quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Até parece que tudo vai bem, lá pelos reinos da dinamarca!...


Lado Bom

"A má-fé com que muitos opositores internos e externos de Bruno de Carvalho acompanharam a crise do Sporting teve algumas vantagens para o futuro. Fez com que vários coelhos saíssem das suas tocas, mostrando como estão mortinhos para que se regresse ao passado, aos negócios ruinosos para o clube mas excelentes para outros, à delapidação do património, a compras e vendas inexplicáveis de alguns jogadores, ao exército de avençados à volta das direcções, ao estado de pré-falência. Os porta-vozes oficiosos da Santa Aliança que, desde que Bruno de Carvalho se começou a bater por mudanças no futebol nacional, junta Benfica e FC Porto, mostraram como a sua queda é desejada. Mas, no sentido inverso, Bruno de Carvalho percebeu que é o Sporting e não ele que move os adeptos e os sócios. Que não é por ele que vão ao estádio, não é por ele que estão dispostos a comprar todas as guerras.

É pelo clube. E que quando ele próprio se transforma num elemento de destabilização não conta com o apoio da maioria. No apoio que têm dado ao seu presidente e no apoio que não lhe deram nos últimos 15 dias, os sportinguistas mostraram uma enorme maturidade. No Sporting não há lugar para "filipes vieiras" e "pintos da costa". Não há tropas acríticas. E isso é bom. Faz, aliás, parte da cultura do clube. Apaziguada a guerra e aproximadas as posições entre treinador e presidente, vejo a parte meio cheia do copo. Muitos dos que se mantinham calados denunciaram-se. É útil para todos percebermos que não estamos livres de alguns regressos e retrocessos. Ficou claro que não falta quem espere, fora e dentro do Sporting, pela hora da vingança para que tudo mude e fique de novo na mesma. E Bruno de Carvalho testou os seus limites e aprendeu uma lição: nem tudo lhe é permitido. Um bom banho de humildade."

"... No Sporting não há lugar para "filipes vieiras" e "pintos da costa". Não há tropas acríticas. E isso é bom. Faz, aliás, parte da cultura do clube!", escreve Daniel Oliveira na sua habitual crónica de Record, Verde na Bola.

O recado chegou ao final da noite desta 5ª feira. E aos CTT vai deparar-se uma tarefa ciclópica: entregar a mensagem a tanto e tanto paroquiano do chuto na bola cá do sítio, tanto e tanto "aliancista", disfarçado ou não mas sempre feroz, tanto e tanto "coelho" que, descuidado, terá entendido esta hora como certa para sair da toca! Puro engano! Porque o leão afinal, também tem sete vidas!...

Quanto ao "lado bom" que nos interessa, o recado também não ficou por dar. O grande leão que é Daniel Oliveira, nunca deixou de afirmar, seja qual for o campo de batalha, a sua concepção de mundo e no caso particular deste seu texto, disse, está dito!... E eu, aqui do meu canto, subscrevo.

E que não venham para aqui "os crocodilos com ou sem asas chorar", acerca dos problemas do "forno interno" dos outros. Até parece que tudo vai bem, lá pelos reinos da dinamarca!...

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. Só para dizer a esse Daniel Oliveira, e a outros que acham que a linguagem de bagaceiro é muito "fashion", que no Sporting não há coelhos, há sócios, adeptos, atletas, dirigentes e funcionários. Coelhos só há nas hortas, assim como tocas.

    Podemos não gostar das pessoas, mas os "coelhos" são tão sócios como os que dizem ámen ao Bruno, desde que tenham as quotas pagas. E veremos se daqui a uns tempos não serão feitas acusações do mesmo teor a esta direcção. Não ponho as mãos no fogo por ninguém, especialmente a aspirantes a "filipes vieiras" ou "pintos da costa". Ficamos sem saber ao certo o que é um "progresso" ou um "retrocesso"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está caro Jordão, os "coelhos" a que DO se refere, são precisamente os "aspirantes a 'filipes vieiras' ou 'pintos da costa', pois claro!...

      Eliminar
    2. Não me parece que tenha sido essa a interpretação do Daniel Oliveira. Ele deu uma no "cravo" e outra na "ferradura"...

      Eliminar
    3. Com o devido e natural respeito pela opinião do caro Jordão, a minha leitura do texto de DO aponta no sentido que antes expressei e de modo algum extraí que tenha dado "uma no cravo e outra na ferradura"!...

      Vejo, como DO, que o período conturbado a que assistimos no Sporting, acabou por resultar na colheita para o Clube, no sentido mais generalizado, de "UM LADO BOM" que poderá trazer consequências muito positivas.

      Sem preconceitos ou tabus e sem permitir que o posicionamento político de DO condicione, seja de que maneira for, o seu pensamento de indefectível sportinguista!

      Eliminar
  2. Não há coelhos...??

    Não que não há...foi vê-los a saltar da toca preparados para "atacar" e poderem voltar ao "antigamente"...!!

    Há coelhos sim senhor...e há também burros, cavalos, camelos, "galinhas disfarçadas"...bestas quadradas...há de tudo, mesmo que alguns tenham no bolso o cartão de sócio...mas se esqueçam de ter no coração o Leão...!

    Agora até nem me custa acreditar "que foi boa" toda esta polémica BC/MS...
    Deu pelo menos para sabermos "em que lado do barco estamos"...os sortinguistas e os "ratos"...!!

    É que o importante até nem é apoiar BC...o importante mesmo... é ser-se (e não dizer-se...) sportinguista do coração e actuar como tal...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, meu amigo Max, bastará que façamos uma pequena incursão pela blogosfera leonina, para concluirmos aquilo que o seu comentário expressa. Para já não falar dos comentários que a CS maioritariamente nos ofereceu!...

      DO, term razão: houve uma efectiva e esclarecedora separação das águas. Porque poderemos ter uma posição crítica em relação a algumas atitudes de BdC, sem nunca colocar em causa o que já fez pelo Clube e acreditando com firme convicção de que o continuará a fazer no futuro.

      E o "lado bom" de que fala DO, até poderá ter trazido a BdC, os ensinamentos que no futuro lhe poderão ser muito úteis. Mas sempre numa perspectiva de benefício, quiçá muito importante, para o Sporting.

      SL

      Eliminar
  3. Amigo Álamo, excelente texto de Daniel Oliveira, ele reflecte sem qualquer dúvida tudo o que se passou nestas últimas semanas, acho que, apesar de todo o sofrimento, que provocou a todos os Sportinguistas que realmente amam o clube, estes últimos acontecimentos foram elucidativos em três vertentes:

    1ª- Ficamos realmente a conhecer "os coelhos" que desejam a queda de Bruno de Carvalho, e em face disto "o grande amor que têm ao clube".
    2ª- Bruno de Carvalho, percebeu que não pode ultrapassar determinados limites, pois o clube está acima dele, caso contrário terá de enfrentar o "Tribunal de Alvalade".
    3ª- Os Sportinguistas, deixaram bem claro que "filipes vieiras e pintos da costa" jamais serão aceites pela cultura Sportinguista.

    Desejo acima de tudo que a vertente nº 2 acima mencionada, conceda a Bruno de Carvalho, uma maior maturidade na sua liderança.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Há uma coisa que faço questão de dizer ,e cada um que tire as conclusões que quiser,depois..Sou o sócio nº 3617-0,e SÓ o Sporting Clube de Portugal me interessa e me move.Presidentes já conheci muitos e de todos os gabaritos:bons,assim assim e alguns(poucos)nem por isso.Votei,tal como toda a minha família, em BdC,como votaria noutro qualquer, na eleição em que foi derrotado,na esperança de que o caminho até aí seguido tivesse um final feliz.Infelizmente várias atitudes do ora presidente levaram-me a não ir votar nas eleições em que foi eleito.Não sou por isso um seguidor do estilo e do modo como ele se tem comportado.Reconheço-lhe algumas virtudes,mas nada do que os seus "seguidores incondicionais" vêem nele.Sou muito céptico em relação a muitas questões em que o vangloriam,como por exemplo a reestruturação financeira e a "nascida torta" Missão Pavilhão.As razões que me levam a assim pensar ficarão comigo e morrerão comigo,pois como atrás disse só me move o Sporting e nada mais.O momento conturbado,que agora parece mais calmo na aparência,difícilmente se apagará na história do nosso clube,pois o divisionismo criado e instigado foi bem evidente.Hoje e agora em comentários é,e foi bem evidente tal facto.Nunca será este o modo de TODOS se congregarem em roda da nossa paixão:o Sporting! Principalmente quando se vê uma "turba"de recém chegados ao clube que ,para eles,só deverá ter nascido em 2012 ,e não em 1906,insultando tudo e todos os que não pensam de igual modo !Dir-me-aõ que são os tempos modernos,mas a cartilha pela qual aprendi a amar o Sporting regia-se por outros valores que jamais dispensarei!!!
    Caro Álamo,o desabafo vai longo e para terminar só lhe peço que o seu cantinho leonino se mantenha com a chama de sportinguismo bem acesa nesta luta pelo nosso grande amor.O meu bem haja e um grande abraço leonino.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE