sábado, 10 de outubro de 2015

Só haverá uma explicação para quem cala: serão de vidro os telhados!...


Guerra Benfica- Sporting está para durar

«A guerra Benfica-Sporting está para durar. Normal. As posições estão demasiado extremadas para que a coisa se resolva rapidamente. Provavelmente vão ficar assim pelo menos até ao final da época, quando se perceber quem ganhou realmente com a troca de Jesus. Claro que no meio de tudo isto quem poderá ficar a rir-se é o FCPorto, mas esse é um filme que não surpreende ninguém que tenha estado minimamente atento ao futebol português nos últimos 30 anos.

Vieira respondeu com pose de Estado aos ataques de Bruno de Carvalho. Mas a verdade é que não deu nenhuma explicação para as prendas do Benfica, ameaçando apenas com a defesa do bom nome do clube nos locais próprios. Percebo a estratégia, aprecio que não se incendeiem mais os ódios quando o próximo jogo da liga é o dérbi, mas entendo que os encarnados deviam ter esclarecido tudo de fio a pavio. Deixar tudo nas mãos da Polícia Judiciária é respeitável, mas deixa muito tempo para a imaginação e teorias de todos os estilos.

O presidente do Benfica aproveitou o discurso de ontem para ataques mais ou menos claros a Jesus. Podia tê-lo evitado. O elogio de Vitória pode e deve ser feito de outra maneira. Valorizar o atual treinador não se faz desvalorizando o anterior. Até porque o Benfica provavelmente não vai vencer a Champions e JJ levou a águia à conquista de muitos títulos, que se forem diminuídos acabam por atacar a história do clube. Vieira devia arrumar Jesus de uma vez por todas. É passado.

Pedir serenidade numa altura destas é ridículo. Vieira não gritou. Já merece o elogio.
(Bernardo Ribeiro, Entrada em Campo, in Record)


"Responder com pose de estado" e, ao mesmo tempo, "Deixar tudo nas mãos da Polícia Judiciária", por muito respeitáveis que possam parecer tais procedimentos, poderá ter um sem número de interpretações, consoante o ângulo em que o observador se coloque para olhar o prisma...

Mas a grande questão que se deverá colocar será a completa ausência de um desmentido oficial que, em princípio, nada de negativo traria à "pose de estado" e de modo algum perturbaria ou influenciaria a acção da Polícia Judiciária, a menos que os acessores jurídicos assim não o tenham aconselhado. E aí...

Só haverá uma explicação para quem cala: serão de vidro os telhados!...

Leoninamente,
Até á próxima 

4 comentários:

  1. Amigo Álamo, acho que BR utilizou um termo demasiado "simpático" para designar a postura de vieira, ainda para mais tendo em conta que o termo "pose de estado" veio na sequência de um discurso onde a única intenção de vieira ao elogiar o seu actual treinador, era espezinhar o anterior, em face disto a "pose de verme" assenta-lhe como uma luva....

    SL

    ResponderEliminar
  2. Uma coisa "parece"certa...!!

    Se as vitórias das ultimas épocas têm a chancela de Jesus...

    A "dita" prenda...só poderá ser assacada..."à esperteza da estrutura"...!

    E se as vitórias na luz
    Têm o dedo de Jesus...
    A esperteza da estrutura
    Já é velha...e pouco dura...!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Meu caro Álamo, acerca deste assunto, eu citaria Nietzsche:

    "As convicções são inimigos da verdade, bem mais perigosos que as mentiras".

    SD

    ResponderEliminar
  4. O problema é que a verdade não pode ser desmentida.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE