sexta-feira, 3 de março de 2017

"Dei uma sova ao seu amigo, pá! Extraordinário, pá! Ganda homem, pá"!...




Mas para o rapazola há mais "octávios" no Sporting! Ou seremos mesmo todos "pás"?!...

"Dei uma sova ao seu amigo, pá! Extraordinário, pá! Ganda homem, pá"!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. José de Castro, sócio 322034 de março de 2017 às 10:42

    Rapazola?
    Pai de 5 filhos, com família, pessoal e profissionalmente exemplar, 45 anos e...rapazola?
    Então que dizer de alguém com um passado complicado e problemático, um histórico profissional no mínimo duvidoso e que entre outros actos "presidenciais" resolve cuspir electronicamente em cima de outra pessoa, se refere a clubes como duas nádegas, com ventosidades à mistura, falando em trampa e outros termos similares?
    E isto é só para destapar um bocadinho de um véu que encobre um perfil cinzento, de conflitualidade constante dentro e fora do clube, disparando destrambelhadamente sobre tudo e todos.
    Chamar ao candidato, que como eu já disse ao sr. Álamo, está equidistante de BdC nas minhas preferências - por isso não vou votar - será defender convictamente as suas (do sr.) ideias?
    Creio, como lhe tenho dito, que tudo o que seja contrário àquilo que defende, é alvo da sua parte, de uma abordagem áspera e grosseira que quer queiramos, quer não, fará muito mal ao SCP. Isso é o que me preocupa. Ver comportamentos anti-democráticos de muitos, nos quais o incluo como é óbvio, a raiar o insulto e consequentemente a atiçar ainda mais uma campanha eleitoral que em nada dignificou a grandeza do Sporting Clube de Portugal.
    Lamento-o, por ambos os candidatos, que usaram de muito pouca elevação em todo este processo, e lamento-o também pelo sr. Álamo e por todos aqueles que vivem em democracia como se de um só partido se tratasse.
    Por ironias do destino, dir-lhe-ei que o outro candidato, que acentuo novamente, não é o meu, estará a semear para colher, como é bem claro na sua estratégia, o que me preocupa também. O presidente do SCP tem de ser acima de tudo um homem com crédito, não só no plano pessoal como no plano material e no seu carácter, e aí é que está o busilis de ambos os candidatos. Não ganhe, pelo menos 1 campeonato nestes 4 anos e verá como BdC será escorraçado do clube pelos sócios (não é pelos notáveis que actualmente o apoiam). Porto e Benfica tudo farão para que isso aconteça, e ao contrário do que aqui escreve, será do norte que virão as campanhas mais subtis mas eficazes, pois não se esqueça que o 3º lugar que ocupamos hoje se deve fundamentalmente às acções de anos e anos a fio que o clube do Freixo desenvolveu ao longo de três décadas. O mesmo acontecerá se PMR ganhar.
    Agora, digo-lhe sinceramente. Como pode o sr. Álamo escrever coisas tão feias como aquela que escreveu agora?
    Ao menos se aquele indivíduo que cantava loas na BTV ao respectivo clube se identificasse com o nosso clube... mas não caro sr., ele identifica-se somente com o dinheiro que vai esfolando ao Sporting.
    É ou não verdade?

    Cmpts.
    José de Castro, 32203

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro consócio José de Castro, perante o contexto em que apresentei este post - exclusivamente centrado no vídeo que o acompanha - e sendo inequívoca a forma de tratamento desrespeitosa e absolutamente à margem da urbanidade que lhe seria exigível, utilizada pelo putativo candidato em análise, para com uma pessoa cujo aspecto nos sugere poder ter idade para ser seu pai, reafirmo a minha profunda convicção de que estaremos em presença de um rapazola.

      Concedo sem dificuldade que a minha severidade muito provavelmente não iria tão longe, se porventura outro fosse o contexto, em que a família, a posição e os comportamentos social e profissional também fossem chamados para análise e aferição. Mas não foi...

      Também as minhas idade, experiência de vida, cultura, valores, princípios e concepção de mundo, há muito me levaram a não decidir as minhas impressões sobre uma pessoa pelo método de comparação com outras. Há muito que sou capaz de analisar uma pessoa apenas e tão só por aquilo que ela evidencia nas mais variadas vertentes.

      Mas concedendo ao meu caro consócio José de Castro o privilégio de trocarmos ideias sobre ambas as personagens protagonistas do seu comentário, permita que lhe diga que entre as nossas impressões haverá uma distância profunda e insanável: aquilo que o caro valoriza não será o mais importante para mim, sendo o contrário também verdadeiro.

      Dito isto, creio firmemente que o caro José de Castro ainda não terá compreendido em absoluto a essência de um blog e, no meu caso particular, as razões que me terão motivado há quase 6 anos para arrancar com Leoninamente. Nesta condição e poupando-lhe o trabalho que teria em revisitar todo o histórico deste blog, dir-lhe-ei que a principal razão se ficou a dever ao "regime monárquico" que o Sporting Clube de Portugal vinha vivendo desde que José Roquette chegopu ao poder em Alvalade, facto que para mim, sportinguista, republicano e laico com fortes laivos de agnosticidade, era intolerável e me empurrou para envergar a "armadura" e vir a terreiro defender os meus ideais leoninos.

      Uma experiência fracassada e traumatizante como colaborador de um outro blog de dimensão, ao tempo, bem superior a este, levou-me a recusar também, mais tarde, um convite para colaborar num jornal desportivo. Aqui, no meu cantinho, posso dizer o que penso, sem peias, amarras ou qualquer balizagem que me pretendam impôr. Quem me lê, tem duas alternativas: lê, respeita e volta, ou então nunca mais volta. Esta não é uma tribuna travestida de forum! Esta é apenas uma forma de eu dizer ao mundo o que penso e sinto! Sempre assim será, enquanto durar o meu "campeonato"!...

      Cmpts

      Eliminar
    2. José de Castro, sócio 322034 de março de 2017 às 18:10

      "Lê, respeita e volta, ou então nunca mais volta".
      O que é isto, sr. Álamo?
      Sabe, caro consócio, o seu problema é igual ao de muitos. Em primeiro lugar o sr. Álamo só gosta de ouvir e ler a sua música de conveniência e eu bem vejo aqui diversos que lhe trazem essa melodia de conveniência, lhe soa tão bem aos seus ouvidos e é um prazer de leitura para os seus olhos; por outro lado, um é rapazola, o outro, para si, não é, mesmo que seja confrontado com factos e realidades indiscutíveis. E não venhamos com a conversa da moda dos factos alternativos.
      O próprio sr. fá-lo sem pejo nenhum, aqui. E mais uma vez lamento.
      Diz o sr. que este seu espaço "não é uma tribuna travestida de forum". Mas parece e é. Só que para alguns. E estes podem usar e abusar de insultos e outros impropérios desde que não se refiram àqueles que o sr. apoia ou elogia.
      Posso acrescentar ainda que essa insanável e profunda divergência é produto da sua postura, que quer queira quer não, tem muito de anti-democrático ou que me parece ser um paradoxo em relação ao seu estatuto de laico, republicano e as habituais outras qualidades que por muito que sejam apregoadas não se verificam nas práticas do dia-a-dia como é este caso em que o próprio sr. Álamo diz que quem quer, quer e come o que aqui lhe colocam à frente, quem não quer que desande. É essa a elegância, a urbanidade e os valores que aqui apregoa? Será?
      Há na realidade um ditado que muito se ajusta ao seu blogue - "Bem prega frei Tomás, olha para o que ele diz, mas não olhes para o que ele faz".
      Mas não tardará o dia, e fixe bem isto, que o sr. Álamo com toda a "jactância literária" tão confusa como a sua postura - porque tive o cuidado de comparar o rapazola com as "garotadas" de quem o sr. canta hossanas e loas, factos que não desmentiu, assobiando nitidamente para o ar e para os lados - perante muitos factos, reconhecerá que ainda há gente simples neste mundo que não vai nas suas cantigas, muito mais nas manipulações tendentes a transformar aquilo que é absolutamente condenável em novos princípios clubísticos, como é o caso da sua preferência em relação a um candidato em claro detrimento de outro, tentando por todos os meios ao seu alcance achincalhá-lo e rebaixá-lo. E fê-lo sem pudor aqui e por diversíssimas vezes. Para lhe ser sincero, digo-lhe que o sr. não teve respeito absolutamente nenhum por PMR e pela sua candidatura. Daqui a 4 anos, provavelmente, e se o Sporting ainda existir, já não haverá nenhum PMR que o valha. E senão veremos.
      Mas o que interessa e parafraseando algo que o sr. tanto critica do antigamente, "lá vamos cantando e rindo". Não é sr. Álamo? Afinal as dissemelhanças não são assim tantas com aquelas coisas tão queridas àqueles que empunhando a bandeira da esquerda, têm práticas e continuam a saborear burguesmente os prazeres da direita.
      Possívelmente, a gente, um dia destes vê-se.
      Cmpts.
      José de Castro, 32203

      Eliminar
    3. Não me vou repetir como o caro consócio José de Castro acaba de fazer neste último comentário, nem contra-argumentar o pouco que agora acrescentou. Entendo ter sido bem explícito anteriormente.

      Quanto à possibilidade de a gente um dia destes se ver, creia que seria um privilégio para mim poder trocar ideias consigo pessoalmente.

      Cmpts

      Eliminar

PUBLICIDADE