sábado, 18 de março de 2017

Competência na análise deste lance, PRECISA-SE!...




Caso?! Qual caso?! Só na cabeça do árbitro auxiliar e na de todos os jornalistas de Record, A Bola e O Jogo, que comentam o directo do jogo!...

Ora apreciem: a bola é defendida para a frente pelo guarda-redes e fica à disposição de Gelson Martins que remata de pronto, sendo a bola desviada por um defensor do Nacional! A partir do momento em que o defensor madeirense toca na bola e a desvia, NUNCA MAIS PODERÁ ALGUÉM CONSIDERAR fora de jogo de Bas Dost, que recebe a bola vinda de um defesa adversário e faz um golo limpo!...

Competência na análise deste lance, PRECISA-SE!...

Leoninamente,

Até à próxima

P.S. - Vários comentários, muitos deles tão insultuosos que suspeito conhecer bem a origem, acusam-me de ser um perfeito idiota na análise que faço.

A melhor resposta que por aqui poderei deixar é esta:

«... As alterações que entraram em vigor a 1 de julho não dizem diretamente respeito à letra da lei, mas à sua interpretação, que é enquadrada pela FIFA num documento («Interpretation and guidelines») que serve de referência para as equipas de arbitragem. É esse documento que tem alguns pontos modificados pelo International Board. nomeadamente o que explica a noção de «Interferir no jogo». 

Até agora, o texto em vigor defendia que um avançado em fora de jogo posicional interferia no jogo sempre que o avançado procurasse «impedir que um adversário possa jogar a bola, obstruindo claramente o seu campo de visão, ou fazendo gestos que no entender do árbitro possam ser fator de engano ou diversão». A alteração proposta retira a última parte, substituindo-a por uma formulação mais simples: «impedir que um adversário possa jogar a bola, obstruindo claramente o seu campo de visão ou disputando a bola». 

Outra mudança nos textos passa por afinar a definição do que é «tirar vantagem» da posição. O texto em vigor até julho dizia simplesmente «jogar a bola depois que a mesma ressalta num poste ou no travessão quando em posição de fora de jogo; ou jogar uma bola que ressalta de um adversário quando em posição fora de jogo». A nova formulação mantém a primeira parte, relativa a postes ou travessão, mas quando o ressalto provém de um adversário é mais precisa. Assim, a posição de fora de jogo deve ser assinalado quando a bola «desvia, ressalta, ou é jogada por um adversário que deliberadamente realiza uma defesa (N.R.: guarda-redes)».

Por outro lado, o texto deixa claro que a posição de fora de jogo não deve ser sancionada quando o avançado recebe a bola de um adversário que deliberadamente a jogou (à exceção de uma defesa do guarda-redes), considerando-se aqui que não tirou vantagem da posição.»
(in MaisFutebol, em 20-09-2013)

12 comentários:

  1. Boas, é fora de jogo sim e vou explicar com um exemplo, quando alguem remata a baliza e o guarda redes defende para a frente, quem faz a recarga por vezes esta fora de jogo e arbitro anula o golo. Por isso bater no corpo do adversario nao interfere na lei porque no exemplo que eu dei o gr defende a bola. Ja deves ter visto inumeros lances destes.

    Cumprimentos,
    Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao caro Rui direi que as 17 leis do futebol não se regem por exemplos: a jurisprudência é para os tribunais, não para o futebol! A bola é desviada da baliza para onde o Gelson a enviou, por um defesa madeirense e iria para fora e se fosse, daria pontapé de canto. Não foi para canto porque Bas Dost a introduziu na baliza e, uma vez que veio de um defesa, Bas Dost não estará jamais em fora de jogo!...

      Cumprimentos, lamentando desapontá-lo...

      Eliminar
    2. Boas, ouvi o teu treinador agr e é da mesma opiniao que eu! E acho que ninguem neste país sabe mais de futebol que ele! Mas tens razao numa coisa, as leis sao um bocado confusas neste tipo de lances onde é dificil de difinir qd acaba um ressalto e começa uma intercecao.

      Cumps
      Rui

      Eliminar
  2. Não é verdade. É fora de jogo. Uma intercepcao nao anula o fj.
    Mas se estiver enganado, mostre onde na lei se diga o contrario.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bastará ler as 17 leis do futebol! Está lá tudo!...

      Eliminar
  3. Caro Álamo, acho que, nem que lhes espete na tromba com uma citação da Lei 11, eles vão aceitarem, a interpretação será sempre a que mais convém ao sistema, e o Bas Dost marcar muitos golos, é assim como, uma grande contrariedade, não dá jeito a ninguém, excepto ao Presidente do Sporting e aos adeptos do clube e nos tempos que correm isso é muito incomodo, bardamerda para eles.

    ResponderEliminar
  4. "Definições

    No contexto da Lei 11 – Fora-de-jogo, aplicam-se as seguintes definições:
    “mais perto da linha de baliza adversária” significa que qualquer parte da sua cabeça, corpo ou pés se encontra mais perto da linha de baliza adversária do que a bola e o penúltimo adversário. Os braços não se incluem nesta definição.
    “interferindo no jogo” significa jogar ou tocar a bola passada ou tocada por um colega de equipa.
    “influenciando um adversário” significa impedir um adversário de jogar ou de poder jogar a bola, obstruindo claramente a linha de visão ou os movimentos do adversário, ou fazendo gestos ou movimentos que, no entender do árbitro, engane ou distraia o adversário
    “tirar vantagem dessa posição” significa jogar a bola que ressalta de um poste ou da barra para ele, estando em posição de fora-de-jogo, ou jogar a bola que ressalta num adversário para ele, estando em posição de fora-de-jogo."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A lei XI foi alterada em 2013 e a mais recente recomendação do International Board, consta do P.S. no final do post...

      Eliminar
  5. caro Alamo, vou citar a parte importante: "a posição de fora de jogo não deve ser sancionada quando o avançado recebe a bola de um adversário que deliberadamente a jogou"

    o passe do defesa foi deliberado? foi um passe? não foi. foi um ressalto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A intenção do defesa, obviamente a meu ver, foi DELIBERADAMENTE impedir que a bola fosse para golo depois de rematada por Gelson e cabe em absoluto naquilo que as recomendações da FIFA estabelecem...

      Eliminar
    2. Jogar deliberadamente não significa interceptar. Significa ter posse de bola e decidir o qud se faz com ela. A alteracao da lei nao afecta ressaltos.

      Eliminar
  6. para analisar o lance basta saber o que quer dizer deliberadamente - com intenção de ....

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE