sexta-feira, 5 de junho de 2015

Espero que Jorge Jesus não venha a pagar o preço do seu amor!...



Jorge Jesus: o preço do amor

"Entre todos os que tiveram de tomar decisões, e foram decisões bastante importantes, Marco Silva foi seguramente o que protegeu melhor os seus telhados de vidro. Apesar de também ele ter contribuído para o azedar da sua relação com Bruno de Carvalho, o treinador que conquistou um título para o Sporting sete épocas depois acabou por ser muito mais vítima do que culpado pela mudança de Jorge Jesus para Alvalade. A temporada dos leões esteve longe de ser brilhante, mas à excepção do campeonato nacional, cumpriu a generalidade dos objectivos.

Quanto a Bruno de Carvalho, fica mal, e muito bem ao mesmo tempo, na fotografia. Mal porque abdica de um projecto que ameaçava a ganhar estabilidade; mal pela forma como tem tratado a saída de Marco Silva; mal porque o dito Sporting que precisa de ser financeiramente mais regrado do que a Troika pode, afinal, abrir uma excepção à regra, e esse nunca é um bom princípio. E fica simultaneamente muito bem porque inflinge um rombo directo, surpreendente e considerável ao rival, por muito que, afinal, Jesus já não seja agora tão bom treinador como era há 48 horas, e porque o Sporting tem efectivamente ambição.

Já Luís Filipe Vieira foi sobretudo fiel às suas convicções. Acredita e sabe que o Benfica precisa de se conter no seu investimento e, lá está, não quis abrir uma excepção à regra. Se algumas das renovações do plantel passam por reduções salariais, a do treinador também teria que passar. Fez disso um ponto de honra, certamente ciente de que tal poderia empurrar Jesus para a porta de saída, porventura não lhe passando pela cabeça que do outro lado pudesse estar o rival leonino. Esta decisão de Vieira é uma aposta de risco, é seguir pelo caminho mais estreito quando a consolidação do Benfica parece – ou parecia – estar a meio da Avenida da Liberdade, mas é uma decisão que, tendo em conta aquilo em que o seu responsável máximo acredita, faz sentido.

Por fim, Jesus, que começa a ver o seu apelido abençoado a ser trocado pelo de quem traiu o salvador. Olhar para Jesus como traidor é, no mínimo, injusto. Pode-se apontar o dedo a quem procura o seu primeiro amor? Não, não sou ingénuo ao ponto de achar que Jesus vai para o Sporting em regime de voluntariado e que o factor que mais pesou na sua decisão foi o chamamento do clube do coração. Não, não sou. Jesus sai também por motivos salariais, mas muito porque foi o Sporting quem o chamou. Disso não tenho dúvidas. Teria Jesus saído para o FC Porto neste mesmo momento, mesmo que os dragões lhe pagassem o mesmo ou até mais do que os leões? Não creio. Jesus é do Sporting e foi um excelente profissional do Benfica. Este é o futebol moderno e, quanto a mim, está muito bem. E até deveriam ser os adeptos de Benfica e Sporting, os verdadeiros adeptos, que não ganham um tostão com o futebol, os primeiros a melhor perceber e aceitar isto.

E claro, Jesus sabe, lá no fundo, onde se aloja aquela ponta de vaidade das “notas artísticas” e do “jogámos muito futebol”, que, se conseguir mudar o Sporting como ajudou a mudar o Benfica, tudo fará sentido. O perigo é não o conseguir. O perigo é, sem o saber, estar a trocar um sonho por um pesadelo, estar trocar um lugar entre os melhores de sempre do Benfica por uma passagem efémera pelo Sporting. É esse o seu desafio e, enfim, é esse o preço do seu amor.
(André Monteiro, Linha Directa in Record)

Penso que, se não estou em erro, esta terá sido a primeira crónica que li de André Monteiro no Record. E confesso que me agradou. Trago-a para aqui, porque o cruzamento de ideias sempre enriquecerá quem lhes dedicar a devida atenção.

Espero que Jorge Jesus não venha a pagar o preço do seu amor!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. O que começa mal, dificilmente acaba bem ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é que os ciganos não gostam de bons inícios para os filhos...

      Eliminar
    2. Sim, mas o começo ainda nem principiou. Além disso, não há mal que sempre dure, nem bem que não se acabe...

      Eliminar
  2. para mim começou LINDAMENTE :)

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE