quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Todos temos de prestar contas !...


Prestar contas de todos os nossos actos, à sociedade que nos envolve e a que pertencemos e onde desenvolvemos a nossa actividade, seja ela de que tipo for, desde que colida com interesses de terceiros, não será coisa a que "muito boa gente" esteja habituada! Há quem se julgue acima dessa inalienável obrigação social e reaja quase intempestivamente, sempre que alguém pensa o contrário e força essa obrigação, que o progresso civilizacional acabou por fazer verter nas leis específicas que regem todos os povos evoluídos.

É pois com toda a naturalidade que assistimos à formação de dois "exércitos", sempre que o cumprimento dessa conquista da civilização se coloca: os que a entendem com a naturalidade das coisas simples e razoáveis e os que estranha e estupidamente a combatem, sem ao menos se darem conta do significado de tão perverso alinhamento, como se os que se colocam do lado contrário precisassem de muito esforço para o compreenderem, ou em algum tempo fossem sensíveis às suas argumentações "filosóficamente" falaciosas.

Após o anunciado propósito do CD do Sporting Clube de Portugal de exigir nas competentes instâncias, esclarecimentos cabais sobre a nebulosa intervenção de Godinho Lopes, Nobre Guedes, Luís Duque e Carlos Freitas, em negócios que levaram a efeito em representação do Clube de Alvalade, de imediato se formaram os citados "exércitos", pouco importando estabelecer a dimensão, a qualidade e a argumentação de cada um. Só um cego não as compreenderá.

Dias Ferreira, brilhante causídico e enorme sportinguista, foi dos primeiros a vir a terreiro expressar o sentimento que lhe determinou a iniciativa dos actuais dirigentes leoninos, sublimando aquilo que obviamente também pensarão todos os homens e mulheres sportinguistas de boa vontade: "Todos, em determinadas circunstâncias da vida, temos de prestar contas do que fazemos, à família, ao Estado... Temos de ser escrutinados.".

E se se torna absolutamente compreensível a reserva da generalidade dos OCS sobre tão natural quanto candente matéria, relevando tão só a intenção dos dirigentes leoninos, já o mesmo não se poderá dizer da quase imediata reacção daquela facção do "exército leonino" que nas redes sociais e na blogosfera afirma ver "cobras e lagartos", desprestígio e terríveis consequências, na intenção proclamada por quem dirige actualmente o Sporting Clube de Portugal!

Sempre ouvi dizer, "que pela boca morre o peixe"! E o meu espanto advém da pobreza de raciocínio de quem presume poder camuflar o seu exacto posicionamento. Como se do lado contrário, fôssemos todos estúpidos e não fôssemos capazes de entender perfeitamente o degrau a que desceram!...

Leoninamente,
Até á próxima 

3 comentários:

  1. Caro Alamo,
    Devo-lhe confessar de que esta noticia me enche de tristeza.
    Parto sempre do principio de que quem serve a colectividade fa-lo com zelo e rigor.
    E e neste pressuposto que quero tranquilamente estar . ate ao seu termino, ate sairem os acordaos, todos sao inocentes!!
    Mas so quem nao conhece BC pode pensar que ele iria deixar passar em claro indicios, NO ENTENDIMENTO dele,nao meu, de actos de gestao com dolo.
    Nao podemos esquecer que decorre uma auditoria e muito menos pensar,so os que nao conhecem a equipa juridica, que ele tome a decisao final de avancar de animo leve.
    Para quem e acusado , alem do desconforto, tem de conter o impeto de abrir a boca para a CS que ja se baba por sangue.
    Quem nao deve nao teme e so lhes resta esclarecer os factos e assim darem prova do seu bom nome.
    Da minha parte, socio de mais de 35anos, so quero a verdade, mas nao nego, se houver materia de facto que prove que houve ilicitos criminais ,que sejam punidos!!!
    Acima de todos nos esta o SCP!!!
    Ate la aguademos serenamente de tal forma que sobre este temaa me remeto em total silencio ate ao final.

    SL. Joao Antunes

    ResponderEliminar
  2. Palavra que eu desejava que nada disto acontecesse...
    E que a razão fosse apenas porque todos os dirigentes que passaram, passam ou passarão pelo Sporting...foram, são e serão sempre...pessoas acima de qualquer suspeita...

    Infelizmente para o Sporting (o mesmo é dizer para os sportinguistas...), o que se passou no Clube, não deve ter nada a ver apenas com incapacidade e incompetencia (o que já seria muito mau...), mas infelizmente, custa-me a acreditar que o que se passou não seja muito pior do que essa possivel incompetencia...

    Vamos esperar e desejar que se faça justiça e se houver culpados...que sejam devidamente sentenciados...!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Amigos João Antunes e Maximino Martins, subscrevo inteiramente o vosso pensamento, de respeito absoluto pela inalienável presunção de inocência de todos os visados. Mas esse meu profundo respeito, estendo-o ao também inalienável direito que assiste ao corpo dirigente do Sporting Clube de Portugal e à administração da Sporting Futebol SAD, de promover, junto das instâncias competentes, as acções que julgar mais convenientes, face às matérias de facto que terão em seu poder, que julgo naturalmente decorrentes da Auditoria de Gestão, cujas conclusões da 1ª fase já estarão na sua posse e cuja divulgação pública está há muito agendada para 30 de Setembro.

    Tudo simples para mim, sem processos extemporâneos de intenções e muito menos de objectivos persecutórios de julgamentos antecipados. Todos somos obrigados a prestar contas dos nossos actos, como muito bem afirmou Dias Ferreira, nas instâncias competentes e segundo as normas estabelecidas. Ao poder judicial, caberá então analisar com justiça e equilíbrio, toda a matéria arrolada e atender na mesma e exacta medida, a argumentação da defesa, para depois julgar, conforme determinam o espírito e a letra das leis vigentes neste nosso país.

    Nesta condição, aguardarei traquilamente com os meus amigos, pelo desenvolvimento dos processos e pela celebração da Justiça!...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE