sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Expo 98, memórias curtas e "cavalheirismo" !...

Expo 98, memórias curtas!...

Entre cavalheiros

"Tenho sentido o incómodo geral causado pela possibilidade de um processo judicial do Sporting contra Godinho Lopes, Luís Duque, Nobre Guedes e Carlos Freitas. É bom repetir o que está em causa. O contrato de Izmailov: a dois anos do fim do contrato assinou uma renovação com um aumento brutal de encargos. Mais de 5,5 milhões de euros para os quatro anos seguintes. E ainda se pagaram 853 mil euros para a exploração dos direitos de imagem e 480 mil pela intermediação na renovação. O salário de Jeffrén: 9,3 milhões de euros por cinco anos, muito acima dos 3,7 milhões pagos ao Barcelona. E ainda a contratação sem exames médicos de um jogador que passou grande parte do tempo lesionado. O prémio de 836 mil euros (para além da remuneração anual líquida de 700 mil euros) a Rodríguez. Os 492 mil euros pagos à Gestifute. A atribuição de 30% dos direitos económicos do jogador a Jorge Mendes. E as orelhas moucas aos avisos do departamento médico para os seus problemas físicos.

Tudo isto insinua uma gestão pelo menos negligente e uma estranha generosidade de quem geria um clube próximo da bancarrota. Dirão que é feio levar a gestão dos adversários do passado para os tribunais. Pelo contrário. Isto, e não as insinuações nos jornais, é que deveria ser habitual. Se houve violação culposa dos deveres de diligência e cuidado, como afirma a direcção de Bruno de Carvalho, é na justiça que se resolve. Se não há nada, o caso resultará em nada. Tudo o que signifique punir quem tenha, com culpa, arruinado o Sporting é bom para o Sporting. E isto vale para as direcções anteriores e para esta. Não é vergonha recorrer aos tribunais para defender os interesses de uma instituição. É o que se recomenda. Não, estas coisas não são para ficar entre 'cavalheiros'”.


Cavalheiros?!... Mas então serão "cavalheiros", aqueles que perante a possibilidade de lhes serem movidas acção cíveis por parte do Sporting, logo vêm a público acusar os promotores de falsidades, juntando ameaças torpes sem o mínimo de sustentação?! Eu sei que Daniel Oliveira colocou a palavra entre comas, mas mesmo assim, que tipo de "cavalheiros" serão esses?!

O comunicado do Sporting, apenas deu conta, sem insultar ninguém, da intenção da Sporting, SAD, de levar a aprovação em AG, de proceder junto das instâncias judiciais, ao apuramento de responsabilidades na eventual "gestão danosa" que a documentação em seu poder sugere. Nada mais! O Sporting foi cavalheiro! E qual foi a resposta?!...

Das especulações e insinuações dos jornais, o Sporting terá, naturalmente, CULPA ZERO! Do "cavalheirismo" das respostas poderemos nós, sportinguistas e público em geral, tirar as conclusões a que conduzem as declarações e as ameaças insultuosas dos visados e de todos aqueles que, obviamente, também estiveram no mesmo "paquete"!...

Afinal, quem tem medo de quem e de quê?!...

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. Sou uma pessoa que por norma, acredito nas pessoas...
    Tentei ensinar aos meus filhos, os valores que me foram ensinados e creio que o consegui...
    Quando Godinho Lopes ganhou a presidencia do Sporting, "fiquei mais ou menos entusiasmado" com as promessas que chegavam...

    Então e não é que o meu filho mais velho, me disse um dia em que com ele falava do Sporting...:

    "Oh pai...o melhor é não se entusiasmar demasido com o homem...
    Você não se esqueça o que le fez com os paquetes da Expo..."

    Ora esta...então e não foi que o filho "foi mais prespicaz" que o pai...?

    Por isso, venha de lá toda a verdade...e os Tribunais, julgem de conformidade...

    E é claro...quem não deve, não teme...

    Ou não será assim...??

    SL

    ResponderEliminar
  2. Penso rigorosamente o mesmo, amigo Max: "que os Tribunais julguem em conformidade... quem não deve não teme" !...

    Mas... sobre "cavalheirismo", estamos há muito conversados!...

    SL

    ResponderEliminar
  3. Amigo Álamo, e amigo Max, só o facto de GL, ter arranjado maneira, de usurpar as eleições a BdC, diz tudo do homem (GL). Eu nunca fui com a "cara" dele, sempre que o ouvia falar do Sporting, sentia uma repulsa inexplicável, sou uma das que acreditam, que se GL tivesse cumprido o mandato até ao fim, hoje o nosso Sporting já não existia, por isso estou como os amigos, que os tribunais julguem o que há para julgar, e realmente quem não deve não teme, mas suspeito, não ser este o caso.....

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usurpou e de que maneira, porque mais mais que procure, não encontro um unico Sportinguista que tenha votado em GL

      Eliminar
    2. E, meus amigos, Leoa Maria e Jorge Alemão, GL, cavalheirescamente, não foi acusado de nada! É apenas suspeito de "gestão danosa"! Os Tribunais existem para decidir se essa "gestão danosa" fica provada ou se o suspeito é declarado inocente!...

      SL

      Eliminar
  4. Bem vindo seja Álamo!
    Na quarta à noite e ontem esmoreceu um pouco, mas está de volta feroz como tem de ser.
    A sua combatividade faz falta. Bem haja.
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O amigo Basco estraga-me com mimos e julga-me imune às adversidades! Ambas as atitudes estarão longe de corresponder ao que sou: apenas um leão que deseja ser feliz!...

      Mas cá estamos prontos para a luta meu amigo! Eu e todos os leões que apenas desejam ser felizes!...

      Abraço e SL

      Eliminar
  5. Amigos... só de ler fiquei mal disposto.
    A provar-se estas situações e pressuponho que muitas mais como é possivel essa malta ainda vir com comunicados para salvar a "honra" de tais cavalheiros...
    Nunca percebi uma coisa, pode ser que algum de vós me possa esclarecer: o Djalo foi vendido para França por 4 milhões salvo erro, depois não sei que voltas aquilo deu e foi a custo zero para o galinheiro, por acaso o jogador foi um flop e se calhar por isso nunca se levantou ondas, mas... que é dos 4 milhões? Foram pagos? Não foram? Houve rescisão? Indemnização?

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE