segunda-feira, 8 de junho de 2015

Parece que não terão aprendido nada!...


O vozeirão e os porta-vozes

"Bruno de Carvalho está condenado a travar várias batalhas. Não apenas aquelas que o colocam de capa e espada diante dos clubes rivais e de outros "inimigos" mas agora também (e de novo) perante personalidades do universo leonino que se fazem ouvir bem alto.

A bem dizer, é a primeira vez que um coro de vozes se ergue contra o presidente do Sporting. Depois de eleito, o líder leonino tem gozado de relativa paz interna. Se eventualmente houve oposição organizada, esta não se expôs e permitiu que BdeC pudesse focar-se nos problemas que tinha de enfrentar. E muitos deles transformaram-se em batalhas que se não mereceram o aplauso ou o entusiasmo de toda a família leonina pelo menos não justificaram qualquer contestação.

Até ao "processo Marco". A decisão de despedir o treinador criou uma onda de indignação entre muitos sportinguistas. A contratação de Jesus foi uma jogada de mestre que atenuou o impacto negativo do método utilizado, mas não calou toda a gente.
BdC voltou às origens e falou curto e grosso como "homem do povo"

O Sporting é um clube democrático (há quem diga que é "demasiado" democrático, como se o livre pensamento deva ter limites) e, por isso, as suas virtudes e defeitos, as boas e más acções são escrutinadas e debatidas por um amplo fórum (de dimensão incomensurável, atendendo ao fenómeno das redes sociais).

Aqueles que têm maior notoriedade vêem as suas palavras potenciadas pela comunicação social e foi a esses que BdeC deu resposta, classificando-os como "porta-vozes dos rivais" (?), assumindo-se como homem do povo, tal como fez nas eleições. À parte dos ataques pessoais, o certo é que em muito do que diz (fundamentos, conceitos e factos), BdeC está carregado de razão.
(António Magalhães, Entrada em Campo, in Record)

Não sou ingénuo ou puritano ao ponto de criticar o ajudante de picheleiro a quem o "patrão" deixou cair, descuidadamente, um pingo de solda de estanho fervente num dos olhos e que terá respondido, cego de dor, raiva e fúria, "Oh senhor António, vá p'ró c..."! Quem não se sente, não é filho de boa gente!...

Mas que ninguém me peça para ser ingénuo, puritano ou burro, ao ponto de criticar Bruno de Carvalho por ter chamado "os bois pelos nomes" na festa do Núcleo de Alenquer! Quem mandou a esses "picheleiros" descuidarem-se com o "estanho fervente"?! Muito delicado terá sido o Presidente. Eu tê-los-ia mandado a todos p'ró... outro lado da rua !...

Torna-se demasiado óbvio o que estará por detrás do "espernear" daqueles que Bruno de Carvalho "chamou a contas" em Alenquer! Todo o universo sportinguista está farto de o saber. Será tudo aquilo que quiserem, excepto a voz da razão! Porque foi a voz da razão que deu coragem e pernas a André Patrão e Miguel Paim  e a sua completa ausência que paraliza o ânimo e as pernas de António Dias da Cunha e "companheiros de claque", para não enveredarem pela legitimidade de caminho idêntico, ficando-se pela pusilânime ameaça, exposta em público, quiçá como liquidação de pagamento de favores antigos...

A ética e a elegância que hoje reclamam de Bruno de Carvalho, tê-la-ão deixado no tinteiro deles. Tanto nos tempos em se sentaram na cadeira que hoje pertence democraticamente a Bruno de Carvalho, quanto nos tempos que hoje vão correndo. 

Parece que não terão aprendido nada!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. "Tenham calma" diria eu aos drs Roquete & Cunha (a dias...)...

    Ainda não se sabe o resultado da Auditoria...!

    Ou será que eles "já adivinharam" o que por aí virá...??

    É uma pena que esses senhores não consigam descortinar o ridiculo em que se estão a meter...!!

    Continue Presidente (se possível "evitando" alguns quid pro quos...), mas que nunca a voz lhe doa...na defesa do "nosso" (outra vez...) Sporting...!!

    Abr e SL

    ResponderEliminar
  2. Caro Álamo,
    Desculpe o longo texto mas estou em crer que será o último...
    Um abraço

    Apelo às Novas Tecnologias...

    Pese embora todos os avanços da Ciência, tenho muita pena
    que não tenha sido inventado ainda o "Sportinguímetro"!
    Iria por certo desanuviar o ambiente crispado que,
    uma vez mais, se instalou no mundo Sportinguista...
    Porque, estou certo, aqueles que um dia escolheram o SCP
    como seu clube do coração, independentemente da sua origem,
    educação, extracto social, "e por aí fora", amam o seu clube.
    Lamento que nos espaços leoninos que encontramos na NET,
    haja sportinguistas que se arrogam mais legítimos do que o
    seu interlocutor de ocasião, levando-os ao insulto gratuito,
    magoando, mais o visado, mas também aqueles que discordam destes
    comportamentos.
    Porque seriam dispensáveis os "jogos florais" deste fim-de-semana,
    particularmente os ocorridos entre dois presidentes do SCP...
    Um "Ex", outro em exercício. Compreendo que "quem não se sente
    não é filho de boa gente" mas há que dar tolerância...
    Não seríamos classificados de "sportinguistas de 1ª. e 2ª."
    nem "pro e anti Bruno de Carvalho"...
    Não teríamos ouvido que por ganharmos apenas 2 campeonatos
    em 30 anos (vá lá, com boa vontade, Sr. Presidente, podia
    ter ido aos 3 em 33... ou foi para excluir o Dr. Dias da Cunha?...),
    éramos uns perdedores, como se o Sporting não fosse um clube
    extraordinariamente eclético e, ao longo dos anos, com este e
    outros presidentes, não fosse somando troféus.
    Continuo a ver muitos e muitos "leõzinhos", competindo ou não,
    orgulhosos do seu Sporting! Ainda ontem, na Sporting TV,
    os meninos do futsal infantil, disso deram exemplo!
    A propósito, recordo o momento que mais me tocou a seguir à vitória
    na Taça de Portugal: No Marquês de Pombal, começavam a surgir
    as primeiras viaturas com eufóricos sportinguistas e um senhor,
    na casa dos 50 anos, com o cachecol do Sporting, passeava o seu
    cachorro e, por ali, alguns jovens sportinguistas gritavam a sua alegria!
    As poucas palavras que proferiu ao repórter que o abordou,
    foram de muito equilíbrio. Gostei deveras.
    Não vou entrar em mais considerações que até considero
    pertinentes mas que, para não ferir susceptibilidades,
    prefiro guardar para mim.
    Julguei lírico, sonhador, pretensioso até, o meu
    propósito de, com o silêncio a que me remeti desde Novembro,
    neste e noutro blog que costumo visitar, poder
    contribuir para que os sportinguistas fossem
    mais unidos, depois de um apelo que então fiz. Afinal
    quem me julguei eu para imaginar que o cenário iria mudar?!...
    Voltei a estes dois espaços e a um terceiro que
    "frequentava" sem intervir, depois da vitória, apelidada (e
    bem) de épica, na Taça de de Portugal para exteriorizar a
    minha alegria, partilhá-la com Amigos sportinguistas.

    (continua)

    ResponderEliminar
  3. (Conclusão)

    Depois, porque não podemos ter Paz neste clube,
    não tive, como desejaria, o gosto de saborear bem essa vitória...
    Vieram as notícias contraditórias, veio o caso Marco Silva,
    a "bomba" Jorge Jesus com o turbilhão de sentimentos e emoções
    que se seguiram.
    E, depois do que vi e senti, face a esta pequenez a que me
    reduzo, decidi voltar a "hibernar"!
    Quero mesmo que este propósito de não mais participar, se
    confirme. Farei por isso, mesmo sabendo que a minha
    alma de "sportinguista nunca técnicamente avaliada", irá
    passar por algumas perturbações!
    Sabem alguns a opinião que tenho.
    Bruno de Carvalho e Jorge Jesus, devido a alguns comportamentos,
    merecem a minha desconfiança enquanto pessoas.
    Em competência, dentro da sua esfera, eu e provavelmente muito
    do mundo sportinguista, não os questionarão.
    E é baseado nisto que, independentemente das minhas
    convicções, eu quero é o melhor para o meu
    Sporting e, obviamente todo o êxito a esta nova equipa.
    Bem como, estou certo, todos os sportinguistas!
    E não estou a fazer "figas por debaixo da mesa"...
    Juro solenemente que não foi uma pequena dissidência com um
    outro adepto, a causa desta minha decisão. Na altura, porque
    deixei vincada a minha opinião, foi posto em causa o tal
    sportinguismo que agora está ser novamente tão questionado
    entre nós...
    Não! Foi por constatar que pessoas educadas e que respeito,
    são mal tratadas porque não são pró BC, outras porque são "brunistas"...
    Vou continuar (no sofá, devido a problemas de saúde que se
    arrastam) a viver emocionadamente o meu clube há 67
    anos. Clube que, não me canso de repetir, por orgulho, não tanto
    por vaidade, representei entre os meus 12 e 17 anos, clube que o meu filho,
    agora com 42 anos, também representou até a nível internacional,
    clube do meu saudoso pai, sportinguista sofredor como vi
    poucos e que não viu o seu Sporting campeão em 1999/2000
    pois partiu 3 semanas antes...
    Vou continuar a proferir os meus impropérios de vez em quando, ao
    ver o meu Sporting na TV, qualquer que seja a modalidade,
    como ontem no Futsal, ao ver perder-se uma vantagem de 2-0 em 44 segundos.
    E, que me lembre, o jogo ocorreu com Bruno de Carvalho como presidente...
    Por isso e por tudo o mais, vou pedindo aos génios das novas tecnologias
    o tal "Sportinguímetro"!
    Ah, e não se confunda, por vezes, convicções legítimas com
    estados de espírito!
    Estou a lembrar-me do velho sportinguista que, há 2 ou 3
    dias, em directo, na TV, dizia que "Sporting nunca mais, vou
    arrumar num caixote tudo o que seja do Sporting!"
    Provavelmente, ontem, como eu e milhares de sportinguistas,
    esse senhor esteve a vibrar com a nossa vitória no Pavilhão da Luz!
    Mas, perguntarão alguns, o que pretendo com tudo isto?
    Julgo lírico, sonhador, pretensioso até, o meu propósito de
    convencer quem quer que seja!
    Afinal quem me julgo eu para imaginar que o cenário vai
    mudar?!...
    Apenas e só, admitir que, de quando em vez, poderá cada um pensar,
    antes de questionar o fervor clubístico de outro sportinguista,
    como seria se inventassem o tal aparelhómetro!
    Até um dia... anseio que para o ano, com o nosso Sporting campeão...
    em Futebol!
    Saudações leoninas.
    JMF

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE