domingo, 19 de março de 2017

Bem esgalhado este "Bilhar Grande"!...


BENFICA E PORTO, DESAIRES

«O fracasso do Benfica em Paços de Ferreira foi um desaire anunciado. A águia vinha a arrastar-se, há tempo demais, com vitórias muito sofridas e acentuada pobreza nos últimos jogos. Por isso, este empate não deixou ninguém espantado, tão previsível que era. Menos para aqueles adeptos e comentadores que sempre acham que " o maior do mundo e arredores" é de tal modo glorioso que o sol nunca pára de brilhar para iluminar a Luz.

O que se viu em Paços, no passado sábado, foi um Benfica desconchavado, sem uma linha média capaz, com falta de folgar e um ataque confrangedor. Se não fora um setor defensivo de qualidade, perante tal falta de qualidade atacante, e o resultado desta jornada seria bem mais penalizante. Um Rafa que nunca brilha e é uma desilusão para o custo brutal, sem alas com valências do nível que um grande exige e dezenas de milhões de euros sentados no banco, são a imagem de uma equipa às aranhas. Sem colinho as coisas ficam difíceis para esta águia.

Não aprecio as intervenções de Rui Vitória, dá-me sempre a ideia que anda a carregar um fardo demasiado pesado. A sua comunicação no final do jogo foi um blá, blá, blá. Bem, os comentadores logo interpretaram: "falava para dentro, para os jogadores, para o balneário". O treinador fala com os jogadores via televisão? Estranho.

O dragão claudicou frente ao Setúbal, não mostrou a estirpe de campeão do velho Porto e não foi capaz de assaltar a liderança e assinar um marco psicológico que poderia virar a seu favor a confiança para ser campeão. Uma primeira parte fulgurante, mas desperdiçadora, e uma segunda atabalhoada deixaram os adeptos portistas à beira de um ataque de nervos.

O Porto falhou num momento decisivo. Quem vai falhar na Luz? 1X2.»
(Alberto do Rosário, Bilhar Grande, in Record)


A eloquência brota naturalmente de muita gente quando está calada! Não será esse o caso do distinto sportinguista Alberto do Rosário, mas já me habituei evitar encontros com a sua escrita, sempre que seja o Sporting a ajudá-lo a pegar na caneta.

No particular caso da crónica de hoje, apreciei os resultados da sua escrita cortante aplicada aos nossos adversários - ou serão inimigos?! - mais próximos, exactamente porque quando o Sporting não é chamado à liça a minha identificação com o seu pensamento será quase total!...

Bem esgalhado este "Bilhar Grande"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE