quinta-feira, 30 de março de 2017

Vier a chamar-se de Luís Filipe Vieira!...


AINDA É CEDO

«No Aeroporto da Madeira aconteceu um acidente. Um acidente grave que deixou a cara do herói nacional, Cristiano Ronaldo, irreconhecível. Para assistir ao descalabro, que segundo o autor demorou 15 árduos dias a esculpir, as autoridades nacionais e regionais compareceram em peso. Digo Aeroporto da Madeira mas devo corrigir. Agora chama-se, para gáudio do bimbismo nacional, Aeroporto Cristiano Ronaldo. Só não sinto vergonha alheia porque sou português. Da imagem do busto ao momento patético da mudança do nome, sinto vergonha. Ponto. Nós somos mais do que aquilo, bolas!

O problema não é a principal infraestrutura da Madeira ficar com o nome de futebolista. Se o Aeroporto de Ponta Delgada tem um nome de um Papa que nem sequer é português ou açoriano, vivo bem com isso. O problema é Cristiano Ronaldo não só ser vivinho da silva, como ter 32 anos e ainda estar no ativo. Não é por acaso que se fazem homenagens deste género a mortos ou, pelo menos, a retirados. Não é porque só nos lembramos deles depois de partirem. É porque já não podem desmerecer o nome que conquistaram. Não podem fazer nada que torne a utilização do seu nome num embaraço. Dar a um miúdo de 32 anos o nome de um aeroporto é absurdo. É um insulto a pessoas com longas histórias de sucessos, batalhas, sacrifícios. Mas, acima de tudo, tratando-se de alguém que continua a jogar e está longe do fim da sua carreira, é das coisas mais estúpidas que já se fizeram neste país. E a competição não é fácil. Ainda pior do que dar o nome de alguém que morreu num acidente de aviação a um aeroporto, como se fez no Porto. Há um tempo para tudo. Ainda não é tempo para Ronaldo ser um Aeroporto.»
(Daniel Oliveira, Verde na Bola, in Record)

Volto a repetir a impressão que por aqui tive a oportunidade de deixar sobre a crónica de Miguel Guedes, exactamente sobre o mesmo tema, mas estranhamente nos antípodas para quem comunga a mesma ideia política: "I rest may case"! E tudo porque será uma matéria que deverá, fundamental e essencialmente, dizer respeito aos madeirenses...

A minha preocupação, que quase não me deixa dormir e que poderá até vir a impôr-me a condição de emigrante, que toda a vida rejeitei, será se o aeroporto do Montijo...

Vier a chamar-se de Luís Filipe Vieira!...

Leoninamente,
Até à próxima

9 comentários:

  1. Estando no seu direito, que as opiniões são de quem as toma e o direito de as tomar é inalienável, parece-me que este nosso consócio seria daqueles que se enquadraria naquela grupo que se tivesse um buraco se atiraria lá para dentro a toda a pressa, quando o homenageado proferiu tão sábias palavras para "um miúdo de 32 anos": "Há muitos que estão contra, mas não perderam a festarola".

    SL
    Edmundo Gonçalves

    ResponderEliminar
  2. Caro Álamo:
    A mais goriginal notícia do dia é a de o Conselho de Disciplina ter colocado novo processo a Bruno de Carvalho, por ter dado uma entrevista ontem à TVI.
    Dizem que não pode falar como Presidente do Sporting.
    Bom, eu ainda compreendo que o impeçam de, durante eventos organizados pela Liga, ir para o banco ou estar nas áreas técnicas.
    Mas impedir de falar, fora disso, quando e onde quiser?
    Não é a advocacia o meu campo de acção, como o Álamo bem sabe, mas como já cá estou há uns anitos, faz-me uma urticária desgraçada que, em 2017, mais de quarenta anos depois de uma certa madrugada, venham uns senhoritos quaisquer dizer que um cidadão português não se pode exprimir em LIBERDADE.
    Serão estúpidos só, ou caíu-lhes o pé para o saudosismo? Serão FASCISTAS?
    Alguém me esclareça.
    Termino com uma frase daquele que agora tem o nome no Aeroporto de Lisboa: eu, obviamente, demitia-os.
    Acho que o túnel acaba de se abrir à superfície da bela terra da Nova Zelândia, acaba de chegar aos antípodas.

    Grande e, felizmente, democrático Abraço, caro Álamo, deste seu Amigo,

    José Lopes

    ResponderEliminar
  3. Alguma vez tinha de ser a primeira...!!

    Não me recordo de alguma vez ter discordado de uma opinião do nosso caro consócio Daniel Oliveira. no que ao Sporting directamente diga respeito, ou indirectamente a uma outra situação qualquer também relacionada com o pontapé na bola...
    Desta vez devo dizer que não "me choca" absolutamente nada o facto de ter sido atribuído o nome do Cristiano Ronaldo ao aeroporto madeirense...

    Tem-se feito tento atropelo a tantas coisas "sérias" neste País...que não me parece que venha mal ao mundo passar-se a levantar voo ou aterrar no aeroporto Cristiano Ronaldo...

    Mas fico à espera da "próxima" de Daniel Oliveira...que pode ser já sobre por exemplo este tema...: "Lampiões castigam Bruno de Carvalho..."

    SL

    ResponderEliminar
  4. Olha!! Uma boa ideia esta de chamar esse nome ao aeroporto do montijo. Sempre ouvi dizer que o montijo é a terra dos porcos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Bom...!!!

      p.s também dá a outra... a da Moita (que é mesmo ali ao lado...) Epá... na Moita sóhá touros e toureiros... e não consta que o orelhas seja... Toureiro...!!!

      SAUDAÇÕES LEONINAS

      Eliminar
  5. Cada um sabe de si, mas eu questiono: se por acaso do "destino" o ilustre vivo que deu nome ao aeroporto, fosse protagonista de situação irremediável, digna de grande censura social, continuaria a tal infraestrutura a ostentar o seu nome?
    Quanto ao resto e se um porco consegue andar de bicicleta, então talvez LFV...
    SL.

    ResponderEliminar
  6. O aeroporto não, mas a cadeia de Alcoentre, ou outra, podia ficar com o nome do Orelas: Cadeia Luís Filipe Vieira, insígne ladrão de camiões.

    ResponderEliminar
  7. Aeroportos e afins...

    Depois de Miguel Guedes..., Daniel Oliveira... Duas personalidades... duas opiniões...

    Confortavelmente... consigo entender as duas...

    A minha... anda ali no meio... muito conveniente... :))

    Tão ''''irrelevante'''' quanto o eventual naming que derem às nossas infraestruturas... Irei SEMPRE a ALVALADE...!!!

    P.S. Preocupa-me muito mais a forma como estão a fazer deste país um novo... ESTADO NOVO...!!!

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  8. Amigo Álamo,pela primeira vez discordo de DO, pois sou de opinião de que se há homenagens que devemos fazer a quem de direito, será óbviamente em vida e não dp da morte que neste último caso considero como uma hipocrisia, (pois há homenageados que em vida foram amesquinhados, ultrajados, reduzidos ao zero, e dp da morte viram-lhe todas as qualidades dignas de uma homenagem).
    Tudo o que até hoje CR deu ao país, já ninguém lho tira, fica sempre no seu currículo, independentemente daquilo que virá a dar no futuro, em face de tudo isto considero a crónica de DO sem pés nem cabeça, mas claro, cada um opina o que mto bem entende...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE