sábado, 13 de setembro de 2014

Nada está perdido! É um facto! Mas...

foto: LUSA

Muita posse, domínio e controle do jogo, mas... nova escorregadela! Muita entrega, esforço e determinação, mas... tremenda ineficácia! Um jogo fantástico de Nani, onde sobressaiu todo o esplendor da sua fabulosa técnica, mas... sózinho, dificilmente será capaz de cavalgar vitórias!

Quatro jornadas, três empates e... seis pontos perdidos! Um saldo francamente negativo e que, a meu ver, apenas poderá ser atribuído ao futebol macio, insípido, previsível, pouco criterioso e ineficaz que a equipa tem vindo a exbir. 

Bem que me custa reconhecê-lo, mas em termos de organização e acutilância ofensivas, o Sporting continua neste início de época, tal como no final da passada, demasiado tenrinho, sendo que no capítulo defensivo, a tenrura não será menor e o baluarte da linha média da época passada, parece estar a demorar demasiado tempo para voltar a afirmar-se, sendo insofismável e incontornável que os intérpretes são exactamente os mesmos.

Ficou o travo amargo da perda de mais dois pontos e alguma apreensão sobre o que esta equipa será capaz de fazer na Eslovénia, na próxima 4ª feira. Talvez o Sporting não venha a ser confrontado com os autocarros de dois pisos que hoje se lhe depararam e isso possa vir a facilitar o trabalho. Talvez com os eslovenos possa contar com o factor surpresa, com que obviamente não contou hoje. Mas lá que não será com tranquila serenidade que assistiremos ao baptismo na CL desta época, isso poucas ou nenhumas dúvidas restarão no espírito dos adeptos.

Nada está perdido! Isso é facto! E nada impedirá que Marco Silva venha a conseguir condimentar o jogo leonino com a audácia e a imprevisibildade que parecem faltar-lhe! Para já, essa será a única tábua de salvação, quiçá esperança, a que os sportinguistas se poderão agarrar!...

Leoninamente,
Até á próxima

9 comentários:

  1. Amigo Álamo, é certo que nada está perdido, mas tb é certo que esta época estamos a começar mto mal, não consigo perceber, esta dificuldade que temos em furar a barreira defensiva do adversário, as outras equipas conseguem e nós não???? Já começo a ficar preocupada.....

    SL

    ResponderEliminar
  2. Caro Álamo, cara Maria:
    Fui pela primeira vez esta época a Alvalade, aproveitando para conviver com o meu querido compadre, Belenense ferrenho, e levando o meu filho mais novo, para ficar ente o pai Leão e o padrinho 'pastel'.
    O meu filho sintetizou bem o jogo, ao dizer que ao vivo ainda estamos a jogar pior que na TV.
    Para mim, o facto é outro: Marco Silva será decerto bom rapaz, poderá um dia ser bom treinador para equipas grandes mas o Sporting não pode jogar como o Estoril. O pior é que MS não sabe por equipas grandes a jogar como devem, e o Sporting está a jogar cada vez pior! Vão desculpar o radicalismo mas Marco Silva tem que sair já! Não vai melhorar, e adiar só vai piorar as coisas. O pior é que, neste particular, talvez o nosso presidente não tenha a maturidade para abdicar da sua teimosia e reconhecer o erro terrivel que cometeu: equipa jovem não pode ter treinador jovem, e MS não se chama Pep Guardiola, das poucas excepções à regra anterior qie conheço; não me falem em Mourinho, por que com uma máquina de notas todos jogam bem.
    Portanto, e para concluir, mudança imediata para treinador com tarimba. Sei que muita gente não gosta, mas eu ia buscar o Manel Zé. Até porque me lembro de como jogávamos no seu tempo...
    Grande Abraço,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Maria, caro José Lopes, comungando o estado de espírito de ambos, apelo contudo ao máximo da vossa serenidade, por óbvias razões e remeto-vos para o post que acabo de publicar!

      Abraço a ambos e SL

      Eliminar
    2. Ók, percebi a ideia. Despeça-se então -e já!- Marco Silva e contrate-se o M.José. Mas rápido, para que os federativos não percebam e se antecipem.
      Como M.José não escolheu estes jogadores, eles vão continuar novos e a cometer os mesmos erros, jogando cada vez pior.
      Despede-se M.José e os novos da equipa.
      Entretanto, Janeiro chega.
      Para substituir M.José, chega um novo treinador, nem novo, nem velho, antes pelo contrário. De cheque na mão, compra meia equipa, uma equipa, o que achar necessário.

      Post Scriptum: O presidente não tem livro de cheques; por isso, despede-se o presidente. Chega um novo presidente, com um livro carregado de cheques.
      Aqui chegados, finalmente José lopes pode sorrir...

      Eliminar
  3. O Marco Silva é novo e esse parece ser o maior problema dele.
    Eu acho que ele devia arrepiar caminho e sentar alguns meninos que estão a fazer peso à equipa.
    O Adrien hoje foi o quê? Na luz foi o quê? Diz-se que estava tocado... então jogou para quê? Ficar pior? Não há lá outros que façam igual? É que ele está fora dela... Na segunda parte do jogo de hoje, ele fez dois passes para o lado sem sequer olhar para a bola...
    O Jefferson foi péssimo...
    O Capel, peço desculpa mas não acho que ele seja jogador para o Sportinng.
    O André Martins estava a ser dos melhores e saiu... porquê?
    Acho que o Marco Silva está com medo de melindrar e não mexe nas pedras que o Leonardo cimentou...
    Tem dois caminhos... ou segues a tua cabeça ou mais cedo ou mais tarde vai sair.
    Os lutadores de sumo recolhem os testículos quando vão lutar para que quando os adversários puxam pelos calções não os magoarem... Pois bem Marco, espero que estejas a ler isto... põe os testículos para fora que isto não é sumo e rapaz (digo isto porque és da minha idade) se tiveres de levar pancada fá-lo à tua maneira. Se tiveres de morrer, morre de pé, não andes de joelhos com medo, que isto não é Fátima (com todo o respeito).
    A saída não... são só 4 jogos... vamos ver daqui a mais 4, depois do Chelsea.
    SL
    Basco "O leão"

    ResponderEliminar
  4. Calma lá amigos, compreendo a vossa desilusão, até pq eu própria tb estou desiludida, mas pensem bem, despedir MS? Acham que é a solução? Vamos voltar aos tempos do godinho, onde se mudava de treinador como quem muda de camisa???? Parece que não aprendemos nada, com os erros do passado!!!!MS é jovem???Isso não é desculpa para o despedir!!!!!Todos sabemos, que temos que apoiar ao máximo, o treinador e a equipa para bem do nosso Sporting, caso contrário as coisas pioram....

    SL

    ResponderEliminar
  5. Não jogais pitadinha, mas não é de admirar, com um plantel tão fraquito querieis o quê? Não têm equipa nem para o terceiro lugar. E ainda não começaram a jogar duas vezes na semana. Então é que bão ser elas ó morcões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No ano passado não cantavas assim de galo...
      Basco "O Leão"

      Eliminar
  6. Depois de ler alguns comentários nem sei se deveria emitir opinião no teu blog Álamo. Mas por ti amigo vou fazê-lo:
    Antes do mais o jogo do Sporting: Ineficácia absoluta (até o golo marcado foi mais conseguido com um bom passe do...adversário (já o golo na Luz surgira de uma invenção de Artur)). Total ausência de objectividade (deu sempre a sensação que marcar na baliza do adversário seria sempre uma consequência de um controlo do jogo do que da busca permanente de desequilíbrios para o conseguir. 69% de posse de bola,...mas Slimani terá nos 94 minutos sido solicitado para finalizações na área por umas 4 vezes. Para tamanho caudal de jogo atacante (?) ao contrário do que afirma Marco as oportunidades de marcar foram escassas. Marco parece sem dúvida aparente, um grande apreciador do modelo de jogo do Barcelona (mesmo o actual, menos brilhante que o de Pepe Guardiola que contava para desequilibrar e gerar roturas com os génios Iniesta e Xavi...). Nesse aspecto para um espectador mais independente e menos angustiado pelo resultado, o jogo e a posse do Sporting foi do melhor que temos observado (a bola não queima nos pés dos jogadores e vai circulando com qualidade), mesmo relativamente à época passada onde a qualidade de posse já era boa. Mas ao contrário do futebol de Jardim onde a qualidade do jogo era o meio para obter condições favoráveis de finalização com uma taxa muito razoável de sucesso, esta teia à Barcelona pareceu um fim em si e não um meio. Marco vai ter que perceber que aquela belíssima "teia" catalã se desenvolvia com jogadores geniais sempre com a cabeça levantada até o adversário cansado de tanta concentração abrir um espaço para assistências de rotura (de Messi Iniesta, Xavi, Pedro...etc....qualquer um...) em momentos exactos e precisos no limite do fora de jogo, que colocavam um outro (Villa, Tello, Diego Alves...etc...qualquer um...) em posição clara de finalização ou de uma última assistência para o encosto na rede. Mas Marco estes artistas que temos em Alvalade não tem tal grandeza, nem a enorme capacidade de pressão alta e de recuperação de bola dos catalães, ainda que pense que com tempo e treino estas soluções possam vir, ao nosso nível, a ser interessantes (houve alguns momentos do jogo deliciosas neste aspecto sobretudo com a iniciativa de Nani, com tabelas e penetrações sucessivas que no entanto por deficiência de qualidade no passe dos vários intervenientes (Mané, Carrillo, Esgaio, muito verdinhos mas também Jefferson ou Adrien, nos últimos 15/20 metros foram sendo sucessivamente desperdiçadas.
    É assim Marco: Cabe-te a ti sem descaracterizar esta capacidade criativa encontrar as formas de conseguir objectividade e no meu entender isto passa por mais jogadas de flanco com desequilibrios ganhos e com assistências e cruzamentos com muito melhor qualidade na execução (os poucos cruzamentos que foram feitos para tantos ataques, foram geralmente mal executados (até por Nani) e saíram sempre 1 metro por baixo ou 2 metros por cima (e Slimani a vê-los)). Os mesmos atletas com Jardim fizeram muitos golos na sequência de bons cruzamentos.; e por fim um treino intensivo da meia distância nas imediações da área de forma a proporcionar golos ou cantos ou defesas para a frente dos guardiões adversários. O necessário é chegar lá mais vezes, com mais qualidade e com maior pressão sobre o último reduto adversário. Senão continuaremos a marcar 1 golo por jogo com a ajuda eventual do adversário e a sofrer uma média igual.
    Caros adeptos deixem o Marco aprender e trabalhar em paz. O objectivo é que foi mal traçado e assumido e a expectativa foi muito elevada muito antes do tempo. Os 2 primeiros lugares com realismo parecem com esta equipa fora do nosso alcance e cumpre-nos perseguir e ultrapassar os nossos adversários directos para o 3º lugar (Guimarães, Rio Ave, Braga, etc) e ter na Liga dos Campeões uma prova digna (3º lugar) com uma qualificação para a fase seguinte da UEFA.
    Abraços a todos.
    Vítor cruz

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE