segunda-feira, 13 de março de 2017

Ai prospecção para que te quero!...


CAMPBELL E O PENÁLTI

«No Sporting-Tondela, da 8.ª jornada da Liga, Joel Campbell marcou o golo do empate, já nos instantes finais do encontro, e festejou a proeza como se tivesse decidido a Liga dos Campeões. Em vez de correr rapidamente para o meio-campo, para que os leões, num último fôlego, ainda pudessem tentar o segundo golo, que lhes daria a vitória, o avançado perdeu tempo em festejos inúteis. 

A atitude do costa-riquenho pareceu estranha, mas, para a posteridade, prevaleceu a tese da recém-chegada do jogador e a consequente falta de oportunidade para se inteirar sobre os reais objectivos de uma equipa na iminência de averbar um resultado francamente negativo na partida em questão.

Cumprida uma volta inteira de campeonato, percebeu-se finalmente que o avançado não foi assim tão ingénuo. A birra protagonizada no final do Tondela-Sporting, por não ter sido autorizado a tentar converter o terceiro penálti do jogo, veio revelar que Campbell se considera muito acima dos companheiros, da equipa, do treinador e até do clube. 

No encontro da 1.ª volta, o costa-riquenho festejara tão-só o feito individual, negligenciando os interesses da equipa. Na partida da 2.ª volta, por seu turno, Campbell desprezou Bas Dost, que poderia ter apontado o seu quinto golo; a equipa, que tem boas hipóteses de 'gerar' esta época o melhor marcador do campeonato; e o treinador, que lhe dera uma ordem clara.

Os adeptos, a quem devia agradecer no final do jogo, também pouco importam. Campbell veio para o Sporting, claro está, para atingir a glória pessoal. O resto não lhe interessa. No próximo ano, o Arsenal vai emprestá-lo a outro clube...»
(Luís Pedro Sousa, Linha Directa, in Record)


Não sei e para o caso pouco ou mesmo nada interessará, se a crónica de Luís Pedro Sousa significará algo mais em termos de afecto ou proximidade, para além de competência, isenção e um atento e apurado sentido crítico jornalístico. Mas sei que, como adepto sportinguista, eu não teria sido capaz de expressar melhor a minha crítica e o meu profundo desagrado pelo comportamento de Joel Campbel, notório em qualquer dos casos citados no texto e noutros menos evidentes que foi protagonizando ao longo da época e que não escaparam ao filtro leonino que equipa este blog.

E não precisarei de invocar as bruxas para comungar também da premonição avançada por LPS, sobre o futuro do umbigo do costa-riquenho: "no próximo ano o Arsenal vai emprestá-lo a outro clube"!...

Ai prospecção para que te quero!...

Leoninamente,
Até à próxima 

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE