimo e justo de atletas portugueses ou formados em Portugal"! Isso já morreu nas calendas da sua senilidade! Agora, na superação, ano após ano, de Cristiano Ronaldo estará a garantia do êxito da nossa selecção.

E ainda não satisfeito com a atoarda, logo outro vómito de indigna subservência lhe passa por entre os dentes: o português foi retirado como língua oficial do site da FIFA, devido à explicação bacôca que Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e Timor - mais de 260 milhões de falantes! - entenderam ouvir e aceitar, apenas porque "estão dentro dos critérios deles"!...

Se o dótor Guames não apresentasse uma tão acentuada taxa de senilidade, talvez tivesse tido a coragem de retorquir, perguntando ao "amigo" Blatter, a razão porque o alemão foi mantido como língua oficial, quando bem menos de 100 milhões o usam em todo o mundo...

Oh dótor Guames, porque não te calas?!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. A subserviência ás vontades dos poderes exteriores, sejam eles benéficos ou não aos interesses lusos, é uma realidade histórico-cultural. Já não bastava termo-nos vergado a um (des)acordo ortográfico altamente prejudicial á nossa língua mater afim de agradar a um país que nos menospreza na sua maioria,o Brasil? Até quando estes senhores que nos (des)representam continuarão a falar de chapéu nas mãos e olhos no chão? À gentinha triste que nos envergonham.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo com o comentário do caro Joaquim Mota! É doloroso continuar a ser envergonhado por gente desta estirpe!...

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE