quinta-feira, 16 de março de 2017

É a última oportunidade de Bruno de Carvalho!...


O COMPROMISSO

«Há promessas que não podem ser feitas. Nenhum presidente de um clube pode prometer ser campeão. Muito menos ser campeão duas vezes em quatro anos. Muito menos o pode fazer quando o seu clube não é campeão há 15 anos. Muito menos quando, depois de ter estado perto da vitória, no último campeonato, se afastou tanto dela, neste. Um presidente pode promete sanear as contas. Pode prometer fazer boas contratações e vendas. Não pode prometer campeonatos. Porque não é ele que joga, não é ele que treina e, já agora, não é ele que controla as equipas adversárias. 

Assim sendo, ouvi as declarações de Bruno de Carvalho, não como uma promessa, mas como um compromisso. E o compromisso é para com os sócios: se nos próximos quatro anos o Sporting não for campeão, ele conclui que falhou nos seus propósitos e retira as devidas conclusões, não se candidatando a novo mandato. É a única coisa que pode prometer porque é a única coisa que depende apenas de si. Apesar do longo jejum sportinguista não obrigar a este compromisso (os três presidentes anteriores nunca experimentaram a vitória), ele é a conclusão lógica de quatro anos de reestruturação do clube, do grande investimento feito no treinador e do aumento da despesa com os jogadores, ontem aqui sublinhada por Pedro Santos Guerreiro. O compromisso não é insensato. Sabendo-se que o que contam são os resultados, é a assunção de uma responsabilidade de quem fez um caminho para chegar a um fim. E o "fim" é, na pior das hipóteses, daqui a quatro anos. Bruno de Carvalho tirou a conclusão certa: a votação esmagadora que conquistou, como prémio do percurso que já fez, obriga-o a conseguir chegar à meta. Neste mandato, não haverá inimigos externos que substituam o título para o Sporting.»
(Daniel Oliveira, Verde na bola, in Record)


Por mim, subscrevo cada palavra, cada vírgula e cada ponto de Daniel Oliveira, sem reticências ou pontos de interrogação! O compromisso é claro, transparente e inequívoco e, neste sportinguista que me honro e orgulho de ser, nunca haverá duas opiniões: ou é assumido e cumprido, ou os sportinguistas terão de escolher um outro rumo!...

Há muito que por aqui tenho repetido: é a última oportunidade de Bruno de Carvalho!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Será?

    Não me entenda mal. Desejo e creio num Sporting campeão, mais do que duas vezes em 4 anos.

    Mas não o sendo, será que não continua um presidente que é tão competente e tão diferente para melhor dos anteriores a recuar a João Rocha a ser o principal candidato a suceder-se a si próprio?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já conheço o caro Valdemar Iglésias o suficiente para ter o dever e o gosto de não o entender mal. Estaremos em perfeita sintonia na forma como vemos e sentimos o Sporting. Porém, no que ao nosso Presidente se refere e apesar de nele ter voltado a votar - pela 3ª vez consecutiva, note-se -, há uma vertente no seu desempenho comunicacional que quase me obrigou no seu primeiro mandato a "engolir sapos vivos" e que só o seu desempenho noutras vertentes, me obrigou a fechar os olhos e a apertar o nariz com o polegar e o indicador da mão esquerda, enquanto com a direita colocava a cruz no boletim de voto. Fi-lo exactamente pelas razões que o amigo aduziu. Mas não me vejo com capacidade para repetir o gesto se durante este segundo mandato, continuar a ouvir as suas lérias comunicacionais, sem celebrar um único título de campeão nacional da I Liga. É pegar ou largar amigo Valdemar! Respeitando a sua posição legítima e soberana, BdC não contará comigo se não for campeão neste segundo mandato!...

      Abraço e SL

      Eliminar
  2. Amigo Álamo, concordo com DO qd diz que um presidente não pode prometer campeonatos, pois isso depende sempre de variados factores, e é algo, que pode sempre escapar ao controle de quem faz a promessa, mas lá está, o lado emotivo a sobrepôr-se ao racional, BdC tem uma dívida de gratidão para com os Sportinguistas sócios e adeptos, a partir do momento em que ganhou as eleições com uma maioria estrondosa nunca esta dívida de gratidão, o deixaria ficar-se apenas pelo "vamos tentar ser campeões" por achar que era mto pouco para oferecer a quem tanto lhe tem dado, por isso teve que necessariamente avançar para o "vamos ser campeões e mais do que uma vez", embora eu tivesse preferido a "não promessa" como Sportinguista apaixonada consigo compreender a "promessa" do presidente, mas vamos ter calma amigo, que eu tb tenho a convicção de que vamos ser campeões...

    SL

    ResponderEliminar
  3. Não vou dizer que BC não conta comigo se não for Campeão nestes quatro anos...
    Mas acho que ele não deveria ser tão perentório na promessa...

    E se o "sistema" continuar a "levar" outros ao colo...como vai ser?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais colo do que tivemos o ano passado será dificil

      Eliminar
    2. Mas o senhor Maximino Martins é absolutamente totó? Ou beneficia da presidência de BdC para satisfazer necessidades que o sportinguista comum desconhece?

      Eliminar

PUBLICIDADE