sábado, 6 de setembro de 2014

Intransponível !!!...


Parece fazer parte do adn deste povo a caminho de nove séculos de existência, a velha máxima que a sabedoria popular, de geração em geração, tão bem soube traduzir no... PRESO POR TER CÃO, PRESO POR NÃO TER!...

E claro que o fantástico universo leonino não poderia alguma vez ser excepção. Perante a avalanche de contratações levada a cabo na janela de mercado há pouco final e felizmente encerrada, acotovelam-se as opiniões sobre a bondade ou a perniciosa vertigem, da camioneta de gente com que os responsáveis pelo futebol leonino decidiram  sobrelotar os nossos já extensos quadros de profissionais, quase fazendo tábua rasa de uma das melhores formações do planeta.

E do meio desse amágama de opiniões, resulta naturalmente e como não poderia deixar de ser, que Bruno de Carvalho e os seus pares, fosse qual fosse o resultado das suas decisões, acabariam sempre na prisão! 

Aqui do meu canto, quer-me parecer que, como em tudo na vida, a chegada de uma dúzia de caras novas a Alvalade, terá naturalmente aspectos negativos, tidas em conta, tanto a situação económica do Clube, quanto a qualidade que abunda na nossa Academia, assim com também não poderá deixar de se revelar extremamente positiva, se atendermos aos reflexos que o aumento das soluções determina na acção do treinador Marco Silva e também, sendo que era aqui que pretendia chegar, no aumento da competitividade e no "acordar" dos nossos jovens formandos, acicatando-lhes os ânimos demasiado acomodados às mordomias que Alcochete lhes vai proporcionando e viciados em estéreis e despropositados vedetismos, prenhes de uma ausência confrangedora de garra e mística leoninas e completamente arredados da única filosofia que poderá levá-los ao sucesso: O TRABALHO!...

Para que possamos compreender esta dura e decepcionante realidade, bastará ter estado atento à carreira da nossa equipa B, nas três épocas que já leva de competição, desde que começou a sua aventura na II Liga! Isso bastará para dissipar todas as dúvidas e reduzir a zero todos os descabidos proteccionismos, mimos e complacências, com que uma boa parte dos adeptos sportinguistas continua a aureolar os "meninos mimados" da nossa Academia.

E disto ninguém parece pretender falar! É incómodo e políticamente incorrecto. Muito mais fácil será mandar para os calabouços, Bruno de Carvalho, Augusto Inácio e Virgílio Lopes. Típico dos portugueses e, infelizmente, de uma boa parte dos sportinguistas.

Quero apenas deixar-vos como tema de reflexão, esta local hoje publicada pelo jornal Record, sobre a "intransponibilidade" de Tobias Figueiredo, no jogo de preparação, ontem realizado contra o Atlético, no estádio Aurélio Pereira da nossa Academia. 

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Mas a velha sabedoria popular, também não deixou de nos alertar para as pressas e por isso diz que...:

    "as cadelas apressadas parem os filhos cegos...", aliás cegos andámos muitos de nós mesmo sem sermos cachorros...
    Por isso, vamos dar "algum tempo ao tempo..." e esperar, com calma...o trabalho dos responsáveis leoninos...!

    Abr e SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não poderia estar mais de acordo com o amigo Max! Sim, "vamos dar 'algum tempo ao tempo' e esperar com calma...", que não se repitam com Paulo Oliveira, Slavchev, Geraldes, Rabia, Sacko, Jonathan e Jorge "Gazela" Santos, os "magrões, os piris e os welders" da época passada. Porque mesmo que a percentagem de aproveitamento volte a ser igual ou parecida, já não será mau de todo, uma vez que, como defendo no post, outro grande desígnio me parecer ser passível de ser alcançado: o despertar das consciências na nossa Academia!...

      Abraço e SL





      Eliminar
  2. Caro Álamo,

    Como Sportinguista e amante de futebol de 11, preferencialmente ao vivo, tenho um comportamento atípico, pois assisto mais a jogos da formação do que da Equipa principal.
    Durante uns largos anos , indiscutivelmente, o Sporting era o clube de excepção na formação. Porto e Benfica tinham e tem estes escalões mas quando chegava a hora H muito poucos chegavam à equipa principal. O clube formador que abria a porta dos seniores aos formandos era o nosso. Os rapazes sabiam disso e preferiam a formação verde e branca. Mas nem tudo são rosas… O scouting cada vez mais apurado dos grandes clubes , aliado à sede de euros das hienas dos empresários e muitas das vezes a ganância dos paizinhos trouxe-nos vários amargos de boca como é do domínio publico. Tentando contornar este problema BC tomou uma das medidas mais inteligentes que lhe vi no seu postulado como presidente. Ou tem contrato de longa duração ou não jogam!. Tentando complementar esta acção, tentou alterar o estatuto de formação de forma a elevar o nível de protecção dos clubes formadores, como seria a possibilidade de o formando juvenil de 1 ano já poder firmar contrato profissional. Nesta parte teve pouco sorte..Porque será?
    Matheus Pereira?? Há muito que sabia que não queria renovar….
    Recentemente um jovem da equipa de Juvenis do Sporting, pediu um valor pornográfico em contraproposta da renovação apresentada. Saiu..Assinou pelo Guimarães , quiçá pela proximidade geográfica com a invicta, de onde o pai foi jogador de um clube dessa cidade.
    Pergunto? Será que vale a pena continuar a apostar na formação nestes moldes?
    Nos últimos 3 anos da equipa B, quem chegou aos A?? Ricardo Esgaio??
    Então façamos o seguinte exercício de merceeiro.. O Sporting gasta anualmente com Alcochete aproximadamente 10 milhões de euros. Qual seria a diferença entre o Sporting abandonar a formação e comprar 1 jogador por esse valor por cada ano?
    O modelo que tem tido sucesso em Portugal nos últimos 25 anos não se sustenta na formação!
    Mas pode o Sporting abandonar a modelo da formação? Não ..Não pode e por 2 fortes razões:
    1. Não tem poder económico para poder comprar um jogador de 10 milhões de euros.
    2. Mais importante ainda , mesmo que pudesse comprar, não consegue acompanhar os valores dos vencimentos solicitados.
    Então continua tudo na mesma? Mantemos o modelo?
    De falinhas mansas e devagarinho, como convém, o Sporting continua a apostar na formação mas claramente, no meu ponto de vista , de forma diferente.
    Não descurando as promessas que possam vir da formação e que transitem para a Equipa B, o Sporting foi ao mercado comprar jogadores jovens , com potencial de crescimento / valorização, que monetariamente ( Compra /vencimentos) estão dentro das suas possibilidade e que tem contratos a longo termo.
    Paulo Oliveira 22 anos,(2019),Rabia 21 (2020), Saer 21 (2020), Jonathan 20 (2019),Oriol 22 (2019), Slavchev 20 (2019), Ryan Gauld 18 (2020) Sacho 20 (2019).
    A maioria destes rapazes foi comprada para jogar na Equipa B e circunstancialmente ir jogar na A, outros podem pegar de estaca..nos A!!!
    Prognósticos futuros? Bem, como dizia o outro só no fim do jogo!

    Um abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas para complementar um pouco mais o seu excelente comentário facto dos novos jogadores serem na sua maioria 100% do SCP.

      Eliminar
    2. Caríssimo amigo João Antunes, deixo-lhe aqui um sincero abraço de parabéns pelo seu excelente comentário, que li, reli e voltei a ler! Só pode falar da dura e crua realidade da nossa formação, quem a acompanha suficientemente perto dos seus bastidores, em Alcochete, o que se me afigura ser notório e flagrante no meu amigo.

      O seu comentário veio confirmar a substancial inflexão da política da formação do Sporting, que Bruno de Carvalho estará a tentar implementar, que eu, adepto muito afastado do centro nevrálgico leonino, apenas posso diagnosticar com elevada margem de erro, através dos poucos dados que me chegam pelos jornais e internet.
      Oxalá eu pudesse contar mais amiúde com complementos como o seu comentário de hoje. Mas duas questões naturalmente se colocam: a primeira advém da distância geográfica que continua a colocar-se entre nós, a segunda resulta de que a divulgação pública de certas nuances internas do nosso grande amor, Sporting, poderão representar o "haraquiri" que tanto o meu amigo, quanto eu, seríamos os últimos a desejar. Há por aí quem passe os dias na busca de pequenos pormenores da vida alheia, de forma a governarem a sua casa!...

      Deixo-lhe um repto, que poderá aceitar sempre que o entender, sempre que me achar merecedor do conhecimento de "nuances" que não devam cair no domínio público, pelas razões que já deixei atrás: faça rolar a página de Leoninamente até ao fundo e encontrará o endereço electrónico que permitirá evitar a devassa alheia! Em mim, encontrará a amizade e a disponibilidade que o destino fez questão de oferecer a ambos.

      Sinto-me um privilegiado por ter a sua amizade. Abraço amigo.

      Eliminar
  3. Esta semana foi intransponível, a semana passada foi "transponível"... ontem vinha um pasquim a dizer que estava a caminho da A, eheheh, vamos lá a ter calma.
    O miúdo tem futuro mas ainda lhe falta andar muito, espero que seja gradual e que não o queimem rapidamente.
    Agradeço também o comentário do João Antunes, que nos possibilita uma visão mais concreta e realista do que é a academia.
    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE