sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Nem que tivesse de nascer 10 vezes !...


O contraste

No jornalismo e na política tive oportunidade de verificar como a imagem mediática das pessoas é tantas vezes o oposto da realidade. Muitas vezes os sensíveis são os mais frios dos estupores e os irados têm bons corações. Senadores respeitáveis são trastes e espalha-brasas são honestos. A imagem de Bruno de Carvalho não é a do gestor rigoroso e estável. As suas declarações são truculentas e gosta de se sentar no banco, como se fosse uma espécie de segundo treinador. Mas na sua gestão tem sido o contrário. Não faz compras ou promessas malucas, vende com rigor e, se é preciso, negoceia com discrição. A imagem de instabilidade que alimentou contrasta com a estabilidade que tem dado ao clube, de que este início de época está a ser um bom exemplo. Leonardo Jardim, ele próprio uma excelente escolha, foi bem substituído por Marco Silva, sem grandes novelas. E o esforço de manter as principais referências da equipa só não foi totalmente conseguido por causa de Marcos Rojo. O Sporting amealhou mais de 23 milhões de euros sem nenhuma alteração de monta na equipa e com a entrada de uma estrela muito desejada.

Curiosamente, aconteceu o oposto com grande parte dos presidentes da era Roquette. A imagem que passavam era a de gestores competentes. A gestão era improvisada ou pior do que isso, com uma instabilidade permanente. Em vez de uma imagem elitista conjugada com a gestão abrutalhada, Bruno de Carvalho aposta numa gestão cuidadosa associada a uma imagem abrutalhada. Como se nota na chegada de Nani, compreende a psicologia dos adeptos sem pôr em causa a viabilidade do clube. Esta capacidade política é fundamental para estabilizar qualquer estrutura dirigente. E isso é condição para resultados desportivos e financeiros.

(Daniel Oliveira, Verde na bola, in Record)

Como sopa no mel, este texto de Daniel Oliveira no meu pensamento. Gostava de ter escrito isto! Mas o que eu gostava mesmo, era de deixar de conjugar o verbo "abrutalhar" sempre que o quadro fosse verde! Nem que tivesse de nascer dez vezes!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. Podem chamar o que quiserem ao Presidente Bruno de Carvalho, creio que ninguém o poderá acusar de falta de sportinguismo...

    Ao contrário de outros, sempre tem dado uma imagem de defender os interesses do Sportingaté à exaustão...e para além dessa imagem, os verdadeiros sportinguistas, não têm dúvidas que assim tem sido de facto...

    Ninguém sabe o que nos trará o futuro, mas uma coisa parece certa...: já ninguém retirará BC da história do Sporting...!!

    Esperems que nos trás o futuro...mas acreditemos que o nosso futuro será "verde da cor da esperança"...!

    SL

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o amigo Max, podemos acusar Bruno de Carvalho de alguns excessos, mas não podemos duvidar do seu Sportinguismo, pois isto nota-se, em cada palavra que profere e em cada gesto que faz, em suma: Transpira Sportinguismo por todos os poros, apesar de alguns exageros que por vezes nos levam a explodir......

    SL

    ResponderEliminar
  3. Complementando as vossas opiniões, acrescentarei que ouvi hoje, na TVI, o Presidente afirmar que as suas opiniões "truculentas" são intencionais e feitas quando constata que, por meios mais "diplomáticos", não consegue fazer passar a mensagem que pretende.
    Ora bem, não justificando certos "excessos", que reconhecemos e com que não temos concordado, torna-os mais compreensíveis e, se calhar, aqui e ali necessários.
    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE