segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

E tanto que eu desejei que não fosse assim!...


Recuo inevitável

"O recuo de Bruno de Carvalho na sua intenção de levar a cabo o despedimento do treinador Marco Silva é um forte revés para o presidente do Sporting Clube de Portugal.

Trata-se da derrota de uma estratégia que atinge igualmente o seu aliado preferencial que mandatou, todos os dados disponíveis o indicam, para dar a cara em seu nome e levar por diante uma ruptura até há poucos dias tida como de consequências imprevisíveis.

Para um clube com a grandeza, o prestígio e o passado do Sporting, a situação vivida nos últimos dias não teve apenas falta de base de sustentação, como também se tornou incompreensível para a grande maioria da sua massa associativa.

Fazendo uma leitura dos acontecimentos que todos os dias deixavam à vista indícios da sua quebra de popularidade, em flagrante contraste com o que se registava com o seu treinador, Bruno de Carvalho optou por um recuo que abriu espaço a um entendimento que só o futuro dirá se foi conseguido a título definitivo.

Os resultados da equipa de futebol vão ser determinantes para transformar este simulacro de paz numa acalmia a longo prazo.

No entanto, face a tudo quanto se passou nos últimos dias, é legítimo pensar que há fortes razões para não afastar algumas dúvidas que por enquanto permanecem.

O presidente do Sporting falou à nação leonina e lançou pontes para o apaziguamento que poucas horas depois pareceu confirmado após a vitória sobre a equipa do Estoril-Praia. Há, porém, esclarecimentos que ficaram por prestar. O maior dos quais tem a ver com as gravíssimas acusações feitas ao treinador Marco Silva por um associado do clube, José Eduardo, e nunca desmentidas até aqui. E quem cala, consente.

Este é, sem dúvida um ponto que importa esclarecer sob pena de a projectada assembleia geral marcada para este mês se transformar num acto falhado que um clube carregado de prestígio, como o Sporting Clube de Portugal, dispensa perfeitamente.

Antes disso, Bruno de Carvalho tem ainda questões para clarificar."



Como sportinguista livre e independente, subscrevo inteiramente a análise serena e lúcida de outro sportinguista, Ribeiro Cristovão, ainda que me sobre o privilégio de não estar como ele, balizado por condicionantes em absoluto respeitáveis e compreensíveis.

Por isso assiste-me o direito e a capacidade de aqui do meu canto, sem pruridos, receios ou cuidados, ir bem para além do pensamento que RC deixou bem expresso no necessariamente cuidado hermetismo da sua crónica.

Entendo assim, que para para além do recuo que poderá ter significado um forte revés no futuro de Bruno de Carvalho no Sporting e da absoluta derrota da estratégia que lhe estava associada, o fantástico universo sportinguista poderá muito bem estar em presença de um desafinado canto do cisne do seu famigerado "principe narciso"!

E mais, restar-me-ão poucas dúvidas de que a projectada assembleia geral se transformará inevitavelmente num acto falhado e de que por mais questões que Bruno de Carvalho possa vir a esclarecer, o seu mandato dificilmente se livrará, agora que a voracidade do tempo já lhe levou metade, de coincidir com uma ainda há pouco inimaginável curva descendente, que acabará por tocar, mais cedo ou mais tarde, a linha zero de um eixo de coordenadas, gerido de forma quase pueril, sem absoluto sentido de estado e na mais completa negação dos pricncípios estratégicos mais básicos.

E tanto que eu desejei que não fosse assim!...

Leoninamente,
Até à próxima
  


18 comentários:

  1. Não foi este senhor que disse que o Sporting ia levar uma cabazada do Manchester City ?
    Esta tudo dito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Análise obscenamente redutora a do "anónimo das 11.46"!...

      Eliminar
  2. Caro Álamo,

    Discordo do senhor da foto, como discordo do seu comentário.
    Se duas partes de desentendem e depois, por via do diálogo, chegam a um entendimento...Que melhor se pode desejar? Se ambos compreenderam que erraram mas que estão dispostos a melhorar e fazer tudo para a grandeza do clube que representam e defendem...Que melhor se pode desejar?

    Teria sido melhor a ruptura total? Talvez para o "Ribeirinho" que se faz passar por sportinguista, quando na realidade não passa de um lambe botas de avô bufas e para todos os inimigos do Sporting, especialmente o vendedor de pneus furados, que só não renova co JJ porque continua à espera que lhe saia a sorte grande se o MS ficar livre.

    Bruno de Carvalho deveria ter tido mais cuidado com o que escreveu via Facebook?
    Concordo.

    Marco Silva deveria ter tido mais cuidado com o que disse na CS?
    Concordo.

    Foi bom para o Sporting que tivessem feito as pazes?
    Foi o melhor solução...para o Sporting!

    Bruno de Carvalho deveria ter desmentido José Eduardo?
    Se não o fez, por alguma razão (que nos escapa) terá sido. Terá entendido que não seria a altura ideal para o fazer.

    Parece que toda a imprensa e todos os inimigos do Sporting ficaram eufóricos com este conflito interno, esperamos só que os amigos não se deixem contagiar, colocando assim em causa tudo o que de bom BdC tem feito pelo Sporting. Será que não merece o benefício da dúvida?

    Com apreço,
    Juba

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo Juba, uma coisa será acreditar que ainda será possível colar todos os cacos! Somos sportinguistas e a esperança será a última coisa que nos resta! Porém, para além do fumo que temos visto em torno de nós, diz-nos a experiência que o "incêndio" estará muito longe de estar extinto...

      Daí as minhas palavras finais: "Tanto que eu desejei que não fosse assim"!...

      Também com muito apreço e fortes SL

      Eliminar
    2. assino por baixo as palavras do Juba

      Eliminar
    3. Parece-me irrelevante o que é, ou quem é, o jornalista em causa. O que interessa neste caso será a pertinência do seu texto e a análise correcta que faz da situação. Como escrevi há dias o que espero é que, embora o presidente tenha ficado mal na fotografia neste conflito perfeitamente escusado, não restem ressentimentos e más vontades, o que infelizmente não estou muito certo que não venham a existir com o aparecimento de qualquer mau resultado ou outra qualquer questão conscienciosa. A AG marcada pode ser polémica se Bruno não conseguir encontrar uma justificação clara para os últimos acontecimentos. Desejo que Bruno saia com crédito para continuar o seu mandato e continuar uma gestão de rigor e coragem em benefício do Sporting, e que esta novela tenha servido apenas para reforçar a solidariedade e coesão do grupo de trabalho, e para dotar o líder de melhores capacidades de liderança corrigido o rumo. E como o Álamo também relembro as palavras do poeta: "...creio na libertação dos homens...sem ter nenhuma razão para crer...."

      Eliminar
  3. Tenho cá um respeito pelo que diz Ribeiro Cristóvão. Esse indivíduo até envergonha os sportinguistas quando diz que é sportinguista. E ele tem cá um apreço pelo prestígio do Sporting. Fica aqui uma pérola onde ele reflete todo o respeito que tem pelas nossas cores.
    https://www.youtube.com/watch?v=u9EdN_o0MYY

    ResponderEliminar
  4. Álamo não é redutora, porque o comentário que ele fez sobre o jogo com o M. City mostra à saciedade o seu preconceito contra o Sporting. Então porque é que ele não comenta sobre o apito dourado e outras manigâncias do pintinho, bem como as várias diatribes do Vieira?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Caverna da Luxúria, não cultivo em relação a RC, nenhuma animosidade especial. Umas vezes estou em desacordo com os seus pontos de vista, outras vezes as suas opiniões coincidem com as minhas, mas nunca me achei capaz de medir o seu sportinguismo, apenas porque falhou um prognóstico, que muito provavelmente estaria na mente de muitos de nós. Quanto à sua postura em relação ao apito dourado e às várias personagens nele visadas e em particular PdC e LFV, não me lembro de ver RC a defendê-las...

      Eliminar
  5. Queria acrescentar isto, para não ser acusado de acefalia: é óbvio que BDC tem vindo a cometer alguns erros. Contudo, como não gosto de sofrer por antecipação, ao contrário da maioria dos sportinguistas, nnão vou, numa atitude autofágica, sofrer no presente, pelo que , eventualmente, irá sucederno futuro, por esta questíncula entre BDC e M. Silva estar mal resolvida.
    Mas, existem problemas quantas vezes mais graves, e que interferem na verdade das competições, que a Comunicação Social não explora com esta ferocidade. É por isto, que um jornalista para me merecer crédito terá que se pronunciar sobre todos os factos, independentemente das cores em causa. Em Portugal, os jornaleiros, só são agressivos com o que se passa no
    sporting, ocultando ou branqueando o que diz respeito a vermelhos e azuis. Isto não é um jornalismo sério, Deste modo, nem quando acertam, me merecem respeito.
    Postos estes factos: para mim, neste momento, um acto de inteligência, é não mexer mais neste assunto. Caso contrário, é dar trunfos aos adversários e a croquetes/sportinguenses.
    E não tenham a tentação de comparar BDC (a fim de o denegrir) com João Rocha, com o objetivo de exemplificar diabos e modelos. É que pese embora, João Rocha ter sido um grande presidente, cometeu inúmeros erros, e está ligado ao emergir do modelo mafioso de pintinho e ao modelo angélico do Sporting dos passarinhos.
    Álamo, compreendo que para si o seu Sporting terá que ser o paradigma da ética e da virtude. Todavia, numa selva, como o desporto e a vida portuguesa, outros códigos de valores se levantam.
    Com toda a humildade e respeito por si Álamo, que é um homem detentor de uma cultura enciclopédica invejável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Caverna da Luxúria, remeto-o para a definição que de mimpróprio deixei no meu perfil: "Sou o que sou, gosto porque gosto e sei apenas por onde vou e para onde não quero ir!..."

      E se me permite, recordar-lhe-ei as palavras eternas de Manuel Alegre, na TROVA DO VENTO QUE PASSA, quase um bíblia para mim:

      Pergunto ao vento que passa/notícias do meu país/e o vento cala a desgraça/o vento nada me diz.

      Pergunto aos rios que levam/tanto sonho à flor das águas/e os rios não me sossegam/levam sonhos deixam mágoas.

      Levam sonhos deixam mágoas/ai rios do meu país/minha pátria à flor das águas/para onde vais? Ninguém diz.

      Se o verde trevo desfolhas/pede notícias e diz/ao trevo de quatro folhas/que morro por meu país.

      Pergunto à gente que passa/por que vai de olhos no chão./Silêncio -- é tudo o que tem/quem vive na servidão.

      Vi florir os verdes ramos/direitos e ao céu voltados./E a quem gosta de ter amos
      vi sempre os ombros curvados.

      E o vento não me diz nada/ninguém diz nada de novo/Vi minha pátria pregada/nos braços em cruz do povo.

      Vi minha pátria na margem/dos rios que vão pró mar/como quem ama a viagem/mas tem sempre de ficar.

      Vi navios a partir/(minha pátria à flor das águas)/vi minha pátria florir/(verdes folhas verdes mágoas).

      Há quem te queira ignorada/e fale pátria em teu nome./Eu vi-te crucificada
      nos braços negros da fome.

      E o vento não me diz nada/só o silêncio persiste./Vi minha pátria parada/à beira de um rio triste.

      Ninguém diz nada de novo/se notícias vou pedindo/nas mãos vazias do povo/vi minha pátria florindo.

      E a noite cresce por dentro/dos homens do meu país./Peço notícias ao vento/e o vento nada me diz.

      Quatro folhas tem o trevo//liberdade quatro sílabas./Não sabem ler é verdade/aqueles pra quem eu escrevo.

      Mas há sempre uma candeia/dentro da própria desgraça/há sempre alguém que semeia/canções no vento que passa.

      MESMO NA NOITE MAIS TRISTE/EM TEMPOS DE SERVIDÃO/HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE RESISTE/HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE DIZ NÃO.


      Eliminar
  6. Ó Ribeiro Cristóvão isto é ser sério? O senhor não tem nenhum preconceito contra BDC? É que nem se nota! https://www.youtube.com/watch?v=YRRKOj7SmMY

    ResponderEliminar
  7. Junto-me aos últimos comentários apenas para recordar um dado que é público: RC está incompatibilizado com Pinto da Costa há já vários anos exactamente por em tempos ter "ousado" ser crítico para com algumas manobras daquele cavalheiro e da sua entourage, nos tempos em que o FCP ganhava de qualquer maneira. Mas também nem sempre concordo com alguns comentários dele relativos ao SCP, embora se saiba que é sportinguista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, há muito tempo que é público o distanciamento entre RC e PdC!...

      Eliminar
  8. Olha, mais um que acordou do "sonho brunista"

    Será que agora os textos se vão focar nos interesses do Sporting? Ou depois de acordar teremos algum episódio de hipnotismo?

    Enfim, mais vale tarde do que nunca...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "... Honni soit qui mal y pense! Ceux qui rient en ce moment seront un jour très honorés d'en porter une semblable..."

      Eliminar
  9. Depois de ouvir os constantes ataques de RC feitos na TV ao Sporting...
    RC para mim pode falar ou ficar calado...que é a mesma coisa...!!

    Peço desculpa...mas nem li o que ele escreveu, por isso estou a comentar pelo "seu passado recente" contra o Sporting...!!

    Pelo que lhe tenho ouvido, concluo que com "sportinguistas assim"...o Sporting "até dispensa" os inimigos...
    SL

    ResponderEliminar
  10. Atenção que existem pseudo sportinguistas na CS e nos órgãos desportivos! Dizem que são sportinguistas para passarem por isentos. Contudo, são porcos ou lampiuços.
    Por exemplo: duvido que o Major Valentão e o Pinto de Sousa, na verdade, sejam sportinguistas.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE