quarta-feira, 10 de setembro de 2014

No fundo, é como ele é !...





A lei de Bruno

Bruno de Carvalho não pára. Não dá descanso aos seus homens, nem tréguas aos “inimigos”. O líder leonino tem para dentro um grau de exigência que não apenas se traduz em actos e medidas que ficam apenas pelo conhecimento interno, mas muitas vezes têm expressão na praça pública, através de palavras que, nalguns casos, até colocam em xeque responsáveis do clube.

Bruno é um furacão. Há muito tempo que se percebeu isso, desde a primeira hora em que lançou a sua candidatura à presidência do Sporting. Quando a assumiu, foi coerente. Tem trilhado um caminho que está de acordo com o seu carácter e as suas convicções.

Dirão uns que o dia de ontem é um bom exemplo da firmeza e irredutibilidade do presidente do Sporting. Outros dirão que as palavras e decisões do líder leonino apenas revelam uma personalidade que promove o conflito e se deleita com o confronto. Não o julgarei aqui (quem sou eu para o fazer?) e apenas registo que há quem aprecie o estilo e quem o odeie. Uma coisa é verdade: não deixa ninguém indiferente.

Em declarações a Record, na feira do futebol em Manchester, Bruno de Carvalho foi, como sempre, incisivo. “Picou” rivais, mas não deixou de lançar um aviso para dentro. Para ser campeão, o Sporting tem de querer muito mais do que os seus adversários, disse. No fundo, é preciso ter a vontade que ele tem.

No fim do dia, ficou a saber-se que Bruno quer levar Godinho Lopes, Nobre Guedes, Luís Duque e Carlos Freitas à barra do tribunal por actos de gestão danosa. É verdade que cumpre uma “promessa eleitoral” – e agora é bom que tudo fique esclarecido –, mas deixa o Sporting em grande convulsão. No fundo, é como ele é.

Desde a hora em que me passei de armas e bagagens para as trincheiras de Bruno de Carvalho, já lá vão quase quatro anos, que nunca escondi que as razões que me levaram a essa decisão, passaram pelo entendimento de que, finalmente, aparecera um candidato à liderança do Sporting, "enxertado em corno de cabra", exactamente aquilo que sempre entendi como essencial à sobrevivência da grande, gloriosa e centenária instituição leonina! O tempo deu-me razão e hoje Bruno de Carvalho é o Presidente do Sporting Clube de Portugal e o Clube caminha a passos largos e decididos, para a recuperação da imagem e importância que sempre foram suas!

Políticamente correcto, por força das novas responsabilidades que lhe foram recentemente atribuídas, António Magalhães define-o como "UM FURACÂO, que tem trilhado um caminho" que, goste-se ou não, "está de acordo com o seu carácter e convicções" e que... "não deixa ninguém indiferente" !

"Bruno de Carvalho não pára"?! Pois, não é homem para isso, pesem embora todos os defeitos que lhe possam ser atribuídos! É como um "amarelo da Carris", cuja próxima paragem nunca há-de estar programada: quem nele quiser viajar, terá que correr o suficiente até lhe igualar a velocidade e poder colocar o pé no estribo, para não se espalhar no chão e correr os riscos inerentes! Porque não sabendo ninguém, o tempo que demorará a recuperar o "atraso" que outros provocaram, a ordem é para continuar a acelerar, sem paragens, pausas nem descansos, até que o horizonte fique suficientemente próximo da ambição que sempre lhe tem servido de indumentária.

Tem encontrado no percurso, subidas íngremes julgadas quase intransponíveis, seguidas de perigosas descidas em que, loucamente, tem recusado travões! Mas tanto num quanto noutro caso, nada até agora parece ter sido capaz de lhe travar a determinação. E vencidos os sucessivos desafios, parece dominado pela vertigem da procura de outros, novos e quiçá cada vez mais difíceis e perigosos, sempre animado por essa mesma e quase louca audácia...

"No fundo, é como ele é" !...

Leoninamente,
Até á próxima

14 comentários:

  1. Caro Álamo:

    Sem querer esfriar o entusiasmo, deixo aqui uma citação literal de Bruno de Carvalho, numa entrevista de 2011:
    "Durante as eleições Godinho Lopes disse que tinha soluções para diminuir a divida com a banca pois negociava com eles diariamente e era muito credível - afinal a grande negociação foi, para pagar o empréstimo obrigacionista que terminou em Julho de 19 milhões, fazer um novo empréstimo de 20 milhões a uma taxa de 9,25%. Esta taxa é excelente para os investidores das obrigações mas péssima para o Sporting Clube de Portugal, tendo o serviço da nossa divida aumentado fortemente".

    Um Abraço,

    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo José Lopes, aparentemente, qualquer espírito menos avisado, poderá encontrar nessa declaração de BdC, uma profunda contradição!...

      Porém se rodearmos a nossa análise com os diferentes e quase antagónicos contextos das duas situações, as conclusões acabarão por ser, necessáriamente diferentes.

      Uma coisa será recorrer a um empréstimo obrigacionista para fazer face a problemas de tesouraria determinados por défices crónicos - Sporting de Godinho, Benfica de Vieira e Porto de Pinto da Costa! - e num contexto de aparente pujança da banca! Outra coisa será avançar para uma operação desta natureza, num contexto completamente diferente da banca, numa condição perfeitamente balizada pelo acordo de reestruturação financeira assinado entre Clube e a banca e com objectivos que nada terão de comparável com "problemas de tesouraria", antes com a intenção implícita de investimento, capaz de gerar recursos julgados suficientes para o pagamento dos custos da operação. Ao que se vai sabendo, estará no horizonte a recuoeração das percentagens dos passes dos jogadores, na posse dos diversos fundos a que Godinho Lopes também terá recorrido para fazer face a... problemas de tesouraria!!!...

      A ser assim, antes da aprovação em AG dessa operação, ela será, a meu ver, suficientemente explicada a 1 de Outubro. Aguardemos, com uma certeza que não será desprezível. o vice-presidente para a área financeira e braço direito de Bruno de Carvalho, Carlos Vieira, não me parece, nem de longe nem de perto, que alguma vez possa ser comparado ao seu antecessor do tempo de Godinho Lopes!...

      Abraço e SL

      Eliminar
    2. Caríssimo Álamo:
      Reparará que não introduzi qualquer comentário ou juízo de valor. Quem está no convento, é que sabe o que lá vai dentro, diz o povo, com a sua milenar sabedoria. O que me causa espécie aqui é o facto de, havendo um plano de reestruturação, se pedir um empréstimo. Mas, como diz e muito bem, tudo será decerto explicado.
      Grande Abraço,
      José Lopes

      Eliminar
  2. Eles queriam acabar com o Sporting e começaram pelo estádio que estava programado há muito, independentemente de existir euro 2004 ou não. Sem pavilhão, acabando as modalidades, sem pista de tartan acabando o atletismo, restava o futebol onde fariam negócios da china, como os paquetes da expo ou os terrenos do alentejo, sugando tudo até ao clube não existir mais.

    A minha dúvida está na Academia, será que eles tinham a certeza que o governo queria fazer lá o aeroporto e, assim, conseguiriam mais um excelente negócio para eles?

    Bruno Duarte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Eles queriam acabar com o Sporting e começaram pelo estádio que estava programado há muito...)

      Mas que pobre de espirito! Este gajo é tão triste, que nem sequer sabe, que nada se pode vender do imobiliário, sem autorização da AG.

      Vai-te tratar que estás alucinado!

      Eliminar
  3. Também estou na trincheira... há ano e meio. Mas não se pense que era do antigo regime ou que agora tenho vergonha desse mesmo regime.
    Desde Dias da Cunha que não "pegava em armas" porque nunca reconheci aos seus sucessores o Sportinguismo, ou pelo menos, o que isso significa para mim...
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a gente vai continuar, amigo Basco "O Leão"!...

      Eliminar
  4. Caro Alamo
    Mais uma vez o saudo pelo facto de citar alguem que trabalhando no anonimato da muito do seu talento ao clube, ele e muitos outros!!
    Sob o EO de 30M ele vai permitir liquidez e mais nao digo.
    Nesta fase o que gostava de sublinhar,
    apos um ano em que o balanco foi negativo de40M passou-se para 400m positivos, pergunto.quem inverteu desta forma os numeros nao merece um louvor e um voto de confianca?
    SL Joao Antunes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente, amigo João Antunes!...

      SL

      Eliminar
    2. Tudo o que um dirigente, possa fazer de bem para o Sporting, deve merecer um louvor porquê? Será que o BdC está a fazer algum favor?

      Não foi eleito para isso mesmo? Não será a sua obrigação, pois trata-se de um presidente remunerado?

      A velha mania enraízada numa grande parte dos portugueses, sempre prontos para passar a pomada e dar palmadinhas nas costas, para se possível, tirar algum proveito disso

      Deixem-se de proceder como lambe-botas!

      Eliminar
    3. Sob o comodismo do anonimato prega-se toda a moral que se quiser e insulta-se quem nem sequer se conhece! Mas há uma coisa que é indisfarçável: a dimensão da toca...

      Eliminar
    4. Cheira-me a lampionagem mas vamos lá...
      Foi eleito para isso e é remunerado... mas os outros também foram eleitos e remunerados e é o que se sabe...
      O último parágrafo é inqualificável e não me importava de lamber uma bota para ela não lhe sujar o real traseiro quando se aplicasse uma valente biqueirada.
      Basco "O pavio curto para coisas parvas"

      Eliminar
    5. Vendo melhor o anónimo das 17:33 e o das 23:00 são a mesma pessoa... analisando os comentários, tem as frases espaçadas duas a duas e acaba os dois comentários com uma frase explosiva, seguida de um ponto de exclamação.
      Será?
      Mantenho a biqueirada.
      Basco "O profiler Leão"

      Eliminar
  5. Já o disse inúmeras vezes e repito aqui: O Sporting está perante o seu MELHOR PRESIDENTE de todos os tempos a par, provavelmente de João Rocha. E muita tinta este homem fará correr por aí. Os inimigos que se cuidem.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE