quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Uma demonstração de ambliopia, de arcanjos e pontas-de-lança!...


Xistra em campo

«Num dos dérbis mais escaldantes das últimas décadas, Rui Vitória vai lançar os onze jogadores em que mais acredita para vencer. Jorge Jesus, no reencontro com o seu palco de seis longos anos, lançará a equipa que mais o deixe protegido de uma derrota. Ambos os líderes farão todos os possíveis para não falhar. E, Vítor Pereira, o patrão dos árbitros, escolheu Carlos Xistra. Um juiz medroso, sem grande dimensão técnica, nem coerência disciplinar.

Vamos ver como correm as coisas, mas esta escolha, num jogo incendiado pela falta de senso dos mais altos dirigentes e de um ou outro títere avençado, não deve deixar nenhum amante do futebol tranquilo.

Xistra tem uma personalidade fraca. Dificilmente suportará a pressão do estádio sem cair no abismo do erro. Quem dera estar enganado e, para a semana, neste mesmo espaço, poder deixar um rasgado elogio ao árbitro da Covilhã.

Mas, para já, só posso dizer, em consciência, que Vítor Pereira dispõe de poucos árbitros de alto nível e, para um Benfica-Sporting, que marca o regresso de Jorge Jesus à Luz, conseguiu escolher um nome fora desse grupo tão restrito. No futebol, é preciso ter muita pontaria, mesmo quando se trata de errar o alvo.»
(Octávio Ribeiro, De olhos na bola, in Record)


"Gato escondido com o rabo de fora"! Octávio Ribeiro ao pretender dissimular a sua vesgueira e ao invés de contribuir para a tese pacificadora que frequentemente apregoa, pouco inteligentemente e quiçá não resistindo ao apelo lampiónico que não consegue disfarçar, achou por bem lançar sobre o ábitro designado para o derbi, um despropositado e violento ataque, uma mortífera rajada de metralhadora, que além de lhe atingir o carácter, ainda lhe raspou as competências específicas. Se vindo de um adepto de futebol, poderia compreender-se este virulento ataque. Do director de um dos jornais mais lidos da nossa praça - sem que isso seja sinónimo de qualidade, bem pelo contrário! -, só ele compreenderá. Com amigos destes, o futebol não precisa de inimigos!...

Carlos Xistra nunca conseguiu ao longo da sua carreira ser considerado como um dos melhores árbitros portugueses. Mas também nunca pertenceu à escória da nossa arbitragem. Daí que, valendo o que todos sabemos que vale a promoção, tenha sido escolhido para pertencer ao restrito lote dos internacionais. E, sobre carácter, melhor fora que o jornalista fosse mais reservado: a tendência para atirar pedras dos proprietários de telhados frágeis, é tremenda!...

Dito isto, torna-se por demais evidente e óbvio que a nomeação não agradou aos inquilinos do outro lado da rua. Desejariam bem mais um Capela ou até mesmo um Mota, numa altura em que, com tanta venda anunciada, já terão esgotado os kits de Eusébio e os respectivos "vouchers"! E vai daí, há que lançar a jogo mais um... "ponta-de-lança"! Que não se fez rogado!...

Um demonstração de ambliopia, de arcanjos e pontas-de-lança!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. O Octávio não tem um espelho?! O que tem feito ele, no jornalismo, e continua a fazer que não foi e seja incendiar?

    ResponderEliminar
  2. Nem tudo é mau neste texto... (lá havia de chegar a hora de me ensinar qualquer coisinha...)

    Ressalvo para a posteridade um novo cognome deste, e de outros, me(r)droso...

    TITERE AVENÇADO...

    SL

    ResponderEliminar
  3. Esse texto, nada mais é do que "um recado" do Octávio Ribeiro ao "xistrado". para que não se esqueça do que "lhe foi ordenado"...
    O OR aqui, nada mais é do que "o eco da voz do dono"...!

    Para"o trabalho em causa, até convém" um xistra qualquer...!

    "Quando quer o homem também acerta"...por isso uma arbitragem à medida dos "14 milhões", terá sempre uma desculpa, pois como diz o OR..."No futebol, é preciso ter muita pontaria, mesmo quando se trata de errar o alvo..."...

    Se isso é assim quando se trata de errar o alvo...o que não será quando a ordem... "é mesmo acertar no alvo"...e o alvo já está escolhido de antmão..."?...

    Eles podem usar "todos os disfarces", que jamais conseguirão enganar "um Leão avisado..."...

    Já "os conhecemos de ginjeira"...!!

    SL

    ResponderEliminar
  4. Que notas tiravam voces a portugues?
    o jornalista é sportinguista e está a dizer ao Xistra
    para nao ser fraco para nao ter medo das bancadas

    ora nao ter medo das bancadas
    é nao ter medo do Benfica

    vá lá vejam se sabem interpretar textos

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE